22 de December de 2014
Postado por: Kinina @ Arquivado em: Resenhas

Livro: Por você (#01)
Série: Fixed
Autora: Lurelin Paige
Editora: Fábrica231
Páginas: 368
Resenha por: Kinina
Comprar:
Saraiva Submarino Cultura Folha Americanas Travessa

Perseguir e ser presa é algo do passado para Alayna Withers. Com seu MBA em mãos, ela tem um grande futuro pela frente — crescer no clube noturno onde trabalha e se manter afastada de qualquer um que possa desencadear seu transtorno obsessivo por amor. Um plano perfeito.

Mas o que Alayna não esperava é Hudson Pierce, o novo dono do clube noturno. Ele é inteligente, rico, e maravilhoso — o tipo de cara que Alayna sabe que deve manter distância se quiser manter suas tendências em cheque. Exceto, Hudson está fixado nela. Ele a quer em sua cama e não faz segredo disso.

Evitá-lo não é uma opção após ele oferecer uma proposta de negócios irrecusável e ela é ainda mais atraída para seu universo, incapaz de resistir a atração. Quando ela aprende que Hudson tem sua própria história sombria, é tarde para perceber que se apaixonou pelo pior homem que poderia se relacionar. Ou talvez o passado de ambos seja a oportunidade para curarem um ao outro e finalmente encontrarem o amor que jamais existiu em suas vidas.

Alayne Withers é barwoman na no Sky Launch Nightclub. Um emprego que ela mantém porque gosta e porque a ajuda a se manter longe de problemas. Hudson Pierce, notável por ser um homem de negócios e bem atraente, é o novo dono na casa noturna. Alayna e Hudson se conhecem e a moça acha que existe uma tensão entre os dois. A dúvida acaba quando Hudson a convida para um “trabalhinho” extra: ele quer que Alayna seja sua namorada de mentira para convencer a mãe dele que ele tem a capacidade de amar. O namoro é de mentira. O sexo é de verdade. Em troca, Alayna terá todas as suas dívidas quitadas.

Hudson diz que não é capaz de amar ninguém. Alayna tem problema de se apegar demais aos homens que costuma ficar. O relacionamento sexual é a única coisa verdadeira que o casal acha que pode acontecer entre eles.

Temos aqui a já conhecida fórmula: um moço rico e problemático querendo fazer algum acordo que envolva sexo com uma moça atraente e inexperiente. O diferente são os problemas que os personagens têm e o lugar que se passa a história.

Mais do que o relacionamento do casal, a história explora bastante o relacionamento familiar. Alayna não tem um bom relacionamento com Brian, seu irmão. Depois que seus pais morreram ele se responsabilizou pela irmã e teve que ajudá-la em sérios problemas que ela se envolvia. Hudson tem problemas com sua mãe, Sophia, que não acredita que seu filho seja capaz de amar porque ela mesma não tem essa capacidade.

Entre problemas familiares e relacionamentos temos um pouco de sexo. Gostei muito da história, mas considero mais um romance com algumas páginas mais quentes do que realmente uma histórica erótica.

A capa do livro é simples, uma moça representando um momento de prazer com um homem, nada diferente de de outros livros do gênero. O legal são as páginas, todas com a borda na cor lilás, reforçando que o livro faz parte da Coleção Violeta da editora.

Violeta é a cor do desejo.
Do desejo de conquistar e crescer.
Violeta é a cor da escolha.
Pessoal e intransferível.
Do bom livro ao bom parceiro.


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.



22 de December de 2014
Postado por: Kinina @ Arquivado em: Notícias

A capa oficial do livro Finders Keepers, segundo volume da trilogia de Mr. Mercedes, do autor Stephen King, foi revelada.

John Rothstein foi um aclamado autor, criador de Jimmy Gold, um personagem admirado por muitos, inclusive pelo maníaco Morris Bellamy. Quando Rothstein resolve se aposentar, Bellamy decide se vingar acabando com a vida do autor e roubando, no processo do crime, anotações que poderiam sugerir um novo romance sobre Jimmy Gold. Entretanto, Bellamy acaba preso por outro crime. Trinta e cinco anos depois, o assassino é solto da prisão para descobrir que o jovem Pete Sauberg achou e lhe “roubou” as anotações de Rothstein. Louco por vingança, Bellamy fará de tudo para recuperar “seus” pertences, e aí que o detetive Bill Hodges, Jerome Robinson e Holly Gibney entram: a única esperança de Pete Sauberg.

O livro será publicado nos EUA em 02 de junho de 2015. No Brasil ainda não há previsão.



