segunda-feira, 18/11/2019
Últimas do LeS:
Capa » Entrevistas » Entrevista com os atores de Percy Jackson

Entrevista com os atores de Percy Jackson

O site Gordon and the Whale entrevistou o elenco do filme Percy Jackson & o Ladrão de Raios. Leia abaixo a entrevista completa: (cuidado! Contém Spoilers)
 

Por: John Mulhern
Tradução: Lais Baptista

 

Na última segunda-feira eu entrevistei o elenco principal de Percy Jakcson e Os Olimpianos: O Ladrão de Raios sobre o seu filme próximo. Eu tive bastante sorte de sentar junto com Logan Lerman (Percy Jackson), Brandon T. Jackson (Grover Underwood), Alexandra Daddario (Annabeth Chase), e Jake Abel (Luke Castallan). Eu tenho que dizer, esse elenco tem uma química maravilhosa um com o outro. Você pode vê-la no filme, mas você pode realmente sentí-la na vida real. Eles são todos maravilhosos e atores muito talentosos.
 
A entrevista foi conduzida por mim e John P. Meyer, do Pegasus News. Você pode ver os nossos destaques da entrevista e alguns pensamentos sobre algumas cenas que eles nos mostraram logo depois.
 

Nós pudemos ver por volta de vinte minutos do filme – ele parece muito bom. A única coisa que não me deixou louco foi a performance de Uma Thurman como Medusa. Ela estava incrível na aparência, mas pareceu um pouco com Poison Ivy (um filme). Entretanto, essa é uma parte tão pequena em todo o cenário do filme, e o resto está incrível.
 

GATW: O que realmente separa esse filme de filmes que as pessoas possam considerar similares, como As Crônicas de Nárnia ou Harry Potter?
 
Lerman: Bom, ele acontece nos dias atuais. Eu acho que essa é a principal diferença. Além disso, ele toca a base de muitos problemas que adolescentes estão tendo hoje em dia e meio que ensina você como lidar com eles.
 

GATW: Como você diria que o seu filme é melhor?
 
Jackson: Ele está fazendo as boas perguntas! (ele ri) Se você gosta de Harry Potter e todos esses outros filmes, você com certeza pode gostar do nosso filme.
 
Abel: Eu acho que a coisa é, quando as pessoas veem Chris Columbus… é que, ele dirigiu os dois primeiros Harry Potter, ele não vai fazer a mesma coisa duas vezes. Ele nunca se repetiu, e nunca vai. Então eu acho que isso vai ser completamente diferente porque ele é um diretor talentoso, e ele está sempre tentando fazer algo novo. Eu acho que ele alcançou esse objetivo dessa vez e acho que essa é uma grande diferença.
 
Jackson: O fato que ele consegue fazer um filme no mesmo gênero e fazer o filme ser diferente, não são muitos que conseguem fazer isso.
 

GATW: É mesmo. Eu achei que foi muito criativo essa coisa de vocês realmente sairem trazendo os iPods, porque muitos filmes tentam isso e não funciona.
 
Lerman: É, você tem que fazer de uma maneira sutil, não fazer uma propaganda.
 
Abel: Não ficou como (ele diz isso presunçosamente), “isso é o que está pagando por essa cena!”
 
Daddario: Eu acho que isso também foi parte de trazer para o mundo moderno.
 
Abel: Eu acho que tem que ser tratado com delicadeza para que não acabe brega ou exagerado.
 
Lerman: Jake estava dizendo isso mais cedo, está fazendo as crianças aprenderem os mitos. O iPod é realmente o escudo.
 
Abel: No mito original, você poderia olhar o reflexo da Medusa sem ser transformado em pedra e ele usa o escudo.
 
Lerman: E sim, esse foi o iPod
 

GATW: Eu só estou feliz que não apareceu o obrigatório enquadramento do logo da Apple.
 
Lerman: (ele ri) Você sabe, é um filme. Nós estamos mais focados em fazer uma viagem. Fazer uma história que você possa se perder nela e ter um bom momento assistindo.
 
