sexta-feira, 20/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Notícias » Resenha: Como falar dragonês, de Cressida Cowell

Resenha: Como falar dragonês, de Cressida Cowell

Livro: Como Falar Dragonês
Saga: Como Treinar o Seu Dragão
Autora: Cressida Cowell
Páginas: 240
Editora: Intrínseca
Resenha por: Mary
Comprar: Saraiva Submarino Cultura Fnac Folha Americanas

Soluço Spantosicus Strondus III foi o mais grandioso herói já visto em todo o território viking. Ele era bravo, impetuoso e muitíssimo inteligente. Mas até mesmo os grandes heróis podem ter dificuldades no começo. Principalmente se têm como companheiro um dragãozinho teimoso e mal-educado.

Nessa nova aventura da série, o dragão Banguela foi capturado, um nanodragão está prestes a virar refeição e Dragões-tubarões estão à solta. Mais uma vez, os vikings precisam de um salvador… Soluço!

Com aventura, ação, muito humor e ilustrações divertidíssimas, a receita do sucesso de Como treinar o seu dragão é seguida à risca no terceiro lançamento da série escrita e ilustrada pela inglesa Cressida Cowell, autora premiada de obras infantis e infantojuvenis. Crianças, jovens e adultos que já conhecem Soluço e o dragão Banguela, seja das páginas dos livros, seja das telas de cinema, não vão querer perder essa nova história.

No terceiro capítulo da série adaptada para o cinema, Soluço e seus melhores amigos, o covarde Perna-de-Peixe e o dragãozinho Banguela metem-se em uma encrenca mais uma vez, graças à sua já conhecida falta de habilidade quando se trata das aulas de Treinamento de Piratas. Os três vão parar em um navio romano (os maiores inimigos da tribo dos Hooligans Cabeludos) e, além de fazerem um novo aliado um tanto convencido, acabam descobrindo um plano dos romanos para destruir Berk, a ilha onde localiza-se a tribo dos vikings. Como se isso não bastasse, há também a volta de um dos maiores arquiinimigos de Soluço, que fará de tudo para destruir o garoto e vingar-se dele!

O livro é divertidíssimo como todos os outros. O uso do humor um tanto ácido e ao mesmo tempo inocente de Soluço é o ponto forte da obra. Além disso, é interessante a maneira como a autora transforma o anti-herói fracote e sem perspectivas de vida no salvador de toda uma nação viking (quem acompanha a série sabe que Soluço transforma-se no maior herói viking de todos os tempos, lembrado em lendas e contos do povo até hoje!), com o uso apenas de sua astúcia e inteligência.

Outro ponto que chama a atenção são as ilustrações tradicionalmente pueris utilizadas na série que, aliadas à descrição minuciosa dos acontecimentos, aguçam ainda mais a imaginação e tornam o livro muito atraente tanto para crianças quanto para adultos. Os nomes dos personagens, também divertidíssimos, só aumentam a vontade de continuar lendo. Somos apresentados, por exemplo, à líder da tribo das Ladras do Pântano, Bertha, a Peituda.

A atenção que Cressida Cowell dá aos detalhes é impressionante. A autora chama a atenção do leitor para o que acontece em cada cena, para que nada seja perdido ou esquecido, fazendo ligações com as ocorrências em cenas mais a frente.

Merece destaque nesse episódio da série a apresentação da pequena Camicazi, a herdeira da tribo das Ladras do Pântano. A garota mostra coragem, destreza e esperteza na batalha e é ótimo ver uma poderosa personagem feminina no meio de tantos homens peludos!

Cressida Cowell mostra novamente sua habilidade em escrever um livro para crianças com o qual qualquer adulto irá se divertir, chamando a atenção ainda para o fato de que a inteligência e o bom planejamento podem sim vencer a força bruta. O quarto volume da série, Como Quebrar a Maldição de um Dragão, Está previsto para ser lançado ainda esse ano no Brasil.

Sobre Patoka

Fotógrafa especializada em shows, já captou com suas lentes momentos dos shows várias bandas. Essa paixão por música e fotografia a levou a abrir o CFOS. Quase infartou quando suas fotos apareceram na página oficial do Black Label Society e foram descritas como “killer shots”! Já fez produção de palco em festivais musicais e eventos, mas atualmente prefere deixar isso para os profissonais.

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*