terça-feira, 25/06/2019
Últimas do LeS:
Capa » Notícias » Família de Stieg Larsson briga pelos direitos da trilogia

Família de Stieg Larsson briga pelos direitos da trilogia

A trilogia policial “Millennium”, do sueco Stieg Larsson, se tornou um sucesso com mais de 20 milhões de exemplares vendidos no mundo quando os volumes foram lançados após a sua morte aos 50 anos em novembro de 2004. Agora, cinco anos após a sua morte, a luta pelo controle dos direitos de sua obra está se tornando uma história digna das intrigas encontradas pelo jornalista investigativo Mikael Blomkvist, protagonista da série.

Stieg Larsson era um jornalista obscuro quando faleceu após um ataque cardíaco, deixando três manuscritos que seriam lançados postumamente e se tornariam um fenômeno editorial. Ele teve um relacionamento de 32 anos com a arquiteta Eva Gabrielson, mas como eles nunca se casaram, pois ele investigava grupos anti-fascistas e temia implicar a companheira, ele morreu sem fazer um testamento. O lucro das vendas dos livros, portanto, foi direcionado para a família do autor, direito que está sendo contestado por Eva e causando controvérsia na Suécia.

“Estaria além dos maiores pesadelos de Stieg saber que alguém além de mim estava controlando os direitos de seus livros e saber que o dinheiro que planejávamos investir não era mais nosso,” disse Eva ao “The Guardian”. Ela está fazendo uma campanha na Suécia para enfrentar o pai e o irmão do autor, que controlam os direitos.

A luta deve se tornar ainda mais acirrada com a entrada de Hollywood no imbróglio. Há rumores de que nomes como George Clooney, Johnny Depp, Quentin Tarantino e Martin Scorsese demonstraram interesse em fazer uma adaptação para o cinema, informou o “The Guardian”.

Credito: Folha Online

Sobre Patoka

Fotógrafa especializada em shows, já captou com suas lentes momentos dos shows várias bandas. Essa paixão por música e fotografia a levou a abrir o CFOS. Quase infartou quando suas fotos apareceram na página oficial do Black Label Society e foram descritas como “killer shots”! Já fez produção de palco em festivais musicais e eventos, mas atualmente prefere deixar isso para os profissonais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.