Livro: Dias de Inferno na Síria
Autor: Klester Cavalcanti
Páginas: 296
Editora: Benvirá
Resenha por: Kinina
Comprar:
Saraiva Submarino Cultura Folha Travessa Americanas Amazon

O jornalista Klester Cavalcanti saiu de São Paulo, em maio de 2012, com a missão de registrar a realidade da guerra civil na Síria. Partiu para Beirute com toda a documentação em ordem e um contato esperando-o na cidade de Homs, então epicentro do conflito entre as forças de Bashar al-Assad e os rebeldes do Exército Livre da Síria. Mas acabou preso pelas tropas oficiais, torturado e encarcerado por seis dias, com mais de 20 detentos. Durante o período em que viveu no inferno, Klester não sabia o que o futuro lhe reservava. Acostumado a denunciar violações dos Direitos Humanos no Brasil, o jornalista conseguiu fazer seu trabalho no ambiente inóspito da prisão. Ali estavam os personagens e as histórias de vida que precisava para retratar a guerra civil, ouvindo os tiros e explosões que vinham das ruas que viu e fotografou antes de ser capturado. Até hoje, Klester é o único jornalista brasileiro a entrar em Homs, a terceira maior cidade da Síria e uma das mais afetadas pela guerra.

Não tenho o costume de ler livros de relatos jornalísticos ou de histórias reais, mas depois de ler tanta história de fantasia resolvi dar uma chance para o “Dias de inferno na Síria”. O livro chegou no começo do ano em um kit cortesia da Benvirá. O título não tinha me animado muito, mas depois que li a sinopse tive certeza que ele seria um dos próximos livros a ser lido.

O jornalista brasileiro Klester Cavalcanti relata como foi sua experiência com a guerra na Síria. Desde o início a história estava fadada a dar errado. Klester conta a dificuldade de conseguir o visto para poder viajar; amigos, parentes e colegas acham uma loucura a decisão de cobrir uma gerra. Quando ele entra em território estrangeiro e tenta entra na Síria acontece todo o tipo de coisa e dificuldades para que o jornalista não consiga chegar até Homs, a cidade onde a guerra está pior.

“Você está preparado para morrer? […] Você pode morrer por uma gerra que nem é sua! Outros jornalistas já morreram neste inferno!” – pág. 78

Mais do que um relato de guerra ente exércitos, Klester teve a visão de civis sírios que não concordam com o que está acontecendo no país. Conversou, apesar da dificuldade de encontrar pessoas que falassem inglês, que não concordavam com a ida até Homs, e muitas vezes foi convidado para voltar quando tudo estivesse em paz novamente e ele pudesse conhecer a verdadeira Síria.

Apesar do livro ser muito bem escrito, fluido e rápido de ler, é uma história difícil de ser lida. Saber que toda a violência e absurdos que o jornalista passou é real me fez passar quase toda a leitura angustiada, e mesmo sabendo que ele voltou vivo, é cortar o coração sabendo como ele deixou para trás as pessoas que ele conheceu na Síria e como nunca saberemos como estão ou como acabou a história dessas pessoas.

Uma das coisas que mais gostei, foram as páginas brancas quase nos final do livro, com fotos que o jornalista conseguiu a muito custo tirar e trazer. Há imagens da cidade em guerra, de presentes e de pessoas que ele conheceu. Fixa o fato de ser uma história real, de que tudo que ele contou é verdade.

O livro tem um ótimo começo escrita pelo jornalista Caco Barcellos. Se a sinopse do livro não te convenceu a ler, então leia o prefácio e tenho certeza que você não vai parar de ler até chegar ao final.


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.



24 de April de 2015
Postado por: Nanda @ Arquivado em: Resenhas

Livro: Véu da morte (#03)
Série: Os Segredos de Wintercraft
Autor(a): Jenna Burtenshaw
Páginas: 271
Editora: Rocco
Tradução: Dilma Machado
Resenha por: Nanda
Comprar:
Saraiva Submarino Cultura Americanas Travessa Folha Amazon

Depois de Livro perdido e Guardiões sombrios, Véu da morte é o final grandioso e explosivo para a saga Os Segredos de Wintercraft. Em sua estreia literária, a inglesa Jenna Burtenshaw criou um universo magnífico, recheado de mistério, e apresentou aos leitores Kate Winters e Silas Dane, dois heróis relutantes que conquistaram a garotada com suas incríveis trajetórias. Na nova e última aventura da dupla, o véu que marca o limite entre vida e morte está se esfacelando, as almas perdidas estão nas ruas de Fume, a cidade cemitério, e repará-lo não será uma missão simples. A chave para o sucesso está no Wintercraft, um livro misterioso que promete aos dotados um novo nível de poder, e nas habilidades de Kate, último membro de uma linhagem poderosa dos dotados.

