segunda-feira, 18/12/2017
Últimas do LeS:
Capa » Notícias » Resenha: “Sammy Keyes e o homem esqueleto”, de Wendelin Van Draanen

Resenha: “Sammy Keyes e o homem esqueleto”, de Wendelin Van Draanen

Livro: Sammy Keyes e o Homem Esqueleto
Série: Sammy Keyes
Autor (a): Wendelin Van Draanen
Páginas: 230
Editora: Rocco
Resenha por: Cine
Comprar: Saraiva Cultura Folha Americanas

Sinopse: É noite de Dia das Bruxas e Sammy Keyes está louca para levar um susto daqueles. E o que poderia ser mais amedrontador do que, acompanhada por suas amigas Marissa e Dot, bater à porta da Casa dos Arbustos? Afinal, aquele é um lugar do qual nem os adultos gostam de falar! A caminho da campainha, o coração das meninas quase salta pela boca quando um esqueleto passa correndo por elas. Logo elas percebem que a figura estranha era um homem fantasiado. Mas as coisas ficam mais esquisitas: elas encontram um Frankestein inconsciente e amarrado a uma cadeira, em uma sala que está prestes a pegar fogo.

A policia não parece dar conta de todo aquele mistério. Sammy Keyes
entra, então, em ação, tentando juntas as peças de um jogo que envolve uma casa sombria, brigas familiares, castiçais e livros valiosos. E, como se não bastasse, enquanto sai em busca do criminoso, ela ainda tem que tramar uma vingança contra a irritante Heather, que espalhou para a escola inteira uma mentira que deixou nossa heroína, com seus tênis verdes, realmente envergonhada.

Sammy Keyes talvez tenha sido o livro que eu aguardava mais ansiosamente desde sua publicação no Brasil. A sinopse parecia que estava me preparando para mais um mundo de uma detetive mirim que eu tanto amo. Contudo, eu estava errada.

Para começar, a capa brasileira já é um tanto quanto decepcionante,mas ainda sim melhor que a original.

A história de Wendelin Van Draanen é boa, foi bem elaborada apesar de não ser tão imprevisível assim. Você caminha junto com a personagem, a cada travessura que Sammy está prestes a fazer, mas não há nenhum momento no livro em que você realmente fique impressionada com o rumo da história.

A narrativa do livro é um pouco estranha no começo, porque são realmente raros os livros que têm suas histórias contadas em primeira pessoa do presente indicativo, então muitas vezes a tradução pode parecer estar errada, ou até mesmo a personagem pode parecer ter pensamentos confusos.

Entre os personagens, a protagonista, com certeza, foi a mais bem desenvolvida e simpática da história. Ela e suas amigas tem preocupações de qualquer menina de 12, 13 anos, o que é um ponto positivo no livro, já que muitos autores gostam de criar personagens infantis com uma mentalidade de adulto, o que às vezes não da muito certo.

Marissa e Dot, as melhores amigas de Sammy, também são personagens bem queridas, mas muito pouco exploradas no livro. Da para perceber que a intenção de Draanen era realmente dar total atenção as aventuras de Sammy para ajudar Chauncy. Aliás, as melhores partes do livro com certeza são as envolvendo Sammy em busca do homem esqueleto. Algumas de suas aventuras são bem engraçadas.

Sammy Keyes é um bom livro para pré-adolescentes começarem a entrar no mundo dos detetives mirins, mas definitivamente não é uma série que me deixou ansiosa para continuar lendo.

Sobre Patoka

Fotógrafa especializada em shows, já captou com suas lentes momentos dos shows várias bandas. Essa paixão por música e fotografia a levou a abrir o CFOS. Quase infartou quando suas fotos apareceram na página oficial do Black Label Society e foram descritas como “killer shots”! Já fez produção de palco em festivais musicais e eventos, mas atualmente prefere deixar isso para os profissonais.

4 comentários

  1. Não gostei muito da capa mais o livro parece ser ótimo.

  2. maria lucia s.p.ventura

    Realmente as capas não ajudaram muito e a brasileira sem duvida nenhuma é bem melhor. Como vc mesma disse é um livro pre adolescente e acho que para eles ja é um bom começo; nada muito complicado e tão assustador. Pode ter deixado a desejar mas não é um dos piores :)

  3. Adorei muito sua resenha Cine.
    Legal ver que você foi sincera com o livro e disse tudo o que achou. Estava empolgado para ler este livro, mas, perdi o interesse. Não estou nem um pouco a fim de ler livros pré-adolescentes.
    Eu gostei da capa. Achei bonitinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*