20 de December de 2014
Postado por: Nina Lima @ Arquivado em: Fora de Série, Resenhas

Livro: O fio da vida
Autora: Kate Atkinson
Editora: Globo Livros
Páginas: 536
Resenha por: Nina Lima
Comprar: Saraiva Submarino Cultura Folha Travessa Amazon

E se você pudesse mudar as escolhas da sua vida? E se ao nascer de novo, refazendo sua trajetória, pudesse mudar o destino de outras pessoas e até o curso da história? É esse fascinante jogo com o tempo que permeia a narrativa de Ursula, a personagem principal de O fio da vida, livro da escritora britânica Kate Atkinson. Na trama, Ursula, que nasce em 1910, parece viver em um eterno déjà-vu. Às vezes, sabe o que alguém vai dizer antecipadamente. Ou prevê um incidente banal que vai acontecer. Fica confusa entre o que é real ou não.

Sua família vive no interior da Inglaterra. Uma das criadas acha que Ursula tem um sexto sentido. A tia a considera uma pequena vidente. A mãe chega a dizer que Ursula é uma estranha no ninho. E o psiquiatra, dr. Kellet, comenta sobre reencarnação quando ela tem dez anos. Ele explica que seu cérebro pode ter uma pequena imperfeição, que a leva a pensar que esteja repetindo experiências, morrendo e renascendo, apesar de isso não ser verdade.
A autora Kate Atkinson narra os destinos de Ursula – todo o contexto se passa entre 1910 e 1945, abarcando os dramas das duas guerras mundiais – e desenha novas perspectivas a partir de um mesmo fato. E se ele tivesse acontecido de outra maneira, qual seria o seu fim?
O relacionamento, nem sempre muito cristalino, entre os integrantes da família Todd, as criadas e os jardineiros, é muitas vezes pontuado por mortes, que nem sempre são esclarecidas. E é assim, com uma morte, a do futuro líder nazista, que Kate Atkinson nos apresenta Ursula e começa a jornada de sua personagem: ela saca da bolsa o velho revólver de seu pai, um movimento ensaiado uma centena de vezes, e dá um tiro, bem na altura do coração de Hitler. Cai a escuridão. Tudo recomeça?

Muitas vezes na vida eu paro pra refletir e fico pensando, “Hum, poderia ter feito isso ou aquilo de forma diferente.” Ou “Poderia ter escolhido esse ao invés desse.” E se fosse verdade? E se realmente pudesse acontecer? Pois é isso o que acontece com Ursula Todd.

Nascida em uma noite de muita neve, Ursula teve muitas chances. De primeira, nem vingou. Mas ao longo dos anos, ela foi tendo a chance de driblar a morte e reescrever sua história, mudando pequenos detalhes, que no fim, mudariam tudo. E conforme o tempo ia passando, e novas chances de se reescrever lhe foram dadas, ela ia sentindo uma inquietude dentro de si, como um presságio, para que ela possa fazer novas escolhas e assim, mudar o curso dos acontecimentos.

Não dá para falar muito do enredo, porque ele é muito dinâmico. Ao mesmo tempo em que estamos acompanhando o nascimento de Ursula em 1910, logo mais estamos em 1930 ou 1940, e de volta a 1910. E isso de modo algum deixa o livro confuso. É instigante. Aguça aquela curiosidade de saber qual foi a escolha que a fez chegar naquele determinado momento e então, começar tudo outra vez. Ursula foi mãe, foi assassinada, morreu na guerra quando adulta, no mar quando criança e a cada vez que sua história recomeçava, ela fazia diferente e um novo detalhe vinha a tona! E quando uma escolha era ligeiramente diferente da primeira (comprar ou não um vestido amarelo estampado de andorinhas pretas?), todo o futuro era novo e diferente! Dos mais simples detalhes, o mais surpreendente dos desfechos!

Um detalhe que me prendeu muito na história foi como a história real das guerras foi entrelaçada na trama de Ursula, e como ela tentou mudar os rumos da Segunda Guerra e teve vários papéis, sofrendo as consequências estando dos dois lados. Eu adorei o modo como a autora costurou a história com seu enredo, uma construção brilhante.

A personagem Ursula é sem dúvida a mais cativante, porque tudo é enxergado pelos seus olhos, a história de sua vida. Mas os outros personagens não deixam a desejar: as escolhas de Ursula não afetam apenas sua própria história, mas a vida de todos os outros personagens. Particularmente, vale ressaltar, a vida de Teddy (ou Edward), que foi tantas vezes salvo pelas escolhas de sua irmã – de ter seu coração partido pela morte de seu amor de infância, de morrer pela gripe, de desaparecer na guerra. E isso afeta sua mãe, Sylvie, que morre de amores pelo menino. É possível acompanhar essa construção de acordo com as mudanças no destino de Ursula, como as relações familiares são forjadas a partir dos acontecimentos.