ATENÇÃO! Esse livro não é o primeiro da série e a resenha pode conter spoilers! Confira nossas resenhas anteriores dessa série, clicando na capa desejada:

Livro perdido Guardiões Sombrios

Em Albion, movimentações estão sendo feitas para a chegada de Dalilah e Kate Winters – ambas a bordo do navio Coveiro. A memória de Kate está afetada e com isso Dalilah tem mais controle sobre a garota porque quer usar Kate – seu sangue de Winters e seus poderes – para atingir todos os seus objetivos e acabar com os limites definidos pelo véu que separa os vivos dos mortos.

Enquanto isso, Silas – que ainda tem sua alma conectada com Kate devido aos eventos do primeiro livro – e Edgar, juntos, estão atrás de Kate para tentar impedir que ela seja usada por Dalilah para terminar de quebrar as rodas que separam o mundo dos vivos e dos mortos.

Mesmo Kate sendo importante, claro que o elemento mais importante da história continua sendo o Wintercraft – o livro herdado por Kate com conteúdo capaz de interferir no equilíbrio do mundo dos vivos e mortos. Dalilah considera o livro importante para que tudo o que deseja seja alcançado enquanto Kate começa a perceber o fardo que é ser herdeira de um livro como esse.

Por mais que os poderes de Kate possam parecer exagerados para alguns, achei interessante o fato de o poder de Kate ter feito Silas tomar a decisão de que, para salvar a cidade, seria necessário que Kate morresse, mesmo que ele tivesse que fazê-lo. Tais momentos provam que Kate, Silas e Edgar não são heróis convencionais de livros, mas ao mesmo tempo você simplesmente se identifica e torce por eles durante todo o livro.

Através da busca de aliados em locais pouco prováveis, como entre os Dotados na Cidade Inferior e também prisioneiros de Feldeep, Silas quer impedir a destruição da cidade que corre risco tanto por conta do rompimento do véu quanto pela guerra eminente contra a Guarda Sombria.

Não achei que esse livro teve muitas reviravoltas, mas nem por isso o livro é ruim. O livro é bom pelos protagonistas – Kate, Silas e Edgar – os quais deixam aquele ar de dúvida se realmente vão fazer o certo, se continuarão a ser amigos, se não fugirão uns dos outros. Mesmo fazendo sempre o que acham ser certo (o que pode ser previsível e cansativo em alguns momentos), eles conseguem cativar os leitores por terem um pouco de anti-heróis em suas essências.

Mesmo adorando os personagens, eu esperava um pouco mais desse livro em comparação ao que me foi oferecido pela autora anteriormente, ainda mais por ter gostado muito da maneira como ela escreve – é uma condução da história feita de forma bem dinâmica. O triste é que foi possível prever alguns momentos de Véu da Morte e de uma maneira geral, não achei que o desenrolar dos acontecimentos acrescentou muito à série. Com certeza, gostei bem mais do primeiro livro que desse (o que é, de certa forma, um desapontamento). O último livro de uma série deveria fechar a história com excelência, mas o final foi bem parecido com o de muitas histórias a que tive acesso anteriormente.


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.



23 de April de 2015
Postado por: Bruna Fernández @ Arquivado em: Promoção

Hoje entra no ar mais um sorteio do Livros em Série: vamos sortear o volume 1 da HQ de A Guerra dos Tronos, de George R. R. Martin!

Para concorrer basta inserir seus dados no Rafflecopter (abaixo) e acumular pontos, até a meia-noite do dia 10 de maio de 2015! O sorteio será feito pela ferramenta na segunda-feira, 11 de maio, e o vencedor será divulgado aqui nesse post.

Boa sorte!

