quinta-feira, 22/06/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “Cinquenta tons de cinza”, de E.L. James

Resenha: “Cinquenta tons de cinza”, de E.L. James

Livro: Cinquenta tons de cinza
Série: Cinquenta tons de cinza
Autor (a): E. L. James
Páginas: 480
Editora: Intrínseca
Resenha por: Bruna
Comprar: Saraiva Fnac Submarino E-book

Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja – mas em seu próprios termos…

Que atire a primeira pedra quem não ficou – nem um pouquinho – curiosa sobre essa nova trilogia adulta que estourou nos EUA nos últimos meses e causou o maior rebuliço no mundo literário, que chega agora ao Brasil através da editora Intrínseca: Cinquenta tons de cinza. Se ao ler a sinopse você teve a impressão de que ele é mais um livro de romance, ou simplesmente um livro de putaria, você não poderia estar mais enganado(a). Sim, a maior parte do livro é composta por cenas de sexo entre os protagonistas, e é legal você ler esse livro com uma mente aberta, sem preconceitos. Porém somos levados a ver além do sexo na escrita de E. L. James.

O livro de estreia da trilogia nos apresenta os dois personagens principais da saga: Anastacia Steele, uma jovem constantemente descrita como inocente e ingênua e o imponente e – algumas vezes – assustador Sr. Christian Grey. Ana acaba caindo (literalmente) na sala de Christian para entrevistá-lo no lugar de sua melhor amiga, Kate, que adoeceu e, para não perder a oportunidade, pediu para que a amiga fosse em seu lugar. Fiquei com um pé atrás com a personagem de Ana no começo do livro pois ela é muito atrapalhada e desastrada e isso me lembrou muito da Bella Swan. Tudo bem que o livro surgiu de uma fan fiction (história escrita por fãs sobre seu fandom favorito) de Crepúsculo, mas copiar a personagem já seria demais. Tive a boa surpresa de ver que Ana é uma personagem muito mais profunda e muito mais mulher do que Bella. Como toda jovem ela tem seus receios, seus questionamentos, porém tem uma mente aberta e está disposta a sacrificar sentimentos e partes da sua vida para poder ficar com Christian.

Já o personagem de Christian Grey, não poderia ser melhor construído: descrito como um deus grego, extremamente rico, trabalhador e jovem, a autora deu a ele um ar completamente misterioso. O seu personagem nos faz virar as páginas do livro loucamente em busca de respostas sobre seu estilo de vida, seu passado e suas razões para ser tão controlador a ponto de se importar tanto com coisas como a segurança de um carro e se Ana está comendo o suficiente. Christian é encantador, cativante, misterioso, impaciente, possessivo e em alguns momentos seu personagem se torna sombrio. É praticamente impossível não se interessar por ele! O Sr. Grey também é muito direto em tudo o que diz e por muitas vezes me peguei rindo da forma como ele consegue constranger Ana com suas perguntas diretas e sórdidas.

Ana acaba se apaixonando, mas Christian não é do tipo que namora: ele nunca é visto com uma mulher em eventos públicos e nem com sua família, e suas relações são sempre com submissas, sendo ele o dominador – com direito até a contrato assinado e lista de exigências. Ana se questiona se ela é capaz de mudar tanto seus hábitos e sua vida, para poder ficar com Sr. Grey (chamá-lo sempre dessa forma, é uma de suas exigências). É muito fácil simpatizar com Anastacia pois o envolvimento com Christian, além de carnal, também a afeta de maneira psicológica. Apesar de ceder em vários momentos, Ana não é uma garota sonsa e encara Christian em vários momentos, desafiando-o, sendo irônica com ele.

É uma boa leitura, para sair do mundo sobrenatural e de fantasia. São apenas dois humanos com suas falhas e com sentimentos múltiplos e desconhecidos sendo despertados, testando seus limites, que estão tentando achar uma forma de poderem conviver e serem felizes juntos. Ou não. Cinquenta tons de cinza não é somente um livro erótico, mas também um livro sobre relacionamentos e o quanto cada pessoa está disposta a ceder pela pessoa que ama.

Quer mais? Cinquenta tons mais escuros será lançado em setembro!