Eu confesso que estou muito empolgada em escrever sobre o livro, que foi a melhor leitura do ano, tanto que não sei mais o que dizer, porque sinto que vai ficar repetitivo. Mas se quiserem um bom presente de Natal pra quem gosta de uma boa história, O Fio da Vida é, sem dúvida, uma ótima escolha!


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.



18 de December de 2014
Postado por: Kinina @ Arquivado em: Resenhas


Livro: Os 13 Segredos
Série: Os 13 Tesouros
Autor: Michelle Harrison
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 392
Resenha por: Kinina
Comprar: Saraiva Cultura Folha Travessa Amazon

Depois de se mudar para o solar Elvesden, Red começou a usar seu nome verdadeiro, Rowan, e a fazer o possível para começar uma vida nova. Só que andar na linha está sendo mais difícil do que ela esperava, principalmente porque os mensageiros das fadas não a deixam em paz – não importa quantas proteções mágicas use para mantê-los afastados.

Perseguida por aqueles que gostariam de vê-la novamente no mercado de changelings, Rowan também é assombrada por pesadelos com o chalé da Bruxa Solitária e o prisioneiro Eldritch, que jurou vingança quando a menina o deixou para trás.

Ao chegar à mansão para passar as férias, Tanya percebe que existe algo de errado com a amiga e decide descobrir o que ela está escondendo. Mas, quando o passado começa a perseguir Rowan, obrigando-a a embarcar em uma perigosa missão, será que Tanya conseguirá ajudá-la?

ATENÇÃO! Esse livro não é o primeiro da série e a resenha pode conter spoilers! Confira nossas resenhas anteriores dessa série, clicando na capa desejada:

#01 - Os 13 tesouros #02 - As 13 Maldições

Red passou por muitas provações e descobertas na história anterior, As 13 Maldições:
– Descobriu que sua tia na verdade é sua mãe
– Descobriu que seu irmão na verdade é seu primo
– Por amor, deixou seu irmão/primo continuar no mundo das fadas onde estava sendo bem cuidado
– Descobriu que usar seu verdadeiro nome, Rowan Fox, a protege mais do que usar seu apelido.

E eu poderia passar mais linhas e linhas falando de tudo que aconteceu com Red, mas listei apenas o que é mais importante para essa história.

Depois de deixar seu primo no mundo das fadas, Red é acolhida no Solar Elvesden e começa uma nova vida nova e aparentemente normal. Mas para uma mocinha que já passou por tanta coisa e pelo bem da continuação da história, tudo vira de ponta cabeça.

Quando Red buscava pelo seu irmão se envolveu com algumas pessoas e fadas para desfazer a troca. É um grupo de 13 (!!!) pessoas, onde cada um tem características específicas que podem ajudar a resgatar e trocar crianças e criaturas que foram pegas no mercado de changelings. Red fez parte deste grupo, mas ela se afastou e eles voltam para tentar fazê-la voltar ou prestar um último favor. Em paralelo a essa situação, a menina tem que lidar com a culpa de ter deixado a fada Elderich preso no chalé da Bruxa Solitária no meio da floresta e o medo de ele aparecer para se vingar.

Para passar por todas as aventuras, Red pode continuar contando com os personagens que conhecemos nas histórias anteriores.

A história é super bem elaborada, a ligação com os outros livros é incrível e os novos personagens são interessantes e cativantes. Tinha tudo para ser o final perfeito da trilogia se não fosse o último capítulo. A história termina com Tanya falando dos últimos momentos dos personagens em seu diário; até ai ok. Mas então deixa um brecha para a continuação se a autora quiser continuar escrevendo. Tudo foi magicamente perfeito até agora, apesar de excelente não há necessidade de uma continuação.

O que não dá para deixar de notar e comentar sobre a trilogia são as capas. Foram elas que me fizeram ir atrás dessa série, foi o que mais chamou a atenção. As cores, os desenhos e os detalhes são show! Depois que eu me preocupei em saber do que se tratava as história. Ainda bem que não me arrependi!


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.



17 de December de 2014
Postado por: Kinina @ Arquivado em: Resenhas


Livro: As 13 Maldições
Série: Os 13 Tesouros
Autor: Michelle Harrison
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 434
Resenha por: Kinina
Comprar: Saraiva Submarino Cultura Americanas Travessa Amazon

Tanya sempre foi uma garota diferente. Desde pequena ela consegue enxergar fadas. Não as que o leitor poderia imaginar, mas seres maus, que tentam lançar-lhe feitiços. São essas criaturas que sequestram o irmão da amiga de Tanya, Red, a qual jura trazê-lo de volta. Contudo, por estar presa em um reino mágico, ela aceita um acordo: seu irmão será devolvido, mas apenas se ela encontrar os berloques do bracelete da amiga, que foram espalhados pelo mundo humano.