Como usar o Rafflecopter?

a Rafflecopter giveaway



23 de April de 2015
Postado por: Monique Marie @ Arquivado em: Eventos

O Livros em Série, bem como outros blogs e livreiros, foi convidado pela Editora Gente para um piquenique no Parque da Água Branca na cidade de São Paulo, na manhã do dia 16 de abril.

Achei a ideia de um piquenique super incrível, algo que foi até comentando pelo pessoal do marketing da Editora, que gostariam de bolar algo menos estressante para nós que vivemos nessa cidade louca. Parabéns, geniais!

Começando pela parte fofinha, o pessoal da Editora são uns amores e preparam a mesa de um senhor lanche com o maior carinho do mundo, vocês podem perceber pelos (deliciosos!) cupcakes decorados especialmente para nosso encontro. Como não amar esse carinho? Ainda fomos recebidos com brindes e o release dos lançamentos do mês de abril e de maio.

Assim que terminamos de ganhar uns quilinhos sentamos nas mesas próximas para ouvir o mais importante: os lançamentos! São muitos livros bons, a Editora está apostando realmente alto e a qualidade do material é excelente. Não tenho dúvidas que os livros serão sucesso de vendas em todos os segmentos.

Para os leitores do Livros em Série as novidades ficam por conta de dois livros: A canção de Alanna e Minha vida dava um livro.

A canção de Alanna já chegamos a comentar por aqui e é uma grande aposta da editora, já que a autora Tamora Pierce é uma das queridinhas da América e ainda não é muito conhecida no Brasil. A série tem uma pegada de luta e magia que promete conquistar o público juvenil. Ela é composta por quatro livros e o primeiro tem lançamento no próximo mês, mas a melhor parte vem agora: os livros 2 e 3 serão lançados ainda esse ano, restando apenas o quarto e último para 2016.

Já o livro Minha vida dava um livro é uma série que pretende ter 3 volumes e segue o esquema de Destrua esse diário, mas com uma pegada mais voltada para a escrita e não para coisas como “rasgue essa página”. Os autores Guilherme Cepeda e Lari Luara (que também são blogueiros e estavam lá para apresentar o projeto) pensaram em algo que estimule a escrita e que ele um pouco a faixa etária dos livros desse segmento. Eu tenho certeza que todos que acompanham o site vão querer o seu exemplar! O lançamento é em maio e para quem quiser um desconto especial pode comprar pela Saraiva na pré-venda.

Após as apresentações o evento terminou com um sorteio divertido de exemplares de alguns sucessos da Editora, incluindo Dark House que acabamos de resenhar.

Evento terminado, passamos mais um tempo conversando e foi então que ouvi uma das melhores coisas: os livreiros contam com o nosso site, é muito bom saber que as pessoas ainda dão valor a um conteúdo feito com carinho em um mundo onde apenas “likes” importam.

Ansiosos pelos livros? Eu estou.



22 de April de 2015
Postado por: Monique Marie @ Arquivado em: Notícias

A sequência do primeiro filme sai ainda esse ano, para ser exata no dia 17 de setembro.

A Fox confirmou que o último filme da trilogia não será dividido em dois como a maioria dos filmes de sucesso tem feito e que a previsão é que o A Cura Mortal chegue aos cinemas em 2017.

 

Fonte: SobreSagas.com

 



22 de April de 2015
Postado por: Monique Marie @ Arquivado em: Notícias

Doce Relíquia Mortal é o livro 17.5 da série Mortal escrita por J. D. Robb pseudônimo de Nora Roberts e será lançado no Brasil em junho pela editora Bertrand.

Confira abaixo a capa e a sinopse do livro:

 

Laine Tavish é a conhecida dona da Doce Relíquia, uma encantadora loja de antiguidades. Seus clientes, no entanto, nem imaginam que ela é filha de um trapaceiro conhecido pela polícia e que cresceu como uma fora da lei, sempre se mudando de cidade. Mas o passado de Laine acaba por alcançá-la. Seu tio há muitos anos desaparecido visita a Doce Relíquia e deixa um misterioso alerta antes de morrer atropelado por um carro. Logo em seguida, a casa de Laine é saqueada. Agora, as respostas sobre quem a persegue – e por quê – precisam ser encontradas por ela e pelo enigmático e atraente Max Gannon. E uma fortuna em diamantes roubados e desaparecidos faz parte desse mistério.

