quarta-feira, 11/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Notícias » Resenha: “A sensitiva”, de Hannah Howell

Resenha: “A sensitiva”, de Hannah Howell

Livro: A sensitiva
Série: Wherlocke
Autor: Hannah Howell
Editora: Lua de papel
Páginas:206
Resenhado por: Karol
Skoob: Adicione na sua estante
Comprar: Saraiva Cultura

Segredos e intrigas como o estopim de paixões perigosas. Por toda a Londres do século XVIII, é possível ouvir sussurros e boatos sobre os dons inexplicáveis da família Wherlocke. Mas o Lorde Ashton, um homem com firmes convicções, é uma das vozes mais céticas de seu tempo, e tudo caminhava para continuar assim… até encontrar uma bela mulher desacordada, largada no quarto de um bordel. A mulher misteriosa é Penélope Wherlocke, e seu dom especial a levou para um mundo perigoso de alta sociedade, quando foi seqüestrada, tratada como um produto e vendida a uma cafetina criminosa. Ao vê-la, Ashton ficou enfeitiçado. Algo lhe diz que deveria esquecê-la, mas é atraído cada vez mais para a vida dela, transformando-se em seu protetor. Porém, Penélope é uma mulher com idéias próprias, algo que sempre a afastou dos homens de sua época, mas enfim encontra alguém seguro e capaz de lidar com suas habilidades sobrenaturais…

A sinopse acima não faz muito jus ao livro, ele é mais interessante do que como o colocam mas, não se animem que ele também não chega a ser algo genial que todos devem ler e que irá modificar a sua vida.

O começo do livro te pega! Penélope é seqüestrada logo nas primeiras páginas por homens asquerosos e você não faz idéia do que querem com ela, depois que você descobre e esse mistério é solucionado, ela começa a usar seu dom e você acaba caindo em outro questionamento que já se junta com o encontro nada convencional –e nem do jeito que descrevem na sinopse- entre o mocinho e a mocinha da estória. Aí você coloca suas expectativas lá em cima à espera de uma daquelas aventuras históricas que mistura mistério e cenas picantes. O problema é que dessa vez Hannah Howell deixou a desejar e ficou devendo essa parte!

Esses momentos que eu apontei são os mais emocionantes e depois disso, tudo parece meio óbvio e parecido com o primeiro livro da série. Os questionamentos da Penélope são muito parecidos com o de Chloe, os encontros amorosos também e até seus medos. Até aparecem alguns garotinhos fofos e encantadores que acabam se tornando um problema para o leitor. No primeiro volume- A vidente- existe também um garotinho super fofo que eu me apaixonei de cara, porém nesse volume Hannah enfiou logo uns oito – sim, oito- garotinhos com nomes complicados e diferentes poderes; chegou uma hora que eu parei de tentar entender quem era quem e segui a leitura sem me preocupar. Se me perguntarem sobre algum deles agora só sou capaz de citar Paulinho. Até entendo que tais crianças sejam importante para a estória pois, elas acabam sendo ao mesmo tempo a salvação e os problemas de Penélope, mas oito ficou meio confuso. Se não bastasse a criançada, o mocinho precisa de uns cinco amigos ao todo, coisa que – ao meu ver- se fosse só um já dava pra levar a estória do jeito que a autora gostaria. Se isso fosse virar filme iriam gastar uma fortuna pagando cachês!

É um livro bacana apesar de não te acrescentar muito e de não seguir a linha de suspense que a gente vê no primeiro volume, mas é um bom entretenimento, e eu não me arrependi de ter lido. Os personagens, apesar de serem fortes e bem humanizados, não são cativantes e os diálogos não são tão legais como em A vidente. A sorte é que o livro é muito bem escrito e que a idéia é original, mesmo que logo no começo você já pode ter uma idéia de como será o final e de não ter muitas surpresas ao decorrer da narrativa.

Sobre Karol

Atriz ruiva tão viciada em Shakespeare que foi até parar lá no palco do Globe Theatre de Londres de tanto que encheu o saco! Sem papas na língua,que sempre dá preferência a livros históricos e com culturas diferentes. Não leu Harry Potter ou Senhor dos Anéis, jogou Crepúsculo longe no meio do segundo livro mas é capaz de devorar qualquer livro que contenha um rei, um indiano ou um espírito no meio. Estranha, usa personagens românticos como referencia quando briga com o namorado, transforma tudo em um drama histórico e deseja silenciosamente transformar todos os livros que lê em filme.

8 comentários

  1. Queria ler. Vi o terceiro livro na livraria com fitinha, achei fofo!! >.<

  2. Bom dia! Essa é uma série que eu acompanho e gosto muito. Apesar de no final os livros realmente ficarem parecidos, o que me deixa empolgada com esse livro é a história do sobrenatural, mas fugindo um pouco do lugar comum. A família que é repleta de dons, possui personagens engraçados e protetores uns com os outros. Eu só não sei quantos livros serão no total. Alguém saberia me responder? Obrigada

  3. Nat, realmente essa coisa da fitinha dá um toque especial para os livros! hahaha :D

    Carol,concordo!! A graça são os personagens engraçados e a questão do sobrenatural em um lugar pouco comum. Até onde eu sei, essa coleção tem 3 livros, mas lí um outro livro da Hannah Howell esses dias que, apesar de não ser a família Wherlocke, era sobrenatural. Chamava ‘Os desvaneios de Sorcha’.

    bjs

  4. Oi Karol… eu também achava que seria uma trilogia, mas no final do livro a Intuitiva, aparece o primeiro capítulo do livro “O escolhido”, que vai focar a história do Argus Wherlocke. Não sei quando será lançado no Brasil nem nada, nem quantos livros serão no total, mas pelo que eu vi, terá pelo menos mais um.
    Beijos

  5. le=i os tres e axei muito bom!!!

  6. li A Sensitiva e gostei muito, apesar de achar que deveria ter mais suspense… mas estou curiosa por mais livros da autora!!!!

  7. li a Sensitiva adorei, agora vou ler a vidente, to na maior expectativa…

  8. Adoro os livros da Hannah, os personagens são extremamente cativantes e o que me faz gostar ainda mais dos livros dela é pq são históricos, e não são somente três, lançados aqui são quatro, mas acho eu que tem mais três, estou lendo agora o quinto que é sobre Olímpia, adorando!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*