ATENÇÃO! Esse livro não é o primeiro da série e a resenha pode conter spoilers! Confira nossas resenhas anteriores dessa série, clicando na capa desejada:

#01 - Os 13 tesouros

Tanya está de volta ao solar para passar férias com sua avó Florence. Florence dá à neta um antigo bracelete de berloques, que a menina descobre que os enfeites representam os 13 Tesouros da corte das fadas.

Red ainda está em busca do irmão no mundo das fadas e agora, sem querer, junto com Warwick, eles conseguem entrar. No mundo das fada, Red é levada até a corte e é proposto que para ela chegar até o irmão a menina encontre os berlorques da pulseira de Tanya escondidos no mundo dos humanos. Com ajuda de Tanya e Fabian, filho do caseiro do solar, eles partem em uma grande aventura em busca dos itens.

Na “visita” de Red ao mundo das fadas, nós passamos a conhecer um pouco mais de como é esse território mágico. De maneira levíssima é descrito a política das cortes que governam e como o governo de cada corte tem influencia no mundo humano também.

É um livro muito gostoso de ler. A narrativa é interessante, é fácil de ser lido, mas é riquíssimo em detalhes que tem encantam e nada é previsível. É um livro com muito mais vida do que o primeiro.

O interessante dessa história é a mudança de protagonista. No primeiro livro tínhamos Tanya a frente e agora temos tudo acontecendo em volta de Red. Foi uma mudança que me agradou bastante, já que acho Red, sua história e seu desenvolvimento muito melhor do que Tanya. O final é incrível e cheio de reviravoltas inesperadas.

Gosto muito das capas dessa trilogia. A capa do primeiro livro tinha os detalhes da história desenhados e em cor vermelha. Dessa vez temos a mesma linha mas com a azul, a favorita até agora!!



17 de December de 2014
Postado por: Bruna Fernández @ Arquivado em: Notícias

The Rosie Effect, segundo volume da série Don Tillman escrita pelo neozelandês Graeme Simsion, chega ao Brasil no segundo semestre de 2015.

Bill Gates divulgou em seu blog os 5 melhores livros que leu em 2014 e entre eles está a continuação de O projeto Rosie. Confira: “A sequência divertidíssima de “O projeto Rosie”, um dos melhores romances que li nos últimos tempos. Aqui não há nenhuma perda de qualidade, como acontece às vezes com o segundo de uma série. Graeme Simsion traz de volta alguns dos melhores personagens e algumas das situações mais engraçadas do primeiro livro, e ao mesmo tempo introduz uma quantidade suficiente de novos elementos que fazem dele uma obra original. É um romance engraçado mas que também me fez ponderar sobre a natureza dos relacionamentos: o que faz com que eles deem certo e como precisamos sempre investir tempo e energia para aprimorá-los. Um livro encantador, divertido e que faz pensar.”



17 de December de 2014
Postado por: Bruna Fernández @ Arquivado em: Notícias

Ótima notícia para os fãs de Marie Lu: mal deu tempo dos leitores se recuperarem do final da trilogia Legend e a Rocco anuncia a publicação de The Young Elites, mais recente livro da autora da Trilogia Legend, para o segundo semestre de 2015.

Publicado nos Estados Unidos em outubro deste ano, o livro entrou na concorrida lista de bestsellers do New York Times no mesmo mês. A trama se passa em uma versão alternativa da Renascença Italiana e gira em torno da vilã Adelina, definida pela autora como uma versão teen e feminina de Darth Vader ou Magneto. Após uma praga devastar o mundo, alguns sobreviventes desenvolvem superpoderes. Entre eles está a jovem que, expulsa de casa, encontra um novo lar na sociedade secreta The Young Elites, vista por alguns como um grupo de heróis, por outros como seres com poderes demoníacos. Em um mundo perigoso no qual magia e política se chocam, Adelina descobre o lado sombrio de seu coração.

“E se você, diferentemente do Day e da June [da Trilogia Legend], não pudesse emergir da escuridão do seu mundo? Queria muito brincar com essa ideia porque penso que todo mundo tem um pequeno vilão dentro de si, às vezes. Espero que todos nós possamos nos identificar com isso”, afirmou Marie Lu em entrevista aos leitores do nosso blog, este ano.



17 de December de 2014
Postado por: Bruna Fernández @ Arquivado em: Notícias

Novos livros foram prometidos e finalmente sabemos mais sobre o décimo primeiro volume da série O Diário da Princesa. Com o título de Royal Wedding, Casamento Real (tradução livre), esse será o primeiro volume adulto da série.

O livro tem a previsão de ser lançado no começo de junho nos Estados Unidos e deve sair por aqui em outubro, quando a autora estará no país para visitar alguns estados e participar da FLICA.