terça-feira, 17/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Notícias » Resenhas: “Série Como treinar o seu dragão”- Vol 6, 7 e 7.5 de Cressida Cowell

Resenhas: “Série Como treinar o seu dragão”- Vol 6, 7 e 7.5 de Cressida Cowell

Livro: Guia do Herói para vencer dragões mortais
Série: Como Treinar Seu Dragão
Autor: Cressida Cowell
Editora: Intrínseca
Páginas: 250
Resenha por: Bruna
Comprar: Saraiva Submarino Cultura Fnac Folha Americanas

Soluço Spantosicus Strondus III foi o mais grandioso herói já visto em todo o território viking. Ele era bravo, impetuoso e muitíssimo inteligente. Mas até mesmo os grandes heróis podem ter dificuldades no começo. Principalmente se têm como companheiro um dragãozinho teimoso e mal-educado. Nessa nova aventura da série, Soluço está prestes a completar doze anos, mas as comemorações do seu aniversário, é claro, não serão muito tranquilas: nosso herói se perde no labirinto do bibliotecário Cabelo Assustado e, à espreita, estão os perigosos Dragões-brocas e o terrível Insensato, o Assassino, prontos para atacar.

A cada novo volume da série Como Treinar Seu Dragão, somos impressionados com uma nova e instigante história da trajetória do atrapalhado Soluço, Banguela e seus amigos. Nesse sexto volume Soluço não tem um aniversário tão tranquilo como realmente gostaria: com ação, e claro, recheado de humor, acompanhamos Soluço, Perna-de-peixe e Camicazi por uma aventura no labirinto da Biblioteca Pública dos Cabeças-ocas.

Os três amigos vão parar na biblioteca depois de Stoico, pai de Soluço, pegar ele rascunhando seu próprio livro: Guia do Herói para vencer dragões mortais. Stoico e os Hooligans não dão muito valor aos livros. O único livro que deve ser lido pela tribo é o exemplar do livro “Como treinar seu dragão”; e é o único do qual Stoico dá valor. O exemplar de Stoico foi roubado da biblioteca e ele se vangloria disso. Só que Banguela, o dragão incorrigível de Soluço, destroça o exemplar do livro do pai de Soluço. Decidido a substituir o exemplar de seu pai sem que ele perceba, Soluço decide ir até a Biblioteca Pública dos Cabeças-ocas em busca de uma nova cópia de “Como treinar seu dragão”.

Em um mundo em que os livros são considerados inúteis é muito legal ver como a visita à Biblioteca influencia e maravilha Soluço. E esse não deixa de ser um pararelo com a nossa realidade, afinal, somos um país que, ainda, consome muitos poucos livros por pessoa.

Quem acompanha a série sabe que Soluço é um herói às avessas de seus iguais, vikings bárbaros, que acreditam que tudo deve ser resolvido na luta e no grito. Nosso pequeno e jovem herói, porém, faz uso de sua inteligência e astúcia para vencer seus obstáculos, e claro, da ajuda de seus atrapalhados amigos e respectivos dragões.

É impossível não se divertir com os enredos simples, porém cheios de emoção e valores. Os perfis e nomes dos personagens são um show a parte que ajudam a tornar a leitura ainda mais prazerosa.

O livro traz uma seção especial com fichas de dragões e também um Dicionário de Dragonês, que promete agradar ainda mais os fãs da série.

Livro: Como navegar em uma tempestade de dragão
Série: Como Treinar Seu Dragão
Autor: Cressida Cowell
Editora: Intrínseca
Páginas: 272
Resenha por: Bruna
Comprar: Saraiva Submarino Cultura Fnac Americanas

Soluço tem três meses, cinco dias e seis horas para descobrir a América, voltar a Berk, salvar seu pai, derrotar as Serpentes-polares e vencer a Competição Amistosa de Nado Intertriba. Será que ele vai conseguir???

Trazendo de volta antigos personagens de aventuras antigas, Cressida Cowell conta para seus leitores mais uma energética confusão/aventura de Soluço, Perna-de-peixe e Camizazi. Uma coisa que eu gostei bastante foi que o livro começou de forma diferente dos outros volumes: o prólogo nos apresenta personagens das quais não conhecemos e também não sabemos de sua história. Depois, a história se volta para a Competição Amistosa de Nado Intertribal entre os Hooligans, as Ladras do Pântano e os Histéricos. Vence competição de nado o último homem que voltar para a terra e passar mais tempo no mar sem pedir ajuda a boia ou barco.

Como se não fosse suficiente ter que entrar no mar gelado e ainda ter a pressão de seu pai para que Soluço vença, pelo menos, seu primo (e inimigo) Melequento, o avô de Soluço, Velho Enrugado, faz um pedido muito estranho a ele: entrega a coisa que tiquetaqueia (uma espécie de bússola) ao neto e exige que o garoto volte da competição, precisamente, em três meses, cinco dias e seis horas. Velho Enrugado é tido como um tipo meio louco não é muito levado a sério por ninguém, mas, por algum motivo, Soluço acha que deve levar o pedido do avô muito a sério.

Como o próprio título do livro remete, esse livro é passado, na maior parte do tempo, em alto mar. Ainda acompanhamos Soluço, Perna-de-peixe, Camicazi e seus respectivos dragões em uma quase-visita ao continente americano, antes mesmo de ele ser descoberto por Cristóvão Colombo. Tudo pura ficção, claro.

