terça-feira, 17/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Notícias » Resenha: Rangers: Ordem dos arqueiros 5

Resenha: Rangers: Ordem dos arqueiros 5

Livro: Feiticeiro do norte
Série: Rangers: Ordem dos arqueiros
Autor: John Flanagan
Paginas: 288
Editora: Fundamento
Resenhado por: Patoka
Comprar: Saraiva Fnac Cultura Folha Travessa

Depois de vários anos de dedicação e inúmeros perigos, Will conclui seu aprendizado e se torna, finalmente, um arqueiro.

Sua primeira tarefa sem a supervisão de Halt é assumir o posto de guardião do feudo de Seacliff, uma ilha localizada num setor tranquilo do reino. É o trabalho ideal para um arqueiro recém-formado. Entretanto, diferente do que se poderia imaginar, a estada de Will em Seacliff não será nem um pouco tediosa.

Will recebe a visita de uma velha amiga, Alyss, que lhe fala sobre a misteriosa doença de lorde Syron, o senhor do castelo de Macindaw, no extremo norte. Ela conta que a população local está aterrorizada com os rumores de que um terrível feiticeiro é o responsável pelo mal do lorde.

Então, uma difícil tarefa é dada a Will – descobrir a verdade. Para realizá-la, ele parte rumo à floresta Grimsdell, onde é assombrado por vozes sinistras e pelo assustador Guerreiro da Noite. Esses acontecimentos o fazem pensar se há explicação racional para aquilo… ou se feitiçaria existe de fato.

Sem saber em quem confiar em meio a tantas superstições, boatos e inexplicáveis aparições, Will pode contar apenas com seu treinamento, suas habilidades e a inteligência para sobreviver. Mas talvez isso não seja o bastante…

Will finalmente conseguiu sua tão sonhada Folha de carvalho de prata. Agora ele é comprovadamente um arqueiro. E dos bons.

Porém, nem só de fama é possível sobreviver e se manter no topo. Will parte em sua primeira missão solo e quer, de todas as maneiras, provar para Halt, seu mestre, que aprendeu tudo e que sabe se virar.

O arqueiro novato é mandado para um feudo distante, para averiguar a súbita doença do senhor do castelo e algumas aparições sobrenaturais no local.

Pela primeira vez na série, o livro fica meio tedioso. A impressão que se tem, é que John Flanagan construiu uma ponte para o próximo livro. A quantidade de detalhes sobre o treinamento dos arqueiros, suas técnicas de camuflagem e raciocínio rápido surpreende. Mostra o quanto o autor pesquisou para a construção do volume, porém, contrabalança com a vagarosidade do desenrolar da história.

Will tenta repetidamente, livrar-se das situações relembrando o que aprendeu com o mestre. Poucas vezes tem êxito. A maioria expõe os pequenos erros que o arqueiro comete, o que o faz perceber que não está totalmente preparado.

Rangers: Ordem dos Arqueiros – O feitiçeiro do norte é de longe o livro mais lento da série, com poucas ações. Mas isso pode ser compreensível pelo fato de apresentar novos personagens. A esperança é que esse seja um volume atípico e que no próximo volume, Will, Horace e Halt voltem a enfrentar missões juntos.

Sobre Patoka

Fotógrafa especializada em shows, já captou com suas lentes momentos dos shows várias bandas. Essa paixão por música e fotografia a levou a abrir o CFOS. Quase infartou quando suas fotos apareceram na página oficial do Black Label Society e foram descritas como “killer shots”! Já fez produção de palco em festivais musicais e eventos, mas atualmente prefere deixar isso para os profissonais.

3 comentários

  1. Concordo plenamente O Feiticeiro do Norte encanta pela capa mas decepciona pela historia
    Onde foram para nossos amados personagens “sem ofender Will” mas onde esta Halt nosso lendario arqueiro, Horace ,Evalyn ou Cassandra n sei como chamala até hj, e o corpulento e ilario erak (piada ele cavalgando) de longe O Quinto como o chaman é o mais entediante
    Espero pela resenha do Cerco de Macindaw

    De seu amigo e comentarista de Rangers LordFelts

  2. Concordo que o quinto livro é bem decepcionante comparado ao terceiro e ao quarto (principalmente ao 3, que é um dos meus favoritos – mas meu favorito é o 7), mas mesmo assim eu gostei bastante do 6º e acho que sem esses enrola-enrolas do 5º não teríamos uma narração tão boa no 6º (minha opinião).
    Também não gostei quando Evanlyn (minha personagem favorita) não apareceu, nem quando Horace (um dos que eu menos gosto) aparece definitivamente no 6º, mas adorei as partes com Alyss presa na torre…

    Enfim, o livro 5 nao é la essas coisas, mas mesmo assim não é TÃO ruim…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*