segunda-feira, 16/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “Química perfeita”, de Simone Elkeles

Resenha: “Química perfeita”, de Simone Elkeles

Livro: Química Perfeita
Série: Química Perfeita
Autora: Simone Elkeles
Editora: Underworld
Páginas: 307
Resenha por: Cine
Comprar: Saraiva

Os garotos do Instituto Fairfield, do subúrbio de Chicago, sabem que a Zona Sul e a Zona Norte não se misturam.

Assim, quando a líder de torcida Brittany Ellis e o membro da gangue Alex Fuentes são obrigados a trabalhar juntos como parceiros de laboratório na aula de química, os resultados prometem ser explosivos.
Mas nenhum deles estava pronto para a reação química mais surpreendente de todas: o amor.

Serão eles capazes de romper os preconceitos e estereótipos que os separam?

Viaje pelos dois lados de uma apaixonante história de amor que nos ensina a enxergar por trás das aparências.

Química Perfeita é um livro que eu sempre li elogios em blogs internacionais e no goodreads, mas a sinopse nunca me deixou curiosa o suficiente para lê-lo até ele ser lançado recentemente aqui no Brasil pela editora Underworld.

Preciso começar essa resenha dizendo que eu senti certo arrependimento de não ter lido o livro em inglês. Primeiro porque a tradução não é das melhores e há vários erros de pontuação, e segundo porque a capa nacional do livro é extremamente feia e não condiz com as características dos personagens principais, pelo menos não as de Alex. Tudo bem que a capa original não é lá essas coisas, mas certamente é infinitamente melhor que lançada pela Underworld.

Agora sim, vamos à história:
Em Fairfield, subúrbio de Chicago, existem duas zonas: A zona sul, lugar onde os ricos e pessoas de classe média alta moram. Lá a aparência é tudo, pelo menos é isso que Brittany Ellis pensa, pois foi dessa maneira que sua mãe a criou. Por trás de sua necessidade de ser a menina perfeita e invejada por todos, Brittany esconde um segredo de quase todos os seus amigos: Shelley, sua irmã mais velha, é deficiente mental e sua família está longe de ser perfeitinha e feliz por conta disso.

Já a zona norte é habitada por imigrantes e descendentes de mexicanos e, em sua grande maioria, pobres. Lá vive Alex Fuentes, um badboy que faz parte de uma das gangues mais perigosas da cidade: a Sangue Latino. Alex se juntou a gangue não por escolha própria, mas por uma necessidade de proteger sua família e tentar garantir um futuro de verdade para seus irmãos mais novos. Alex também esconde um segredo: por baixo de toda a aparência de cara mau está um garoto machucado que ainda sofre e busca vingança pela morte de seu pai.

Alex e Brittany são o oposto um do outro e se detestam, até serem obrigados a trabalhar juntos em um projeto de química na escola – único lugar onde as duas zonas da cidade são obrigadas a conviver. Com isso o casal descobre que, apesar de terem vidas tão diferentes, ambos escondem segredos e aflições e buscam desesperadamente escapar de suas vidas e é a partir daí que o amor proibido entre eles começa a crescer.

Eu sou completamente viciada em romances good girl/bad boy, e grande parte dessas tramas às vezes nem necessitam de uma grande história e podem estar cobertas de clichês, desde que tenham personagens cativantes e memoráveis, então não preciso nem falar o quanto eu amei Química Perfeita. Os personagens são apaixonantes, inteligentes, sarcásticos e engraçados e é simplesmente impossível você não torcer por um final feliz.

Logo de cara eu consegui ver uma mistura de “Grease” e “Amor, Sublime Amor” com toda aquela história de a boa menina se apaixona pelo garoto mau e o amor deles é um fruto proibido, mas o que deixa a história mais interessante foi a maneira como Simone Elkeles conseguiu narrar os acontecimentos pela perspectiva de ambos os personagens. Por mais previsível que o livro seja, eu não pude deixar de rir, suspirar, ficar agoniada e até chorar em certos momentos da história e ao final ficar com aquele gostinho de quero mais.

Química Perfeita é um must read para todas as meninas que não resistem a um bom romance envolvendo “garotos maus com um bom coração”.

