sexta-feira, 15/12/2017
Últimas do LeS:
Capa » Notícias » Resenha: “Strange Angels”, de Lili St. Crow

Resenha: “Strange Angels”, de Lili St. Crow

Livro: Strange Angels
Série: Strange Angels
Autora: Lili St. Crow
Editora: Novo Século
Páginas: 288
Resenha por: Laís
Comprar: Saraiva Submarino Cultura Folha Americanas

Meu pai? Um zumbi.
Minha mãe? Morreu faz tempo.
Eu? Bem… Essa é a parte assustadora.

O Mundo Real é um lugar apavorante. Basta perguntar para Dru Anderson, uma órfã de 16 anos – garota durona que já acabou com sua parcela de bandidos. Ela está armada, é perigosa e está pronta para atirar primeiro e perguntar depois. Então, vai levar um tempo até que ela possa descobrir em quem confiar…

Dru Anderson se acha estranha por mais tempo do que é capaz de se lembrar. Ela viaja de cidade em cidade com seu pai, caçando coisas que nos aterrorizam à noite. Era uma vida bem esquisita, mas boa – até que tudo explode em uma cidade gélida e arruinada de Dakota, quando um zumbi faminto arromba a porta da cozinha.

Sozinha, aterrorizada e sem saída, Dru vai precisar de cada pedacinho de sua esperteza e treinamento para continuar viva. Seres sobrenaturais decidiram ser os caçadores – e desta vez, Dru é a presa. Chance de sobrevivência? De pouca a nenhuma. Se ela não durar até amanhecer, acabou a brincadeira…

Strange Angels começa com uma vibe meio Supernatural. Afinal de contas, hoje em dia uma história que envolve um adolescente órfão de mãe, com um pai que caça monstros ao redor dos Estados Unidos não poderia despertar outra memória.

Mas, felizmente, as semelhanças não se estendem muito além disso. Para começar, temos uma garota como protagonista, Dru Anderson, que se mostra desde o começo não muito feliz com essa vida de mudar de cidade constantemente e, como ela mesma diz “ser sempre a garota nova”. Além de ter perdido a mãe muito cedo, Dru também perdeu sua vó, que a criou depois da morte de sua mãe. Isso faz com que ela valorize muito a presença do seu pai e seja muito ligada a ele.
O que acaba sendo um grande problema quando ele morre durante uma caçada a algo que Dru não tem a mínima ideia do que seja. De vez em quando seu pai a levava para ajudar, já que ela tem o que a avó chamava de “o toque”, uma sensibilidade mais aguçada ao sobrenatural, mas não foi o caso dessa vez. E Dru se vê sozinha, numa cidade estranha com um monstro poderoso o suficiente para matar seu pai. Embora eu ache que o que realmente a perturbou foi a forma como ela descobriu que seu pai estava morto.

A história se desenvolve num ritmo médio, quase devagar. A autora passa muito tempo repetindo que Dru queria um adulto que comandasse a situação, que não sabe o que fazer e Dru passa muito tempo sem fazer nada, na verdade. Mas ela é uma boa protagonista. Para reverter essa onda de protagonistas femininas ou que são tão blé que ficam sentadas esperando tudo acontecer ou que são todas-poderosas-o-mundo-gira-ao-meu-redor, Dru é relativamente normal.
O outro personagem central do livro é Graves, um aluno da mesma escola de Dru que acaba a ajudando sem saber no que está se metendo. Eu achei o Graves uma fofura, com seu bordão de “o primeiro é de graça” e toda a sua gentileza e cabeça-fria. Afinal de contas, ele cai sem paraquedas num mundo que teoricamente deveria ser de histórias de terror e, mesmo assim, mete a cara a tapa e está ali para a Dru quando ela precisa. A ligação que eles desenvolvem ao longo do livro é muito legal e crível. E, parodiando uma frase do primeiro livro de Harry Potter, há coisas que não se pode fazer junto sem acabar gostando um do outro, e derrotar um cão que pega fogo é uma dessas coisas.

Eu gostei particularmente da mitologia que a Lili St. Crow criou/pegou emprestada para o livro. Original você pegar coisas do Folclore do Leste Europeu ainda não exploradas. O que estragou, E MUITO, a surpresa foram algumas notas do tradutor. Como por exemplo, a primeira vez que a palavra djamphir aparece, tem uma nota no rodapé explicando o que é. O problema é o seguinte, a intenção da autora, é deixar todo mundo sem saber o que é isso, tanto que é explicado mais à frente no livro. Entretanto, com a nota do tradutor, nós leitores brasileiros já sabemos o que é. Quer dizer, uma coisa muito errada está acontecendo quando a tradução interfere no andamento do livro. Eu sou a favor de notas do tradutor, mas para explicar regionalismos ou, como um exemplo do próprio livro, personalidades que talvez o leitor não vá conhecer.

No geral, Strange Angels é um bom livro, não é nada surpreendente, mas no terço final ele pega ritmo e fica bem interessante. Achei cansativo que pouca coisa acontece e não é exatamente aquele tipo de livro que você termina de ler e fica triste que a continuação não está disponível, te esperando. Num livro de série, eu acho que o primeiro livro tem que ser fantástico, para te fazer querer ler os outros. O gancho do livro para o próximo é fraco, só forte o suficiente para você pegar o livro se ele estiver ali.

