quarta-feira, 20/11/2019
Últimas do LeS:
Capa » Lançamentos » Um outono angelical

Um outono angelical

Estariam os livros de vampiro em seu crepúsculo final? Talvez. Eles podem estar sendo colocados de lado por, entre todas as coisas, anjos.

Esse outono, editoras estão apresentando mais de uma dúzia de títulos sobre anjos – anjos bons, engraçados e principalmente anjos caídos ou expulsos do céu. “Nós meio que exaurimos tudo que podíamos com vampiros”, sidde Heather Doss, gerente de marketing da revista Bookazine. “Agora nós estamos escolhendo personagens mais seguros e transformando-os nos caras maus. Estamos virando o esteriótipo de anjos de ponta cabeça”.

Editoras estão empurrando esses títulos nas prateleiras. Simon & Schuster compraram Hush, Hush, da autora de primeira-mão Becca Fitzpatrick em Abril e – baseados em pedidos de indies e chains, conduzida pela Barnes & Nobles – adiantaram o lançamento do livro para o próximo mês, ao invés da primavera de 2010. A tiragem anunciada: 250,000. Random House comprou o livro de Lauren Kate, “Fallen” em abril e vai publicar em dezembro. “[A tendência] encaixa na novidade que buscam os leitores de sagas de vampiro”, disse Liz Marotte, compradora da Borders’s Young Adult.

Sai da frente, Edward Cullen. Anjos bad-boys são as novas atrações. Como os vampiros modernos, eles podem ser lindos, imortais e conquistadores de corações de outro mundo, diferente de zumbis, claro. “Com toda essa corrupção das figuras angelicais, não são muito sexy” diz Justin Chanda, vice-presidente e editor da Simon & Schuster Books for Young Readers, que chama os anjos de “gótico seguro” e “romântico”.

Algumas poucas vantagens são que anjos são menos assustadores e não tem o fator “eca”. “Algumas pessoas pensam, vampiros – quem quer lidar com o lado sangrento disso?” diz said Beverly Horowitz, vice presidente e editora da Knopf Delacorte Dell Young Readers Group.

Os novos títulos também têm como protagonistas anjos da guarda e anjos engraçados. A trilogia Kissed by an Angel (beijado por um anjo) de Elizabeth Chandlers, com as primeiras edições publicadas nos anos 1990, é sobre uma adolescente cujo namorado morto volta como seu anjo da guarda. A Simon & Schuster re-imprimiu uma edição completa dos livros no Dezembro passado; 350,000 cópias estão sendo impressas agora. “Paranormal mais romance é ótimo” diz Bethany Buck, diretora editoral da Simon Pulse.

Coffeehouse Angel – Walker, July – (Anjo da loja de Café) da editora Suzanne Selfors, uma comédia romântica, também destaca um anjo da guarda. E seres celestiais engraçados, incluindo o anjo punk no livro Going Bovine (Virando bovino) de Libba Bray – Delacorte, Setembro – e o anjo valente no livro de Sharon Cheech, The Unfinished Angel (O Anjo não terminado) – Harper, Setembro.

“Os livros mais novos, como os de Sharon, estão usando os anjos para sugerir que o mundo pode ser um lugar melhor” disse Kate Jackson, editora chefe da HaperCollins Children’s Books. Em livros infanto-juvenil, no entanto, ela acredita que anjos “são símbolos do amor proibido. O que pode ser mais proibido do que ter um romance com alguém que não é humano?”

Anjos de livros infanto-juvenil também atraem pelo fato de “intrigarem sobre a nobreza decaída”, disse Jon Anderson, vice presidente executivo e editor da divisão infantil da Simon & Schuster. “Eles ficaram no topo e foram banidos”. O “fator invulnerabilidade” também representa seu papel, comentou Brian Farrey, editor de aquisisões da Flux, que em Agosto publicou 5000 cópias do livro Evil? de Timothy Carter’s, que se passa em uma cidade canadense, onde um anjo caído está causando alvoroço.

