16 de janeiro de 2013
Postado por: Cine @ Arquivado em: Resenhas de Série

Caminhos de sangueLivro: Caminhos de sangue (#01)
Série: Dustlands
Autor: Moira Young
Editora: Intrínseca
Páginas: 349
Tradução: Fábio Fernandes
Resenha por: Cine
Comprar: Saraiva Submarino Cultura Americanas Amazon

Saba passou a vida inteira na Lagoa da Prata, uma imensidão de terra desértica assolada por constantes tempestades de areia. O lugar não a incomoda, contanto que o irmão gêmeo, Lugh, esteja por perto. Quando, porém, uma gigantesca tempestade chega trazendo quatro cavaleiros de mantos negros em seu rastro, a vida que Saba conhece chega ao fim: Lugh é raptado e ela tem que embarcar em uma perigosa jornada para resgatá-lo. Repentinamente jogada na realidade selvagem e sem lei do mundo além da Lagoa da Prata, Saba não consegue pensar no que fazer sem Lugh para guiá-la. Por isso, talvez a maior surpresa seja o que descobre sobre si mesma: é uma lutadora incansável, uma sobrevivente feroz e uma oponente perspicaz. Com a ajuda de um audacioso e atraente fugitivo e de uma gangue de garotas revolucionárias, Saba se torna a protagonista de um confronto que vai mudar o destino de sua civilização. Com ritmo arrasador, ação constante e uma história de amor épica, Caminhos de Sangue é uma aventura grandiosa ambientada em um mundo futurista e violento.

Caminhos de sangue é o primeiro volume da série Dustlands e desde que foi lançado lá fora só recebeu críticas positivas e até comparações com a trilogia Jogos Vorazes. Foi exatamente por essas comparações e até algumas críticas falando que Caminhos de Sangue era bem melhor que Jogos Vorazes, que eu fiquei muito ansiosa com o lançamento do livro por aqui.

O primeiro volume de Dustlands conta a história de Saba, uma garota de 18 anos que tem em seu irmão gêmeo e melhor amigo, a razão para viver. Pouco tempo após o aniversário dos dois, homens estranhos vestidos de preto aparecem no lugar onde eles moram com seu pai e irmã mais nova e sequestram Lugh, o que faz Saba ficar totalmente sem chão. Teimosa e decidida ela promete que o irá encontrar e parte em uma jornada dentro de um mundo desconhecido.

É nessa jornada que todo o livro é focado, mas se você pensa que por algumas páginas a história pode ficar entediante, ai que você se engana. Caminhos de sangue é um livro que do começo ao fim temos muita ação e um acontecimento atrás do outro. A narrativa é toda pela perspectiva de Saba, e o que muitas pessoas reclamaram do livro é que, para representar o jeito que eles falam na história, muitos erros gramaticais são cometidos, mas eu não achei de forma alguma isso complicado ou que dificultasse minha leitura. O que realmente incomodou no início foi o fato dos diálogos não serem separados por absolutamente nada. Mas de certo modo isso foi um ponto positivo para o livro, porque tornou a minha experiência bastante única.

Saba é uma personagem incrível, forte e decidida. A única coisa que realmente me incomodou nela durante a história foi a obsessão além do normal que ela tem com Lugh e como ela despreza a irmã menor no começo da história. No mais, ela é provavelmente uma das personagens femininas mais bem construída que eu já li e é aqui nesse ponto que eu faço uma comparação com a personagem principal de Jogos Vorazes. Entre Katniss e Saba, a última é realmente alguém mais forte e decidida, mesmo não conhecendo absolutamente nada do mundo. Todos os personagens que aparecem em Caminhos de sangue foram muito bem desenvolvidos de acordo com sua importância na história, e com certeza algumas partes do livro foram bem difíceis de ler quando eu já sabia que algo ruim estava prestes a acontecer com algum personagem que gostava.

As descrições feitas por Saba são bastante consistentes e é fácil de imaginar esse mundo distópico em que eles vivem. As cenas de ação e batalha são muito bem construídas e detalhadas, mas não as achei tão fortes como, por exemplo, as cenas de Jogos Vorazes.

Preciso dar destaque também para a forma como a história de amor do livro foi tratada. Em momento algum a autora desviou o foco da busca de Saba por seu irmão, para sua descoberta do que era o amor. Tudo ficou em segundo plano e teve foco somente nas horas certas.

Caminhos de sangue foi um dos melhores livros que li em 2012 e com certeza recomendo ele para absolutamente todas as pessoas que gostam de uma história empolgante, com um ritmo constante e muita ação.


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.




2 comentários



19-1-2013 - 12:07:44

RT @LivrosEmSerie: Resenha: “Caminhos de sangue”, de Moira Young: http://t.co/b4akoUs2


12-11-2013 - 09:17:44

Parabéns pela resenha, muito boa, tenho esse livro baixado, mas agora quero comprá-lo, pois sua resenha me mostrou como é bom esse livro, obrigada!
abraços e boas leituras!!!


Deixe um comentário

Os campos marcados com * são obrigatórios.





Comentário *