O segundo livro da série, Rules of Attraction, irá contar a história de Carlos, irmão mais novo de Alex, e promete ser tão bom quanto Química Perfeita.

Sobre Cine

Jornalista e professora de inglês, vivendo o sonho de morar em Nova York e ainda tentando descobrir se seria possivel viver dentro de uma da Barnes and Nobles. Viciada em cultura, passa os dias tentando decidir que livros ler enquanto tenta se encontrar na vida.

14 comentários

  1. Caracas Cinoca, eu não dava nada por este livro.
    Sua resenha me fez ficar com vontade de ir comprá-lo agora, mas sem grana, não rola.
    Na verdade, acho que foi justamente a capa que não me agradou. Não gosto quando tem modelos que representam os personagens, pq prefiro sempre imaginá-los.
    Mas agora minha lista de compras só ficou maior.
    rsrsrsrsrsrs

    Bjoks!!!

  2. Ahhh… eu quero ler! Gostei de todos os relatos sobre o livro =D

    OBS: O link pra ver a capa original não “funciona”

  3. Eu amei, amei, AMEI esse livro! Você não faz ideia do quanto! Aliás, assim que acabei de ler, fui correndo ler as continuações: Rules Of Attraction (o melhor, trust me!) e Chain Reaction.

    E minha reação ao ler o final da série foi: “Aaaaaaaaaaaaaawn!”

    Se todos lessem Perfect Chemistry, seriam muito mais felizes, rs.

    ps: sério que a tradução da Underworld não tá boa? Ainda bem que eu li em inglês, então! Tipo, eu até tava interessada em adquirir o exemplar em português, mas agora…Vou deixar pra outra ocasião!
    Aliás, achei esse Alex da capa tão não-latino! Tipo, ele é branco. E tá certo que há pessoas brancas nos países latinos-americanos, mas Alex é morenão, people!
    Odiei essa tarja preta no meio da capa, mais parece um marcador!

  4. ameiiiiiii esse livro, não vejo a hora de ler o segundo livro da série!!!!

  5. Apesar de não fazer muito o meu gênero, gostei da história. Sei lá, o livro parece ser legal. Adorei a resenha. Vou ver se leio o livro.

  6. Não vejo a hora de ler o segundo livro *-* o primeiro foi perfeito, e a sua resenha descreveu ele maravilhosamente !

  7. Li o livro e adorei … é um tipo delivro que vc pode pegar pra ler de novo e de novo

  8. sim sim, super recomendado para todo mundo *_* trust me que eu nao exagerei na resenha hahaha
    eu tb ja comprei os outros dois em ingles, ms vai demorar um pouco pra eu ler.

    e isabela, o link da capa original está funcionando aqui O.o ele vai pro site do goodreads e la tem a capa na página do livro

  9. Ainda não tinha ouvido falar desse livro,mas pela resenha,que esta ótima,adorei a história.
    Concordo com você que a capa americana é melhor.
    Nossa fiquei com muita vontade de ler esse livro.Quando comecei a ler a resenha me deu um aperto
    no peito e sempre que isso acontece é porque vou gostar de ler o livro.
    Também adoro um good girl/bad boy!

  10. eu ja li e ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii e serio e o melhor livro q ja li quem nao leu pode ler sem medo e muito bom

  11. Eu to louca por este livro tem meses, e com a sua resemha piorou a minha vontade de comprar.
    Bjs. @-,-{

  12. Tem muito tempo que eu estou morrendo de vontade de ler Química Perfeita, e agora sua resenha me deu mais vontade de lê-lo,e eu com certeza não resisto a um “bom romance envolvendo “garotos maus com um bom coração”.” Amei sua resenha,gostei muito do blog. Beijoos!!!

  13. Eu mesma não resisto à um “bom romance envolvendo ‘garotos maus com bom coração’.” Hahaha, e tenho uma indicação: Belo Desastre (preferível ler em inglês, a tradução também não é muito boa). Se você tiver mais alguma indicação de livros exatamente assim seria perfeito!!!

  14. Eu vi Livro perfeiito da Disney

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*