Autores como Creech não tinham idéia sobre como iriam lançar uma moda celestial. Ela teve a idéia de escrever The Unfinished Angel em 2003. A sua neta, com dois anos na época, disse a ela: “Era uma vez na Espanha, um anjo e o anjo era eu”. “Que ótimo início de história”, Creech falou. “Por anos, refleti sobre essa frase”.

Quando Fitzpatrick começou Hush, Hush, ela também não possuía qualquer noção que seria parte de uma tendência. Ela simplesmente comentou que queria escrever sobre “esse tipo de bad-boy final, mas com uma distorção”. Foi isso que a levou ao seu anjo caído. “Quando você pensa sobre anjos decaídos, você pensa sobre os bad-boys originais”, ela disse. “Pessoas realmente gostam de ler sobre personagens que buscam redenção”.

De Potter à porta [do paraíso]?

Livros paranormais costumavam ser tão exóticos quando as lojas do Beco Diagonal, mas desde Hogwarts, eles se tornarem bem mais comuns. “Antes de Harry Potter, fantasia era um gênero de livros que as pessoas deixavam de lado”, diz Emily Easton, editora de Walker Books for Young Readers. Porém anjos são mais antigos: eles aparecem em ambos os testamentos da Bíblia, em clássicos como Paraíso Perdido de Milton, filmes (Anjo ou demônio? / O céu pode esperar) e programas de TV (But angels go way back: they appear in both testaments of the Bible, classics like Milton’s Paradise Lost, movies (Fallen Angel;Heaven Can Wait) and TV shows (O toque de um anjo / O homem que veio do céu / Drop Dead Diva).

Só que esse novo grupo de estrelas é totalmente não-tradicional. “Estes não são nossos anjos de Domingo de forma alguma,” comentou Doss na Bookazine. Afinal de contas, Candlewick está oferecendo Angel in Vegas (não Belém), e o Evil? de Carter aborda tópicos como masturbação e homossexualidade.

Editoras religiosas são uma história diferente; eles sempre são a anjos papéos principais. “Nossos livros sobre anjos para crianças são baseados nos anjos da guarda cristãos que protegem e são modelos de obediência, adoração e são alegres junto ao nosso maravilhoso Deus”, disse Alicia Mey, vice-presidente de marketing da HarperCollins- dona da Zonderkidz. Em adição às publicações mais tradicionais da parte dos anjos, no próximo mês de Maio, a Zonderkidz vai publicar um thriller sobrenatural para o público infanto-juvenil, ecrito por Dawn Miller, chamado The Prophecy (A Profecia), estrelando anjos protetores e maus.

O que vem a seguir? Fitzpatrick está trabalhando em pelo menos uma continuação para Hush, Hush. Kate está escrevendo mais três livros para a série Fallen. Na próxima primavera, HarperCollins vai publicar dois livros de uma série que deve seguir o sucesso de Kim Harrison, chamados Once Dead e Twice Shy, sobre anjos e a Morte. E em 2011, Flux vai lancer Hollyweird, sobre um anjo decaído, que trabalha como assistente pessoal de uma estrela de TV.

Isso tudo faz sentido para Kenny Brechner, dono da Devaney Doak & Garrett Booksellers em Farmington, Maine. “Anjos são logicamente o próximo passo”, ele disse. “Está tudo muito bem para mim – se for uma boa história”

Adeus, caninos; olá auréolas?

Traduzido por: Nanda Siepierski.

Sobre Patoka

Fotógrafa especializada em shows, já captou com suas lentes momentos dos shows várias bandas. Essa paixão por música e fotografia a levou a abrir o CFOS. Quase infartou quando suas fotos apareceram na página oficial do Black Label Society e foram descritas como “killer shots”! Já fez produção de palco em festivais musicais e eventos, mas atualmente prefere deixar isso para os profissonais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.