segunda-feira, 18/12/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “Círculos de chuva”, de Raphael Draccon

Resenha: “Círculos de chuva”, de Raphael Draccon

Livro: Círculos de chuva
Série: Dragões de Éter
Autor (a): Raphael Draccon
Páginas: 536
Editora: LeYa
Resenha por: Kinina e Bruna
Comprar: Saraiva Cultura E-book

Nova Ether é um mundo protegido por poderosos avatares em forma de fadas-amazonas. Um dia, porém, cansadas das falhas dos seres racionais, algumas delas se voltam contra as antigas raças. E assim nasce a Era Antiga. Hoje, Arzallum, o Maior dos Reinos, tem um novo Rei e vive a esperada Era Nova. Coisas estranhas, entretanto, nunca param de acontecer…

Atenção! Essa resenha pode ter spoilers se você ainda não leu os livros anteriores: Caçadores de bruxas e Corações de Neve.

O primeiro livro é incrível, o segundo é ótimo e o terceiro não pode ser considerado menos que fantástico. Cativante, emocionante e envolvente são os primeiros adjetivos que vem à mente quando pensamos nesse livro.

Tudo começa quando um garoto sobe em uma árvore que não poderia ser escalada, que liga a terra ao céu, onde fica a terra dos gigantes. Esse simples fato quebra um tratado feito há muito tempo e o menino Jack é feito de refém, fazendo com que o novo Rei Anísio tenha que tomar uma complicada decisão logo no começo de seu reinado: ir ou não à guerra, que tantas vezes já havia sido discutida e era, até mesmo, esperada. Durante essa inevitável guerra, Anísio mostra que é Rei não somente por direito, mas também merecimento. O crescimento desse personagem ao longo da saga é visível.

Já o irmão do rei, o príncipe Axel, está em busca de seu destino: ele deixou Maria Hanson para seguir uma nova história em busca de sua esposa prometida. Mas não temam: apesar de Maria não estar mais com Axel, sua vida amorosa continua (muito!) interessante. Dois novos jovens tentam conquistar o coração da plebeia, e os escolhidos são, nada mais,nada menos do que Don Juan e Casanova, dois famosos conquistadores da nossa cultura pop. Apesar de torcer muito pelo casal Maria e Axel, gostamos de ver que a história de Maria também seguiu adiante, sem ela se tornar aquela personagem chata e estagnada ao ser deixada pelo seu amado (tipo a Bella em Lua Nova).

Após a perda do pai, João Hanson se torna o representante da família, e como escudeiro real, faz sua passagem de menino para homem, colocando em prova sua fé, sua lealdade e sua honra. O que sempre o fortalece é seu relacionamento com a pequena bruxa Ariane Narin, sua noiva prometida. A dinâmica desse casal é uma das mais bonitas e interessantes na série. Apesar de Ariane ser uma adolescente típica, tagarela e teimosa, o crescimento de seu personagem – e de seus poderes – também é notável.

O mercenário Snail e sua parceira Liriel também estão presentes nesse volume em sua história paralela. Apesar de não estarem entre nossos personagens favoritos, são os personagens que têm as histórias mais surpreendentes. Talvez por não serem tão honrosos e nem trocarem de lado e de lealdade a todo instante. Essa inconstância e falta de certeza de qual será o próximo passo deles, faz com que as passagens deles sejam sempre carregadas de surpresas.

Além dos personagens já conhecidos dos outros livros, temos uma grande gama de novos personagens, histórias e referências de contos nesse volume da história: Simbad, Gulliver, João (o do pé de feijão), Don Juan, a bruxa Morgana, Peter Pan e Wendy, e até mesmo os queridos capitães da areia de Jorge Amado, aparecem ao longo do livro. Ler essa obra do Draccon já se tornou uma caça de referências, que aparecem a todo momento e são das mais variadas. Isso agrega um enorme valor ao livro, deixando-o ainda mais fantástico ao citar personagens já tão conhecidos e queridos por todos nós.

Assim como seus antecessores, Círculos de chuva é um livro muito carregado de emoções. A história faz você refletir a todo o momento com as atitudes dos personagens e algumas frases de impacto. Algumas delas, inclusive, são repetidas várias vezes ao longo da leitura, reafirmando a temática central desse volume.

“- Como pode um conto de fadas terminar mal, professor? […] – Nenhum conto de fadas termina mal, senhorita Hanson. Se atualmente não está bem, é porque ainda não chegou ao fim.” (página 26)

“É preciso seguir em frente. A dor é inevitável. O sofrimento é opcional.” (página 27)

“Todos possuímos algo que escondemos. Todos gostaríamos de ser outra pessoa de vez em quando. Todos guardamos o melhor e o pior do mundo dentro de nós.” (página 35)

“- Ela me ensinou que existem apenas quatro perguntas na vida: O que é realmente sagrado?, Do que é feito o espírito?, Pelo que vale a pena viver? Pelo que vale a pena morrer?
– A resposta de todas elas é a mesma: só amor. Apenas amor.” (página 101)

O final parece resumido. No penúltimo capítulo é contado o início de uma nova história, uma bruxa que mantém uma moça refém em uma torre, que possui longos cabelos, foi a brecha para a continuação da série. O quarto volume já foi anunciado e levará o título de Estandartes de névoa. Ainda não há uma data de lançamento oficial, mas nós, e acreditamos que todos os leitores da série, estamos esperando por esse livro – e muitos outros da série – ansiosamente!

Sobre Kinina

Formada em Hotelaria e Análise de sistema, mas trabalha com Atendimento em uma agência publicitária. Passo o tempo lendo, assistindo seriados, ouvindo música e tendo ideias malucas. Vai que um dia alguma dá certo e ela fica rica e famosa…

3 comentários

  1. A série, de forma geral, é muito boa. Teve uma coisa ou outra que não gostei muito, mas nada que me fizesse desgostar da história como um todo. E que venha o quarto!

  2. Amei a série…confesso que comprei só porque estava em promoção mas agora estou apaixonada por Raphael Dracoon…ele partiu meu coração ao separar Axel e Maria mas aqui estou eu atrás de mais…vê se pode

  3. Esse autor é um filha da mãe de bom escritor,li a serie toda em mais ou menos quinze dias.E estou no aguardo do quarto livro,que venha Rapunzel,o novo Merlin,e tantos outros personagens que tenho certeza ele ira recriar de uma maneira fantástica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*