Sobre Bru Fernández

Formada em Letras, trabalha como Revisora e Tradutora em uma agência publicitária e preenche suas horas vagas assistindo a seriados, filmes e partidas de futebol, vôlei, basquete e ice hockey, além de ouvir música, ir a shows e, claro, ler. Não curte chick-lits e prefere os thrillers, policiais, YA e fantasia. Nunca sai de casa sem guarda-chuva e um livro na bolsa, afinal nunca se sabe quando irá chover ou surgir uma fila/trânsito em São Paulo.

40 comentários

  1. Olha, confesso que não tinha lá muita vontade de ler esse livro.
    Mas sua resenha me empolgou de verdade, me deixou curiosa!
    Eu, como uma boba romântica, fico aqui imaginando se ele não vai quebrar as próprias regras e acabar se apaixonando de verdade. *-* HAUSHAUSH
    Ótima resenha. :)

  2. Gostei da resenha, o que me preocupa é a possibilidade desta série ir para o cinema. Apesar que os rumores das escolhas dos atores ser tentador, penso que o filme será brochante ao cortarem todas as cenas quentes do livro, e o livro é exatamente isto, sexo, sexo, sexo explícito e muito, muito detalhado. Esta é a pedida deste livro, não sei se vai dar certo, mas acho q nem de longe vão conseguir passar o “teor” de toda essa trama. No aguardo dos 50 tons mais escuros, algumas histórias deveríam apenas estar em livros. ;)

  3. lidiane rocha

    ola meninas…

    de tudo o que eu li sobre este livro a resenha de vcs foi a mais bem descrita gostei muito do livro e achei uma pena quando eu li pessoas dizendo que este livro era apenas lixo. muito triste o preconceito. mas vcs são otimas meninas parabens.

  4. E aí,

    parabéns pela resenha, este livro realmente tem repercutido muito no que se refere a polêmico. Sou aficionado por literatura fantástica, principalmente os que envolvem dragões(rs…), porém apesar de nunca ter lido um livro literalmente romântico, decidi me aventurar em alguma obra do gênero, portanto, com certeza, terminado “A dança dos Dragões”, 50 tons de cinza será minha próxima leitura.

  5. Zélia Campos

    Li o livro em dois dias. É um espetáculo! Aguardo em cólicas por setembro, quando será lançado o segundo volume da trilogia. Ah! Adorei a resenha, parabéns!

  6. Meu livro chegou no sábado … estou resistindo para ler, pq o próximo só sai em setembro … Imagina o desespero pelo 2º ?! rsss

  7. Obrigada pelos elogios pessoal! O livro é bom e fiquei #chatiada de saber que muita gente está falando mal dele. Mas acontece com todos os best-sellers, não é mesmo?!

    Aline, leia sim, acredito que você vá gostar!

    Gis, também não sei se a adaptação vai dar muito certo… vamos ver né?!

    E Tiago, depois comenta aqui o que você achou do livro! ;)

  8. Amei o livro… dificil é aguardar pelo 2º.

  9. O livro está na minha fila de leitura mas confesso que 50% das resenhas falam bem enquanto a outra metade só aponta defeitos e mais defeitos. De uma coisa não se pode reclamar: o livro virou uma febre.

  10. Olha eu li o livro em apenas 3 tardes e é exatamente como descrito na resenha, muito bom e recomendo. mas confesso que estou desesperada porque o 2º será lançado em setembro e o 3º ainda em novembro eu devia ter esperado… parabens pela resenha

  11. Falou tudo Cris,é muito detalhes que certamente não vao conseguir passar,com tao perfeição.Aguardando o seundo livro.

