quarta-feira, 18/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Notícias » Resenha: “Predestinados”, de Josephine Angelini

Resenha: “Predestinados”, de Josephine Angelini

Livro: Predestinados
Série: Predestinados
Autor (a): Josephine Angelini
Páginas: 320
Editora: Intrínseca
Resenha por: Bruna
Comprar: Saraiva E-book Cultura Folha

Helen Hamilton passou a vida inteira tentando disfarçar o fato de que é uma garota diferente, mas agora, aos dezesseis anos, isso está cada vez mais difícil. Não apenas por causa de sua força sobre-humana ou porque às vezes, sem motivo aparente, pessoas estranhas simplesmente a atacam, mas também porque ela teme que seu juízo esteja seriamente comprometido. Pesadelos recorrentes com uma estranha viagem pelo deserto e a visão de três mulheres derramando lágrimas de sangue a tem atormentado noite e dia. Ao mesmo tempo, um impulso inexplicável, incontrolável, passa a dominar seus pensamentos: Helen quer matar Lucas, um dos rapazes da glamorosa e misteriosa família Delos. À medida que descobre mais sobre sua verdadeira origem, ela percebe que a relação dos dois está submetida não só à sua vontade, mas a forças e tradições ancestrais.

Quando me deparei com esse livro fiquei louca para lê-lo. Só de ver a palavra “deuses” na capa – muito bonita, por sinal – o livro me conquistou, quando eu soube que sua temática era mitologia grega então, nem se fala! Predestinados é inspirado na Ilíada, de Homero (um poema épica grego que narra os acontecimentos ocorridos no período de pouco mais de 50 dias durante o décimo e último ano da Guerra de Troia). A autora conseguiu com esse livro uma feliz e gostosa combinação de mitologia grega e romance.

Nesse primeiro livro da série acompanhamos a vida de Helen, uma adolescente que mora com seu pai (Jerry) em uma isolada ilha, desde que ambos foram abandonados pela mãe dela que não deixou nada de recordações, nem uma mísera foto, apenas um colar com um belo pingente que Helen jamais tira do pescoço. Helen é descrita como alta e bonita, e passou a sua vida toda tentando fugir dos refletores: a personagem faz de tudo que pode para evitar chamar atenção para si, e claro, ela falha miseravelmente. Porém ela insiste em viver uma vida pacata, mesmo sentindo ser diferente dos outros, com sua melhor amiga Claire. Mas tudo isso muda quando a família Delos chega à ilha.

Como todo local com poucos moradores, em que todos se conhecem, a chegada dos Delos à ilha causa uma enorme comoção e de repente eles são o tópico de todas as conversas, ainda mais com a quantidade de garotos lindos na família: Lucas, Jason e Hector. Quando Helen cruza com Lucas Delos na escola, ela sente uma ira incontrolável e tudo que ela deseja é acabar com ele, e, juntando isso aos loucos sonhos que aparentam ser reais, ela começa a questionar sua sanidade. Por menos que confie nos membros da família Delos, é neles que Helen terá que se apoiar para entender mais sobre a sua história e sobre quem ela realmente é.

Fazia um bom tempo (acredito que desde o último livro da saga Harry Potter) que eu não pegava um livro no qual sentia uma enorme simpatia por todos os personagens no núcleo principal (sem contar os vilões, ok?) e torcia por cada um deles. Sim, todos eles, até mesmo Claire, melhor amiga de Helen que não tem nada a ver com todo o lance de mitologia e é uma simples mortal, me conquistou. O conceito de família é muito bem trabalhado e eu fiquei simplesmente encantada na forma como a autora delineou muito bem a personalidade de cada um. Apesar da quantidade de personagens, em momento nenhum tive a sensação da história estar populosa demais e com gente sobrando. Cada um tem o seu papel a cumprir.

“Havia infinitas formas de ela admirar essa pessoa e, por isso, havia infinitas formas de se apaixonar por ele repetidas vezes.” – página 285

Por contar a história da Ilíada nos tempos atuais, a gente meio que sabe, ou pelo menos imagina, os rumos que a série deve tomar, mas mesmo assim vale a pena a leitura. Apesar de toda a empolgação, não achei que fosse gostar tanto assim do livro como eu gostei. A história é muito bem contada, Josephine é uma autora de mão cheia e não exagera em nenhum elemento: temos romance, ação, amizade, humor, angústia, mitologia… tudo muito bem balanceado, sem deixar o livro pesado ou meloso demais.

Sobre Bru Fernández

Formada em Letras, trabalha como Revisora e Tradutora em uma agência publicitária e preenche suas horas vagas assistindo a seriados, filmes e partidas de futebol, vôlei, basquete e ice hockey, além de ouvir música, ir a shows e, claro, ler. Não curte chick-lits e prefere os thrillers, policiais, YA e fantasia. Nunca sai de casa sem guarda-chuva e um livro na bolsa, afinal nunca se sabe quando irá chover ou surgir uma fila/trânsito em São Paulo.

12 comentários

  1. Nossa, somos duas, me interessei logo pelo nome e a palavra “deuses” kkkk parece ser maravilhoso, entrou pra lista…

  2. seu resumo foi otimo o livro entrou na minha lista para ser comprado que por cinal e bem longa: doida para ler

  3. “cinal” !! não acredito que você escreveu isso erika…

  4. Eu adorei o livro! To doida pela continuação, tem previsão?

  5. Eu li mais pelo ‘desde de Jogos Vorazes não desejo tanto que um livro tenha uma sequência’.
    Mas tbm adorei o livro.

  6. Não gostei o livro simplesmente acaba sem explicar nada fica tudo muito subtendido. Como uma autora escreve uma livro nesse contexto e simplesmente para ? Fiquei decepcionada de mais.

  7. Oi Larissa,
    Vc sabe que é uma série né?
    A autora deve explicar as duvidas do primeiro volume no volume seguinte.

    Abs

  8. Eu li o livro sem me dar conta que é, na verdade, uma série… me deu muita raiva, porque eu queria a continuação e ainda não saiu.. rsrs.. mas o livro é excelente!! Super recomendo!

  9. Eu simplesmente amei esse livro, amo tudo que fale da mitologia grega, é perfeito, alem do fato dela querer matar ele graças a presença das fúrias, mas no fundo eles estão completamente apaixonados, e Lucas não consegue ficar longe dela e ele é simplesmente muito fofo… Nus esse livro devia virar filme! :) Recomendo!

  10. Mais do que ansiosa pela continuação!

  11. Alguém sabe quando será lançado o próximo livro no Brasil?

  12. Bruna Fernández

    Infelizmente a Intrínseca ainda não tem maiores informações sobre o lançamento da continuação Vanessa. Assim que soubermos vamos postar aqui! :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*