terça-feira, 17/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Notícias » Resenha: “Alta tensão”, de Harlan Coben

Resenha: “Alta tensão”, de Harlan Coben

Livro: Alta Tensão
Série: Myron Bolitar
Autor: Harlan Coben
Páginas: 271
Editora: Arqueiro
Resenha por: Bruna
Comprar: Saraiva Submarino Cultura Fnac Folha

Myron Bolitar ficará frente a frente com um passado de mentiras e traição. Uma mensagem anônima deixada no Facebook da ex-estrela do tênis Suzze T põe em dúvida a paternidade de seu filho. Grávida de oito meses, ela pede a ajuda de seu agente e amigo Myron Bolitar para descobrir o responsável por essa intriga e trazer de volta seu marido, o astro do rock Lex Ryder, que saiu de casa depois de ler o texto. Descobrir o paradeiro de Lex não é tarefa difícil para um ex-agente do FBI. Mas, na mesma boate onde o encontra, Myron é surpreendido ao ver Kitty, a mulher que fugiu com seu irmão, Brad, e o afastou para sempre da família. Tentando ajudar a amiga e reencontrar o irmão mais novo, Myron se vê preso numa rede de segredos obscuros que põe em risco as pessoas que ele mais ama. Agora, só a verdade poderá salvá-las. Mas, para que ela prevaleça, nenhuma mentira pode restar – seja ela de Suzze, Lex, Kitty ou do próprio Myron. Nesta premiada história, Harlan Coben mais uma vez consegue construir uma trama envolvente, que fala de fama, ganância e rivalidade e surpreende por seu toque humano. Na aventura mais difícil de Myron Bolitar, seu passado vem à tona e, junto com ele, feridas que jamais se fecharão.

O que mais me chamou atenção nesse livro não foi seu título, nem a capa; foi a frase que vem estampada na capa: Em seu maior desafio, Myron Bolitar terá de enfrentar a grande mentira de sua vida”. Fico feliz em afirmar que não há um pingo de exagero nessa frase. Esse é o segundo livro da série Myron Bolitar e também o segundo livro do autor que eu leio e acho que já posso dizer que o estilo do autor me agrada muito. As histórias de Coben são enormes quebra-cabeças que aos poucos se unem e formam um enredo de suspense muito bom.

Alta tensão começa com uma cena intrigante de Myron em um quarto de hospital com sua mãe, pedindo que Myron minta para seu pai, que está no no leito. Não sabemos qual é essa mentira ou o porquê de ele precisar contá-la. O autor então volta seis dias no tempo, para mostrar aos leitores como o personagem principal foi parar naquele quarto de hospital, prestes a contar uma enorme mentira para o próprio pai.

O personagem principal, Myron, é trabalha como agente de artistas famosos e atletas. Uma de suas clientes, e também uma grande amiga, a tenista Suzzie T, procura sua ajuda. Ela está grávida de oito meses de um grande astro da música – seu marido Lex – e, depois de uma mensagem questionando quem é o verdadeiro pai de seu bebê ser postada no Facebook, Lex some do mapa. Suzzie pede à Myron que o encontre. Tarefa fácil para Myron. Porém ele não contava com o fato de que ia encontrar com sua cunhada, Kitty, – que não vê há mais de 15 anos, assim como seu irmão mais novo, Brad – na mesma boate que encontra Lex.

Muita coisa acontece ao mesmo tempo no enredo de Harlan Coben, mas ao contrário de muitos outros autores, sua narrativa não fica complexa, entendiante ou confusa. O que mais encontramos ao longo da leitura são personagens fugindo da verdade e mentindo descaradamente, cada um por seu próprios motivos e propósitos; uma gigantesca teia de mentiras da qual Myron pretende se livrar e descobrir toda a verdade. Tudo fica ainda mais suspeito – e intenso – quando um dos personagens morre. Com um ritmo rápido seguimos no encalço de Myron, e seu melhor amigo Win, juntando pedaços do mistério, que só começa a mostrar resultados lá pelo final do livro. Achei essa história muito mais verossímil e pessoal do que a do livro anterior, Quando ela se foi.