  12. Eu realmente não fiquei muito interessada em ler esse livro pois me parecia meio fantasia, mas depois da tua resenha um pontinha de curiosidade aflorou já que esses joguinhos psicológicos são muito interessantes e me chama a atenção demais! Agora vou ter que comprar por tua causa! hehehe

  13. Nossa, fiquei na duvida agora serio. Cada resenha que eu leio fala algo diferente sobre o livro LOL; pelo jeito vou ter que ler ver.. Apesar que acho que meu pai não ira compra um livro adulto para min kkk

  14. Muito boa resenha. Eu li o livro em dois dias e gostei muito, não só pelas partes quentes, hehe, mas pelo enredo, e pelo amor dos dois que é uma estória de superação mesmo. Mas em muitos momentos eu via a estória de Crepusculo lá, a Ana é bem parecida com a Bella, no seu embaraço, sua ingenuidade, insegurança e pelo fato de ser desastrada, não ser do tipo que gosta dos holofotes para si, e por amar tão e loucamente alguém diferente dela em muitos termos, e principalmente ser capaz de ver que o cara mais sofrível, que qualquer garota normal diria “vou cair fora” é também digno de ser amado. Fora outros personagens, a mãe “incosequente” que ambas compartilham, o pai caladão que adora pescar, e o próprio Christian, controlador, romantico, sedutor, que todas as mulheres morrem para ter e ficam intimidadas perto deles, enfim muitas coisas parecidas, mas E L James fez uma estória para adultos enquanto que a Stephanie Mayer para jovens, são romances diferentes e os personagens compartilham características mas também são únicos em outros aspectos, mas é um livro muito bom e divertido de se ler. Aguardando anciosamente pelo segundo livro.

  15. Oi Mary! Realmente as semelhanças são inúmeras… mas essa história surgiu pois a autora escreveu uma fan fiction sobre Crepúsculo, devido ao sucesso, ela acabou sendo chamada para publicar o livro, então ela adaptou os personagens.

    Mas eu, particularmente, acho Christian e a Anastacia bem mais profundos e melhor construídos que os personagens da Meyer.

  16. Serio é uma das melhores tricologia que já li, o ultimo livro foi perfeito porque não ficou faltando nada, serio muitoo bom!

  17. maria do socorro da silva

    não vejo a hora de lançar o segundo livro de 50 tons mais escuro,estou ansiosa contando no calendario o dia do lançamento,so quem leu e que sabe do que eu estou falando é viciante essa é a palavra é um romance completo,porque igual diz a escritora quando as pessoas se apaixonam e se envolvem elas fazem sexo então esse romance tem todas as etapas de um romance só que mais picante não bem mais picante,eu recomendo:)

  18. Gente, é viciante o livro, é encantador… Maaaas, não sei se todos gostariam de ler, as coisas são escritas com detalhes e pessoas que são tímidas ruborizam ao ler… rsrs, o meu caso…

  19. Livro bobo e mal escrito, tem muita enrolação e mimimi, e em outros momentos é direto demais. Com tantos livros bons no mundo, não sei pq esse faz sucesso.

  20. Não gostei muito desse livro, a autora deixou a desejar colocando os personagens muito parecidos com o da saga crepúsculo ( principalmente nas partes em que o personagem pede pra ana se alimentar toda hora igual a Bella com o Edward)e em algumas partes o livro parece um filme pornô barato, enfim 50 tons de cinza não me impressionou =/

  21. Marcela Biehl

    Olá Bruna

    A resenha foi incrível!
    Quando começou o alvoroço da venda dos direitos para fazer um filme fiquei muito curiosa em ler a história. Li a fic que deu origem ao livro, que se chama Mestre do Universo (MOTU – Master of the universe), no início é impossível não se confundir Ana/Bella e Christian/Edward, mas com o passar da narrativa você percebe o quão profundo são os personagens, as variações de humor de ambos, como um degradê de cinza….
    Não é só um romance erótico, e põe erótico nisso!!! É a descrição do amadurecimento de uma jovem inexperiente e de uma adulto que não teve infância e nem adolescência!
    PARABÉNS.
    Laters baby…

  22. Parabéns pela resenha…o livro é tudo isso mesmo! Uma pena tanto preconceito com o livro. Na minha opinião é um romance detalhado e cheio de mistério. Acho que o que muda é a forma como se lê. Quem ler de mente aberta com certeza se apaixonará por esse romance tão completo.