Sobre Lais

Uma biomédica que ama livros, cupcakes e gatinhos. Pottermaníaca confessa, divide seu tempo entre internet, séries, cozinhar doces, eventuais atividades de geneticista e ficar espiando pelo canto do olho se sua carta de Hogwarts finalmente chegou.

13 comentários

  1. (Nem li a resenha ainda, num sei nem por que to comentando aqui) Ebaaa! Livros em série voltou! Qualquer dia eu tiro um tempo pra ver os novos posts. (tava ficando meio preocupada já…)

  2. li o livro e li a resenha. e concordo com a resenha sobre tudo. eu gostei do livro. a história é legal…e a protagonista tb. mas realmente, eu não fiquei morrendo pra ler o próximo livro. claro, eu vou ler, mas não to espraaaaando a continuação como faço com outras séries. mas o livro é legal :]

    p.s.: EEEEE LIVROS EM SERIE IS BACK *—-*

  3. Ola!!
    Eu li este livro e simplesmente AMEI!!!!Realmente é o livro que vc acabar de ler e triste por não ter saído a continuação no Brasilx____x
    Ótima resenha, o livro não poderia merecer mais!!!Eu gosto destes tipos de livro em que é ação toda horea, vira e mexe e tem algo saltando, tentando te matar, na espreita olhando vc, explodindo, correndo!!!SHOW!!!
    Quando ganhei este livro,da minha amiga, não tinha a menor idéia do que se tratava, achei a capa linda, e quando comecei a ler não parei mais!!!!é muito bom e também achei que tem a pegada de supernatural bem no comecinho.
    Bjos!!!

  4. M. Jay Silva

    bom, eu nao sei pra qual genero esse livro especificamente seria direcionado. sendo um menino láh pelos seus 16 anos, o livro me mostrou ser mto agradável. eu concordo com o fato que poderia ter mais ação na historia, mas axo ki ela foi boa o suficiente. eu procurei o 2 livro da serie e na vdd ainda estou lendo, e ele tb aparenta ser mto bom, msm n aconteceno n mta coisa. eh preciso entender, obviamente, que se trata de um livro de no max 300 paginas. se vcs procuram um lovro ki tenha bastante coisas, leiam a cidade dos oszos, as cronicas do gelo e do fogo, eesses sao livros ki tem tamanho razoaveis, sendo o segundo citado, um livro ente 600-800 paginas, dependo de qual livro da serie vc esta lendo. prefiro deixar claro ki strange angels eh um livro regular, ki vale a pena ser lido, principalmente sendo, pelo menos como eu, mto imaginativo. sempre ki leio esse livro, eu imagino todas as cenas tdos os pkenos detalhes, e depkis consigo lembrar do livro como um filme, e eu axo fazer isso algo mto interessante. Enfim, leiam, vcs vao ostar, eu axo!! atéahh ;*

  5. Bem,eu li o primeiro e o segundo livro(Traições),e se vc ler o segundo,passa a gostar um ppouco mais!Eu achei o primeiro livro muito legal,principalmente por causa do Graves(queria um amigo desses).Já o segundo ainda não terminei de ler,mas o ritmo é bem melhor que o do primeiro,com vários acontecimento e muito mais ação.Adorei e rola até uma indecisãozinha da parte da Dru em relação ao Graves e ao Cristophe.Mas plzz.leiam o ssegundo livro pq crio que vão adorar e não vão mais querer parar de ler!

  6. eu simplesmente amei ler este livro, uma historia magnifica e que prende a atenção, gostei tanto que comprei o segundo da serie “traições” outro livro muito bem escrito..e eu gosto de ler livros em primeira pessoa pq o modo de expressão se torna mais visivel…mostrando os sentimentos mais profundos! eu so estou triste por ainda não ter disponivel em portugues os outros livros da serie =/ queria muito lê-los…vou ficar aguardando por eles!
    ahh ie quem ainda não teve a oportunidade de ler eu aconselho que lei!

  7. eu estou amando os livros desta serie e agora estou devorando o livro ciumes e ateh agora esta de acordo com as minhas espectativas … eu amei muito demais estes livros e aconselho as pessoas a lerem pq elas tambm irao amar .

  8. Oie, eu amo esse livro! Ele é muito bom!
    A capa é Linda e a série parece ser demais.
    Beijos

  9. eu sou a única que achei o uso das girias chato de mais, excessivo demais?????

  10. eu amei os livros,tow no meio de traiçoes…a autora foge do corriqueiro,estou aguardando os outros…alguem sabe os nomes??

  11. Eu li os três primeiros livros da série e realmente não são empolgantes ao ponto de ficar morrendo para ler os demais. Porém, tenho vontade de terminar de ler os cinco. Sabem se o livro 4 e 5 já está disponível em português?? Se estiverem, ficarei bem feliz se me passarem kkkk bjos :)

  12. Bru Fernández

    Oi Kelly! Infelizmente a Novo Século parou de publicar a série e ainda não temos nenhuma novidade quanto os volumes 4 e 5. :(

  13. eu li o livro gostei de mais.quero saber se tem a continuaçao?.quero ler logo estou muito curiosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*