Os personagens dão um tom de comédia ao enredo pra balancear com o suspense. Myron é um ex-jogador de basquete, formado em Direito e com um humor ácido e sempre com uma resposta esperta para retrucar a qualquer momento. Partilhamos dos pensamentos de Myron em inúmeras passagens e isso aproxima o leitor do personagem. Como todo herói que se preze, Myron tem seu sidekick: Windsor Horne Lockwood III, mais conhecido como Win. Dono de uma mente afiada, podre de rico, loiro, alto e sofisticado. Win tem os recursos para fazer acontecer as investigações e, claro, tirar do caminho qualquer pedra que impeça ele e Myron de seguir em frente.

Outras personagens secundárias que dão suporte à Myron e que adicionam um pouco (mais) de drama e comédia para a trama são Big Cindi e Espenranza. Ambas trabalham na agência de Myron. Esperanza é a vice-presidente e conhece muito bem o mundo noturno, mas que largou essa vida para cuidar da sua família, seu marido e seu pequeno filho. Era lutadora profissional, sob o nome de Little Pocahontas e lutava ao lado de Big Cindi. Bing Cindi é a recepcionista da agência e é extremamente excêntrica.

Foi muito interessante conhecer melhor o passado de Myron e acompanhar o revelamento de tantas mentiras, que acabaram, literalmente, destruindo tantas vidas. Um romance policial de qualidade, que promete agradar até mesmo os leitores que não gostam muito do gênero. Ansiando para ler mais histórias do Harlan, apenas de possuir um estilo bem delineado, assim como Dan Brown, estou gostando de suas histórias.

Sobre Bru Fernández

Formada em Letras, trabalha como Revisora e Tradutora em uma agência publicitária e preenche suas horas vagas assistindo a seriados, filmes e partidas de futebol, vôlei, basquete e ice hockey, além de ouvir música, ir a shows e, claro, ler. Não curte chick-lits e prefere os thrillers, policiais, YA e fantasia. Nunca sai de casa sem guarda-chuva e um livro na bolsa, afinal nunca se sabe quando irá chover ou surgir uma fila/trânsito em São Paulo.

8 comentários

  1. Só li um livro dele, mas mesmo assim achei a escrita muito boa e a história tem ritmo muito bom. Ótimo autor, vale a pena. beijo

  2. Caracas, nunca li nada do Harlan Coben e nem saberia por onde começar, já que são tantos títulos lançados.
    Mas fiquei muito insteressada neste livro, pq eu adorei a resenha. Assim que tiver oportunidade vou lê-lo.

    Bjoks!!!

  3. Anderson Felix

    Já li esse livro, é mesmo muito bom. Incrível!
    E sua resenha ficou maravilhosa.

  4. Adorei este livro , estou lendo agora quando ela se foi , virei fanatica pelos livros do Harlan Coben, simplesmente maravilhoso, vale a pena ler.

  5. Os livros dele são muitos bons, ainda mais a serie do Myron Bolitar. Estou viciado lendo 1 por semana

  6. Alta tensão é o ultimo livro da serie Myron Bolitar não o segundo foi lançado em 2011.
    Sou viciada em ler os livros de Harlan Coben já li oito livros dele e me preparando para mais dois cilada e o preço da vitória.

  7. Nossa, achei Incrível. Até o momento li os 2 primeiros, agora comprei os demais para terminar a Série. Mas achei que precisava só do começo da história dele pq ele tem umas lembranças e conta nos livros, acho q podia falar mais sobre o tal Filho que ele tem. Não sei se é pq não li os demais ainda. Mas Amei as Primeiras Séries dele, ficava ansiosa para saber o fim delas, como foram resolvidas. Mas mesmo não lendo os outros estou Amando e espero que não pare por ai. Fora a Amizade dele com o Win que é incrível a União dos dois !

  8. Nunca li nenhum livro desse autor, porém, achei esse livro (Alta Tensão) com um preço bom em uma loja e acabei comprando. Mas agora eu fiquei com uma dúvida: Preciso ler o livro anterior a esse antes de ler alta tensão? E se for preciso, qual livro que vem antes desse?
    Aguardo ansiosamente a resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*