Jackson: E você sabe, o filme é maior que um, personagem. É sobre todos, ninguém se destaca mais. Nós todos fizemos um ótimo trabalho no filme. Todo mundo teve uma grande parte de grandes momentos, e é aí que a viagem entra.
 
Abel: Eu acho que a razão que Rick Riordan (o autor do livro)… no livro ele teve a Coca-Cola azul e ele estava muito orgulhoso das suas comidas. No livro ele fez isso porque o objetivo era fazer as crianças pensarem, talvez eu seja um semideus. Você sabe, eu levo coisas para almoçar para a escola todos os dias. Eu vivo só com um dos meus pais, talvez meu pai seja um Deus. Eu acho que essa é a mágica que estamos tentando levar as crianças, é a imaginação delas.
 
Jackson: Você não consegue muito disso nesses filmes.
 
Abel: E possibilidade, porque eles podem ser qualquer coisa.
 
Daddario: Quer dizer, é meio como esse sentido de alguma coisa – você sabe, quando você é criança, você usa sua sua imaginação, tem um sentido de que tem alguma coisa a mais acontecendo com o mundo do que o que você vê. Eu acho que é por isso que eu amo filmes de fantasia e esse joga nesse –
 
Jackson: É por isso que eu amo Susan Boyle! (todos riem, Jackson canta). “I dreamed a dream!”
 
Daddario: Exatamente! Mas é por isso que as pessoas amam Susan Boyle, porque é meio que, não importa quem você é ou o que você é ou aonde você está, você pode ser qualquer coisa e fazer coisas maravilhosas. Eu acho que esse é um dos motivos que as crianças se relacionam com a história.
 

Pegasus News: Então, tem mais quatro livros, vocês estariam interessados em fazer mais algum?
 
Jackson: Sim, se os fãs gostarem, seria muito legal!
 
Abel: Esses filmes são divertidos de se fazer, não é nem um trabalho. Tem trabalho envolvido-
 
Lerman: É como a hora da brincadeira.
 
Daddario: Não é como se você fosse pro trabalho todos os dias e resmungasse, eu tenho que passar tempo com Jake, Logan e Brandon. É realmente maravilhoso.
 
Jackson: Eles fizeram um ambiente muito bom para nós, eles nos traziam smoothies e outras coisas… tem certos filmes que você vai e eles te tratam mal e todos nos trataram muito bem. É isso que estou dizendo.
 

GATW: O que vocês gostariam de ver sair de uma sequência, que direção vocês gostariam de ver as sequências tomarem?
 
Lerman: Nós vamos ampliar tudo todas as vezes.
 
Jackson: Talvez fazer o filme mais nervoso, mas sombrio.
 

GATW: É sobre isso que eu estava curioso. Pela sinopse dos livros, parece que vai ficando progressivamente mais sombrio.
 
Lerman: É, você sabe, à medida que o personagem vai ficando mais velho – a audiência vai amadurecendo com os personagens.
 
Abel: É, [SPOILER] Luke tem o seu corpo tomado por Kronos e meio que se torna absolutamente mal. Eu estou muito curioso sobre como isso vai acontecer. [/SPOILER]
 

GATW: Então nós provavelmente vamos ter um Percy por volta da idade de faculdade no último?
 
Lerman: Mmm-hmm
 
Abel: Um Percy Jackson acadêmico.
 
Jackson: Isso seria muito legal!

Sobre Patoka

Fotógrafa especializada em shows, já captou com suas lentes momentos dos shows várias bandas. Essa paixão por música e fotografia a levou a abrir o CFOS. Quase infartou quando suas fotos apareceram na página oficial do Black Label Society e foram descritas como “killer shots”! Já fez produção de palco em festivais musicais e eventos, mas atualmente prefere deixar isso para os profissonais.

Um comentário

  1. Adorei a entrevista. Realmente O Ladrão de Raios tem potêncial para ser um grande filme. Vamos torcer para Chris Columbus ser fiel ao livro, então não restará dúvidas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.