quinta-feira, 12/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Notícias » Resenha: “O rei do ferro”, de Julie Kagawa

Resenha: “O rei do ferro”, de Julie Kagawa

Livro: O rei do ferro
Série: Os encantados de ferro
Autor: Julie Kagawa
Editora: Underworld
Páginas: 349
Resenhado por: Karol
Comprar: Saraiva

Meghan Chase tem um destino secreto – um destino que ela nunca poderia ter imaginado. Alguma coisa sempre pareceu meio fora do lugar na vida de Meghan, desde que o pai desapareceu diante de seus olhos quando ela tinha apenar seis anos. Meghan nunca se adaptou na escola… nem em casa. Quando um desconhecido sombrio começa a observá-la de longe, e o amigo brincalhão se torna estranhamente superprotetor, Meghan sente que tudo que ela conhece está para mudar. Mas ela nunca poderia ter imaginado a verdade- que ela é filha de um mítico rei das fadas e peça importante numa guerra mortal. Agora Meghan vai aprender até onde é capaz de ir para salvar alguém que ama, deter um mal misterioso que nenhuma criatura encantada ousa enfrentar… e encontrar o amor com um jovem príncipe que talvez prefira vê-la morta a deixá-la tocar seu coração de gelo.

A Editora Underworld lançou muitos livros nessa última Bienal do Rio de Janeiro, e a galera do Livros em Série se dividiu para ver quem ia comprar que livro e resenhar o que. Os títulos eram novos e não havia muita informação por ai para ajudar na escolha de cada um mas, resolvendo sair do meu mundinho de romance histórico, resolvi ler ‘O rei do ferro’ (escolhi pela capa e pelo fato de ter um ‘rei’ no meio, falo mesmo!), apesar de saber que as chances de não gostar seriam grandes. Não sou muito chegada em livros desse tipo, quando as coisas começam parecer muito doidas, com personagens estranhos eu fico meio irritada, não li Harry Potter, não conheço nenhum vampiro além do Edward e minha tolerância para seres mágicos não é muito grande. Para me pegar com essas histórias tem que ter algo muito original e não enrolar muito senão, eu perco o interesse. Julie Kagawa conseguiu, se eu encontrar com ela na rua, juro que dou um abraço nessa coisinha fofa.

‘O rei do ferro’ começa com aquela fórmula básica de sucesso: uma garota nerd, seu amigo que a faz rir, o cara popular da escola pelo qual a nerd é apaixonada, a líder de torcida que sempre que pode zoa a nerd e a família estranha que parece não ligar para a existência da garota, no caso Meghan Chase. Mas isso não passa dos primeiros capítulos, e quando Meghan vê a sua chance de ficar com o garoto popular da escola ir por água abaixo, o livro começa de verdade. Depois desse ponto me peguei várias vezes dando uma olhadinha básica nas páginas seguintes pra ver o que acontecia, estava ansiosa para saber o que ia acontecer com a Meghan e quem eram os personagens que estavam surgindo.

Falando em personagens, tá ai uma sacada legal da Julie, ela usa personagens já existentes e conhecidos. Oberon, Titânia e Puck de ‘Sonho de uma noite de verão’ de Shakespeare são personagens de grande destaque no livro, o que, confesso eu, me comprou na hora. Para os outros seres encantados que vão surgindo durante o livro, Julie coloca uma nota com a explicação de todos eles no rodapé da página.

A narrativa é ótima, o livro me pegou e terminei desejando mais! E tem mais, no blog da autora você encontra as novidades, trailers, dicas de outros livros, promoções e até banners para você escolher em que time você fica. Não vou falar quais as opções de time, pois não vou causar na resenha dando spoilers, só digo que eu ainda não consegui decidir em qual eu fico.

A série ‘Os encantados de ferro’ já tem dois livros e uma espécie de conto no Brasil, esse conto é uma passagem na história entre o primeiro e o segundo livro. Nos Estados Unidos, o quarto livro, ‘Iron Knight’ lança dia 25 de outubro e o segundo conto está disponível para download de graça.

E pra dar mais um gostinho, um teaser que saiu no começo do ano nos Estados Unidos sobre os três primeiros livros:

Sobre Karol

Atriz ruiva tão viciada em Shakespeare que foi até parar lá no palco do Globe Theatre de Londres de tanto que encheu o saco! Sem papas na língua,que sempre dá preferência a livros históricos e com culturas diferentes. Não leu Harry Potter ou Senhor dos Anéis, jogou Crepúsculo longe no meio do segundo livro mas é capaz de devorar qualquer livro que contenha um rei, um indiano ou um espírito no meio. Estranha, usa personagens românticos como referencia quando briga com o namorado, transforma tudo em um drama histórico e deseja silenciosamente transformar todos os livros que lê em filme.

2 comentários

  1. ammei sua resenha! Realmente é mesmo um livro muito bom…Gostei da dica, vou visitar o site da autora \o/

  2. Eu estou termniando ”O Rei de Ferro” agora, e confesso que o que me conquistou também foram as referências à ”Sonho de Uma Noite de Verão” – meu livro preferido do Tio Shakespeare, junto com ”A Megera Domada”… Mas ele também me lembrou em vários momentos de ”Harry Potter” e ”Nárnia” – os poucos livros ”Viajem nas DORGAS” que eu sou fã – então não tiha como não amar.

    Ainda bem que eu já tenho o meu ”Passagem para o inverno” e ”A Filha do Ferro”.

    Henri B. Neto
    ”Na Minha Estante”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*