  23. olá meninas li todos os comentário de vocês. e tenho uma pergunta a vocês leitoras e mulher.Eu gosto muito em saber o que as mulher pensa ou sente gostaria de saber se esse livro vai me agregar em alguma coisa abç

  24. Resenha muito bem delineada. Entretanto não é o estilo que me agrada, porque é exatamente como você disse ao final:
    “uma boa leitura, para sair do mundo sobrenatural e de fantasia. São apenas dois humanos com suas falhas e com sentimentos múltiplos e desconhecidos sendo despertados, testando seus limites, que estão tentando achar uma forma de poderem conviver e serem felizes juntos”.
    Até aí nada de novo e acaba caindo no lugar comum: erotismo, sexo e outras nuances voltadas para o estilo. Há quem goste.

    abraços!

  25. por conta da onda dos romances eróticos, acabei curiosa e comecei a pesquisar. 50 Tons estava no topo da minha lista, porém cheguei a desejar outros dois. Só que fui arrebanhada e agora tudo o que quero é ir correndo até a livraria e trocar meu lindo voucher por esse título. Fazer o download do livro e ler essa excelente resenha fechou: não quero outro título por enquanto! Abraços!!!!

  26. Juan della Noche

    Não li o livro mas tenho lido resenhas pela internet e escutado amigas. Será que , nós homens de verdade, atiçamos a curiosidade feminina com no lado reservado…dominador mas ao mesmo tempo sensual e sedutor? Será que se eu fosse com 1,50 m de altura e com todas essas qualidades eu conseguirira satisfazer as fantasias femininas? Ou em meus atuais 1,84 m consegue me fazer passar e chamar atenção? Hummm Como deve ser uma “Ana” de verdade? Fiquei curioso em ler esse livro mas posso dizer que estou muiito mais curioso em conhecer a “Ana”….

  27. Nágila Lopes

    Nossa a resenha desse livro é expetacular.Adorei muito bom mesmo,gostinho de quero mais.

  28. Olá.
    Gostei muito de sua resenha, li a trilogia em 10 dias. Realmente é muito triste o preconceito de algumas pessoas ao fazerem suas resenhas, acho que hoje os leitores estão acostumados com vampiros e afins, esquecendo-se das pessoas de verdade como Ana e Christian.
    Amei o livro e acho que não deveria ir para o cinema, já que as adaptações de livros são na sua maioria horrorosas.

  29. MARLY DE BELO HORIZONTE

    Ainda nao li o livro, só a resenha. Mas estou muito curiosa e vou le-lo o mais breve possivel. Esta muito comentado.

  30. Ananda Nunes

    Eu já tinha deletado esses livros da minha lista por ter visto inúmeras críticas a eles. Agora estou muito em dúvida! Você me deixou cheia de vontade de ler! E agora? Rs

  31. Ananda, leia sim! Acho uma leitura válida se você está em dúvida. Acredito que o pessoal que falou muito mal do livro nem chegou a tentar ver o outro lado da história (o relacionamento entre os personagens por trás da “putaria”).

  32. “Já o personagem de Christian Grey, não poderia ser melhor construído: descrito como um deus grego, extremamente rico, trabalhador e jovem, a autora deu a ele um ar completamente misterioso.” – mais estereótipo do que isso, impossível… achei o livro fácil de ler, mas muito ruim com o desenrolar da história, os acontecimentos se repetem capítulo após capítulo.

  33. Bom dia, deixem de ser bobas. Parem de ler essas besteiras e encontrem homens de verdade que não precisam ser o que vc imagina para te conquistar.

  34. Bru Duda, a resenha ficou realmente excelente! O pessoal do guia de livros estava meio desanimado para ler esse, mas as meninas adoraram! =D

  35. Muito obrigada pessoal! Espero que as meninas que lerem gostem do livro. Não é nada de espetacular, mas é um bom romance. :)

  36. Edamara da silva

    Amo ler livros,e apos ver sua resenha nao vejo a hora de comprar logo o meu.

  37. a resenha é muito boa , e muito bom o livro serviu pra abrir cabeças, fechadas muitas mulheres tem vergonha de mostrar a sua vontade de dominar e ser dominada sendo que a maioria quer dominar e experimentar coisas há mais

  38. Li os 3 e adorei. Altamente estimulantes rs ;-)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*