Décadas depois, na Nova York do ano 2059, uma boa parte do velho tesouro que Laine e Max tanto buscaram continua sumida. Mas agora há mais alguém à procura dos diamantes; uma pessoa disposta a matar por eles.

Doce Relíquia Mortal é uma jornada eletrizante onde se misturam o romance e a emoção nos dias de hoje com o suspense futurístico de várias décadas adiante. É uma história cheia de trapaças e segredos, de mulheres fortes e homens fascinantes – uma combinação incrível das duas facetas de Nora Roberts, autora amada por fãs de todo o mundo.



22 de April de 2015
Postado por: Bruna Fernández @ Arquivado em: Lançamentos

Livro: Os Filhos de Anansi (#02)
Série: Deuses Americanos
Autor: Neil Gaiman
Tradutor: Edmundo Barreiros
Comprar:
Saraiva Submarino Cultura Folha Travessa Americanas Amazon

Charlie Nancy tem uma vida pacata e um emprego entediante em Londres. A pedido da noiva, ele concorda em convidar o pai para seu casamento e fazer uma tentativa de reaproximação, já que há vinte anos os dois não se falam. Enquanto isso, no palco de um karaokê na Flórida, o pai de Charlie tem um ataque cardíaco fulminante. A viagem de Charlie até os Estados Unidos para o funeral acaba se tornando a jornada de uma nova vida. Charlie não tinha ideia de que o pai era um deus. Menos ainda de que ele próprio tinha um irmão. Agora sua vida vai ficar mais interessante… e bem mais perigosa. Embrenhando-se no território de lendas e deuses pagãos, a poderosa narrativa de Neil Gaiman leva o leitor a mergulhar nessa história fantástica e bem-humorada sobre relações familiares, profecias terríveis, divindades vingativas e aves muito malignas.

Livro: Frank Einstein e o motor antimatéria (#01)
Série: Frank Einstein
Autor: Jon Scieszka
Tradutora: Regiane Winarski
Comprar: Saraiva Cultura Folha Travessa Amazon

Frank Einstein é um menino de 10 anos que adora passar o tempo em seu laboratório na garagem do avô, onde pode misturar ciência e muita imaginação para criar inventos bem originais. Sua criação mais recente é o RobôGente, uma máquina capaz de pensar. Frank tem um plano mirabolante e só precisa de uma noite repleta de raios no céu para colocá-lo em funcionamento. De repente, o que parecia destinado ao fracasso ganha vida. No meio da noite, dois robôs se autoconstroem e de uma hora para outra Frank ganha dois ajudantes de laboratório. Donos de personalidades bem diferentes, o espertinho Klink e o desajeitado Klank não são os auxiliares ideais, mas mesmo assim ajudam o jovem cientista a construir um motor antimatéria para competir no Prêmio de Ciências da cidade. Tudo parece ir bem… até que o arqui-inimigo de Frank, T. Edison, entra em cena e sequestra os robôs, obrigando-os a colaborar em um plano maligno.

A editora ainda conta com lançamentos que não fazem parte de séries, para vê-los, clique no link abaixo.

(Ler post completo)



22 de April de 2015
Postado por: Bruna Fernández @ Arquivado em: Lançamentos

Hoje a Editora Aleph anunciou a publicação de Sombra do paraíso, de David S. Goyer – roteirista de ‘Batman: o cavaleiro das trevas’ e ‘O homem de aço’, em parceria com Michael Cassutt – escritor de ficção científica e roteirista da série ‘Além da imaginação’. O primeiro livro da trilogia homônima é um desses de tirar o fôlego.

No ano de 2016, cientistas descobrem um astro de natureza desconhecida se aproximando da Terra. Batizado de Keanu, ele logo se torna o destino de uma corrida espacial em pleno século 21. A NASA e a coalizão Rússia-Índia-Brasil passam a concorrer entre si, em uma missão de descobrimento científico temperada com intrigas políticas. Sombra do paraíso é rico em detalhes sobre viagens espaciais e indispensável para todos os amantes das ciências e das aventuras no espaço.

Leia aqui um trecho do livro e garanta já o seu exemplar nas seguintes lojas:

Saraiva Cultura Folha Travessa Amazon