segunda-feira, 23/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “Caminhos de sangue”, de Moira Young

Resenha: “Caminhos de sangue”, de Moira Young

Caminhos de sangueLivro: Caminhos de sangue (#01)
Série: Dustlands
Autor: Moira Young
Editora: Intrínseca
Páginas: 349
Tradução: Fábio Fernandes
Resenha por: Cine
Comprar: Saraiva Submarino Cultura Americanas Amazon

Saba passou a vida inteira na Lagoa da Prata, uma imensidão de terra desértica assolada por constantes tempestades de areia. O lugar não a incomoda, contanto que o irmão gêmeo, Lugh, esteja por perto. Quando, porém, uma gigantesca tempestade chega trazendo quatro cavaleiros de mantos negros em seu rastro, a vida que Saba conhece chega ao fim: Lugh é raptado e ela tem que embarcar em uma perigosa jornada para resgatá-lo. Repentinamente jogada na realidade selvagem e sem lei do mundo além da Lagoa da Prata, Saba não consegue pensar no que fazer sem Lugh para guiá-la. Por isso, talvez a maior surpresa seja o que descobre sobre si mesma: é uma lutadora incansável, uma sobrevivente feroz e uma oponente perspicaz. Com a ajuda de um audacioso e atraente fugitivo e de uma gangue de garotas revolucionárias, Saba se torna a protagonista de um confronto que vai mudar o destino de sua civilização. Com ritmo arrasador, ação constante e uma história de amor épica, Caminhos de Sangue é uma aventura grandiosa ambientada em um mundo futurista e violento.

Caminhos de sangue é o primeiro volume da série Dustlands e desde que foi lançado lá fora só recebeu críticas positivas e até comparações com a trilogia Jogos Vorazes. Foi exatamente por essas comparações e até algumas críticas falando que Caminhos de Sangue era bem melhor que Jogos Vorazes, que eu fiquei muito ansiosa com o lançamento do livro por aqui.

O primeiro volume de Dustlands conta a história de Saba, uma garota de 18 anos que tem em seu irmão gêmeo e melhor amigo, a razão para viver. Pouco tempo após o aniversário dos dois, homens estranhos vestidos de preto aparecem no lugar onde eles moram com seu pai e irmã mais nova e sequestram Lugh, o que faz Saba ficar totalmente sem chão. Teimosa e decidida ela promete que o irá encontrar e parte em uma jornada dentro de um mundo desconhecido.

É nessa jornada que todo o livro é focado, mas se você pensa que por algumas páginas a história pode ficar entediante, ai que você se engana. Caminhos de sangue é um livro que do começo ao fim temos muita ação e um acontecimento atrás do outro. A narrativa é toda pela perspectiva de Saba, e o que muitas pessoas reclamaram do livro é que, para representar o jeito que eles falam na história, muitos erros gramaticais são cometidos, mas eu não achei de forma alguma isso complicado ou que dificultasse minha leitura. O que realmente incomodou no início foi o fato dos diálogos não serem separados por absolutamente nada. Mas de certo modo isso foi um ponto positivo para o livro, porque tornou a minha experiência bastante única.

Saba é uma personagem incrível, forte e decidida. A única coisa que realmente me incomodou nela durante a história foi a obsessão além do normal que ela tem com Lugh e como ela despreza a irmã menor no começo da história. No mais, ela é provavelmente uma das personagens femininas mais bem construída que eu já li e é aqui nesse ponto que eu faço uma comparação com a personagem principal de Jogos Vorazes. Entre Katniss e Saba, a última é realmente alguém mais forte e decidida, mesmo não conhecendo absolutamente nada do mundo. Todos os personagens que aparecem em Caminhos de sangue foram muito bem desenvolvidos de acordo com sua importância na história, e com certeza algumas partes do livro foram bem difíceis de ler quando eu já sabia que algo ruim estava prestes a acontecer com algum personagem que gostava.

As descrições feitas por Saba são bastante consistentes e é fácil de imaginar esse mundo distópico em que eles vivem. As cenas de ação e batalha são muito bem construídas e detalhadas, mas não as achei tão fortes como, por exemplo, as cenas de Jogos Vorazes.

Preciso dar destaque também para a forma como a história de amor do livro foi tratada. Em momento algum a autora desviou o foco da busca de Saba por seu irmão, para sua descoberta do que era o amor. Tudo ficou em segundo plano e teve foco somente nas horas certas.

Caminhos de sangue foi um dos melhores livros que li em 2012 e com certeza recomendo ele para absolutamente todas as pessoas que gostam de uma história empolgante, com um ritmo constante e muita ação.


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Cine

Jornalista e professora de inglês, vivendo o sonho de morar em Nova York e ainda tentando descobrir se seria possivel viver dentro de uma da Barnes and Nobles. Viciada em cultura, passa os dias tentando decidir que livros ler enquanto tenta se encontrar na vida.

2 comentários

  1. Parabéns pela resenha, muito boa, tenho esse livro baixado, mas agora quero comprá-lo, pois sua resenha me mostrou como é bom esse livro, obrigada!
    abraços e boas leituras!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*