Mesmo sendo um livro infantil de narrativa leve, a autora aborda temas polêmicos e não tão infantis: tráfico de escravos, a margem entre a genialidade e a loucura dos grandes pensadores e inventores e o poder do perdão. Como todos seus outros livros, Como navegar em uma tempestade de dragão tem uma bela mensagem para os leitores: nem sempre a vingança vale a pena, é preciso aprender a perdoar e quebrar círculos viciosos para que novas coisas possam acontecer e então, poderemos progredir.

Soluço é mais do que apenas um personagem carismático, ele é um exemplo para os jovens leitores. Pra quem gosta da série, boas notícias: uma continuação de Como Treinar um Dragão para os cinemas é esperada para 2013; e para 2012 está previsto o lançamento de uma série televisiva do Cartoon Network, baseada nos personagens desta saga.

Livro: Como treinar seu viking
Série: Como Treinar Seu Dragão
Autor: Cressida Cowell
Editora: Intrínseca
Páginas: 88
Resenha por: Bruna
Compre: Saraiva Submarino Cultura Fnac Folha Americanas

Banguela era um Dragão Comum sem nada de especial que pertencia ao verdadeiramente extraordinário viking Soluço Spantosicus Strondus III. Mas nem sempre foi assim… Houve um tempo em que Soluço achava difícil ser um herói, e Banguela achava ainda mais difícil ser o dragão de um herói. Afinal, ser desobediente e atrevido não é tão fácil quanto parece… Em Como treinar o seu viking, Banguela conta uma história da época em que Soluço era apenas um menino — e parecia bastante improvável que, no fim das contas, ele se tornasse o grande Chefe dos Hooligans Cabeludos. Narrado pelo dragão, esse volume complementa a série de memórias de Soluço, cujos personagens encantam crianças de todas as idades.”

Nada como uma mudança de perspectiva para dar um novo gás para uma história. Ainda mais quando essa história é uma série de livros que já ultrapassou 10 volumes. É exatamente isso que temos em Como treinar o seu viking: uma história contada por Banguela, o dragãozinho atrevido de Soluço.

Essa mudança é muito interessante e dá um tom diferente para a narrativa. Nessa história contada pelo pequeno dragão, os garotos da tribo dos Hooligans Cabeludos vão participar de uma competição de caça em alto-mar. A equipe que pegar menos peixes terá que limpar o banheiro dos dragões. Obviamente Soluço forma equipe com seu grande amigo Perna-de-Peixe. Tudo corre bem, pois Banguela é um excelente caçador, porém, ele é enganado pelos dragões dos maiores inimigos de Soluço: Melequento e Bafoca.

Como nos outros volumes, os amigos e Banguela conseguem contornar as mais variadas adversidades que aparecem no caminho, a impressão que temos é que tudo é sempre mais difícil e complicado para Soluço e o atrapalhado Perna-de-Peixe. Apesar da pequena ladra, Camicazi, não aparecer, não senti falta dela nessa breve narrativa.

Como todos os livros da série até agora, o livro é muito bem diagramado, repleto de ilustrações e com uma capa super linda e chamativa para o público mais jovem. Pra quem gosta da série, boas notícias: está previsto o lançamento de uma série televisiva do Cartoon Network ainda esse ano baseada nos personagens desta saga.

Sobre Bru Fernández

Formada em Letras, trabalha como Revisora e Tradutora em uma agência publicitária e preenche suas horas vagas assistindo a seriados, filmes e partidas de futebol, vôlei, basquete e ice hockey, além de ouvir música, ir a shows e, claro, ler. Não curte chick-lits e prefere os thrillers, policiais, YA e fantasia. Nunca sai de casa sem guarda-chuva e um livro na bolsa, afinal nunca se sabe quando irá chover ou surgir uma fila/trânsito em São Paulo.

7 comentários

  1. Essa série parece é maravilhosa… eu comprei os primeiros volumes para o meu primo, e acabei pegando emprestados para ler. Eu adorei.. rsrs

  2. Oi, tudo bem?

    Estou pensando em comprar a coleção mas estou em dúvida quanto a ser muito infanto-junevil. O que vc acha? É para todas as idades? rs
    Sabe informar tbm quantos volumes terão essa coleção?

    Obrigada.

  3. Oi Janaína,
    A série possui 10 livros e é realmente bem infantil, para crianças entre 7 e 11 anos.

    Abs

  4. queria saber qual deles e mais legal queria comprar um mais daora pois to lendo o como falar dragones e to me divertindo

  5. qual é o décimo livro ou o nono?

  6. O nono livro é : Como partir o coração de um dragão, o Décimo acho que não foi lançado ainda no Brasil.

  7. Eu comprei a coleção ontem no Submarino… numa promoção a 49,00, hoje estava olhando por lá e vi anunciando por 129,00, e dando como esgotado. Mas fiquei surpresa aqui em saber que já são 10 volumes, comprei como ‘completa’, mas com 7 livros… de qualquer maneira continua achando que foi um ótimo negócio rs. Eu já passei da idade da série, mas comecei a ler “Como treinar o seu dragão” e curti, sem contar que tem umas gravuras que dão um ar de diário do Soluço. Agora estou esperando a coleção chegar pra ver os outros, e depois procurar esses outros 3 :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*