segunda-feira, 16/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: Cães do pântano, de Tony Abbott

Resenha: Cães do pântano, de Tony Abbott

Livro: Cães do Pântano
Saga: Os fantasmas de Derek Stone
Autor (a): Tony Abbott
Páginas: 96
Editora: Fundamento
Resenha por: Nanda Siepierski
Comprar: Saraiva Cultura Submarino

Aquela noite de horrores parecia não ter fim. Derek e Ronny tinham conseguido escapar da Fenda de Bordelon, o portal para o mundo dos mortos. Mas ainda não estavam a salvo. Os mortos, liderados pelo monstruoso Erkine Cane, vinham no encalço dos dois. E estavam chegando perto.

Sem ter mais uma casa para onde retornar, os irmãos decidem seguir as orientações do pai, que também voltara da morte, e partem rumo ao fúnebre Pântano de Malpierre, onde poderiam se reunir novamente.

É lá que os dois garotos se deparam com algo que pode ser ainda mais repugnante que os cadáveres ambulantes que os perseguem: os terríveis Cães do Pântano, animais fantasmagóricos que assombram a inóspita região.

Os mortos continuam falando na orelha esquerda de Derek. Palavras misteriosas que, aparentemente, não fazem sentido. O que é o “primeiro”? Que pavorosos segredos guardaria Abby Donner – em coma desde o terrível acidente de trem? O que há de tão “especial” no menino Waldo?

O destino do mundo está nas mãos de Derek Stone. Ele não pediu isso. Mas, agora, vai até o fim.

Sabe quando dizem que curiosidade mata? Penso que essa expressão está cada vez mais relacionada a história de Derek Stone.

Recapitulando: Derek é um menino praticamente normal – tipo físico não muito atraente – que sobrevive a um acidente de trem. E é exatamente depois desse acidente que sua vida fica ainda mais insana: ele descobre que os mortos querem voltar!

Nesse livro, os mortos caçam Derek e Ronny (seu irmão que é na verdade um soldado de 1938 – longa história) implacavelmente. E ao mesmo tempo, Derek tenta montar um quebra-cabeça de mistérios para tentar descobrir seu papel nessa guerra dos mortos: porque ele é tão importante para ser caçado pelos mortos-vivos que voltaram através do acidente de trem? (Aí está a maior causadora da minha curiosidade a respeito desse livro)

Para isso, Derek irá buscar as respostas em Abby, outra sobrevivente do acidente, e no pântano, onde o garoto se afogou a uns anos atrás e onde ele pode ter presenciado um fenômeno crucial que pode ajudá-lo a enfrentar os mortos. Abby estava em coma, mas acordou inexplicavelmente e, ao absorver a história do confronto dos mortos, a menina percebe que ela sabe de informações importantes – as quais podem ajudar Derek. Já no pântano, surge uma chave e um exército de mais 40 mortos-vivos… certeza que a vida de Derek nunca mais será normal!

Quando será que os mistérios que rondam a vida de Derek Stone serão solucionados? Não quero que a curiosidade me mate, porque morrer, de acordo com a história de Derek Stone, pode ser muito pior do que se imagina!

Sobre Nanda

Formada em Relações Internacionais e Economia, tem 25 anos, é hiperativa e adora organizar eventos (principalmente de livros). Também adora filmes, livros (principalmente aventuras infanto-juvenis, como Percy Jackson, Harry Potter e The 39 Clues), música, viagens, Disney, desenhos japoneses, maquiagem e coleções.

2 comentários

  1. Sabe o que estes livros do Derek Stone me lembram?
    Aquela série de livros de terror juvenil do R. L. Stine, a “Goosebumps: Histórias de Arrepiar”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*