segunda-feira, 23/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “O aprendiz”, de Joseph Delaney

Resenha: “O aprendiz”, de Joseph Delaney

Livro: O aprendiz
Série: As aventuras do Caça-Feitiço
Autor: Joseph Delaney
Editora: Bertrand
Páginas: 224
Resenha por: Patoka
Skoob: Adicione na sua estante
Comprar: Saraiva Fnac Cultura Submarino

Thomas Ward é o sétimo filho de um sétimo filho e se tornou aprendiz do Caça-Feitiço. A missão é árdua, o Caça-Feitiço é um homem frio e distante, e muitos aprendizes já fracassaram. De alguma forma, Thomas terá de aprender a exorcizar fantasmas, deter feiticeiras e amansar ogros.

Quando, porém, é enganado e cai na armadilha de libertar Mãe Malkin, a feiticeira mais malévola do Condado, tem início o horror… e uma grande aventura! O aprendiz, primeiro livro da série de fantasia As aventuras do Caça-Feitiço, escrito por Jospeh Delaney (e traduzido pela prestigiada Lia Wyler, responsável pelo texto em português da saga de Harry Potter), que já vendou centenas de milhares de exemplares em todo o mundo, é uma história repleta de emoção e muitos, muitos sustos. Por isso, cuidado: não deve ser lido à noite!

“Muito bem, rapaz. Você está aprendendo. Somos os sétimos filhos de sétimos filhos, e temos o dom de ver coisas que os outros não podem ver. Mas esse dom, de vez em quando, pode se tornar uma maldição. Se tivermos medo, às vezes poderão aparecer coisas que se alimentam desse medo. O medo piora tudo para nós. O truque é nos concentrarmos no que vemos e pararmos de pensar em nós mesmos. Sempre resolve.” As aventuras do Caça-Feitiço, de Joseph Delaney, continuam nos livros A maldição e O segredo… mas não terminam por
aí.

A série “As aventuras do Caça-feitiço”, geralmente se enquadra na categoria “infanto” nas principais livrarias e sites de compras. Porém, o aviso que aparece na contra-capa do livro “Não deve ser lido à noite”, deve ser levado á sério e por isso eu classificaria a saga em uma nova categoria: entre o juvenil e o adulto.

O autor não usa seu talento tentando introduzir novas palavras ao vocabulário dos seus leitores. Sua escrita é normal, as vezes repetitiva. Mas ele compensa com descrições de ações bem detalhadas, principalmente nas horas mais obscuras e, graças a Deus, sem se prender a ambientação. Nada mais chato do que autores que passam parágrafos inteiros descrevendo uma sala. Sendo assim, acompanhamos Tom Ward em suas árduas tarefas de exorcizar fantasmas, deter feiticeiras e amansar ogros.

Apesar do tema já batido, um sétimo filho de um sétimo filho que tem poderes – ou pré-disposição para desenvolvê-los – que ele mesmo desconhece (quantas vezes você já leu contos que começavam assim?), o grande trunfo desse volume é a quantidade de acontecimentos que rodeiam a história do início ao fim. E tudo está interligado. Até mesmo nas últimas páginas, quando você pensa que o desfecho está próximo, surge um novo mistério. E realmente da medo algumas partes. Principalmente porque o autor é bastante detalhista em narrar como as vítimas tinham morrido ou o que aconteceria com elas. Por isso digo, que Joseph Delaney é quase um Stephen King para crianças.

Só destaco de negativo no livro os erros de revisão. Muitas palavras repetidas, como “Enforcaram também alguns dos próprios soldados também…”. Um livro que já está na sua 3ª edição não poderia conter esses deslizes.

Sobre Patoka

Fotógrafa especializada em shows, já captou com suas lentes momentos dos shows várias bandas. Essa paixão por música e fotografia a levou a abrir o CFOS. Quase infartou quando suas fotos apareceram na página oficial do Black Label Society e foram descritas como “killer shots”! Já fez produção de palco em festivais musicais e eventos, mas atualmente prefere deixar isso para os profissonais.

8 comentários

  1. Quero muito ler este livro desde que ouvi falar sobre a produção do filme. Parece tão legal! Este está na minha lista há um tempo, depois que conseguir os livros que tem status de ‘prioridade’, espero poder comprá-lo.

  2. Adorei a resenha. Simples, objetiva e que descreve bem o livro.
    Ultimamente tenho lido umas resenhas nada a ver com nada, pela net afora.
    Sempre tive vontade de ler esse livro, pela capa. Dá a impressão de ser um livro antigo e talz.
    Me senti só um pouco desmotivada por ser um livro descrito como “infantil”. Mas quando eu acabar de ler as 500 mil séries que comecei, quem sabe?!
    =*

  3. Poxa Patoka, tudo a ver a resenha, adorei!
    Quando comprei esse livro foi com a intenção de ler com meu filho e acabei desistindo quando vi que estava ficando obscuro demais.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Tenho os 4 livros lançados aqui e gosto de todos, é uma leitura fácil e bem gostosa, mesmo que as vezes assustadora.

  4. Sempre ouvir falarem bem mas nunca o li. Acho que aproveitarei a promoção dele que vi num site e vou comprá-lo… Pena que é uma série , pois ainda terei que ficar ansiosa pelos outros volumes e gastando mais dinheiro…

  5. Pode parecer meio ridículo, mas eu não li a continuação porque me deu muito medo. HAHAHA, sério. Mas o livro é muito bom mesmo.

  6. A hora em que eu abri a pagina da resenha e vi o livro, decidi que tinha que compra-lo… A capa parece para mim algo tão antigo, que parece ter saido que uma prateleira de livros de feitiços de uma bruxa – ou até mesmo da biblioteca de Hogwarts – a minha amiga ja tinha me dito que esse livro é muito legal, e que quando ela leu o segundo ficou com um pouco de medo, então a vontade de ler ele ja existia… A resenha ficou muito boa achei ela bem objetiva…

  7. amei esse livro, é muito bom, to querendo ler os outros *-*

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*