terça-feira, 24/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “Abandono”, de Meg Cabot

Resenha: “Abandono”, de Meg Cabot

Livro: Abandono
Série: Abandono, Trilogia
Autora: Meg Cabot
Páginas: 304
Editora: Galera Record
Resenha por: Nina
Comprar: Saraiva Submarino Fnac Cultura Travessa

Pierce tem dezessete anos de idade e sabe o que acontece quando morremos. É assim que ela conheceu John Hayden, o misterioso estranho que fez ela voltar a vida normal — ao menos a vida que Pierce conhecia antes do acidente — quase inacreditável. Embora ela pense que escapou dele — começando em uma nova escola em um novo lugar — confirma-se que ela estava errada. Ele a encontra. O que John quer dela? Pierce acha que sabe… também acha que ele não é um anjo da guarda, e seu mundo sombrio não é exatamente o céu. Mas ela não consegue ficar longe dele, especialmente porque ele está sempre lá quando ela menos espera, exatamente quando ela mais precisa. Mas se ela deixa cair qualquer coisa, ela pode se ver no lugar que ela mais teme. E quando Pierce descobre uma verdade chocante, sabe de onde John a salvou: o submundo.

Quando você lê o resumo da história, não consegue imaginar exatamente do que ela trata, porque a ideia que esse pequeno trecho passa não é nem próxima de tudo o que o livro reserva.

Se você tem costume de ler os livros da Meg, esse nãoé nenhuma surpresa: é a mesma história da menina meio problemática que gosta do cara bonitão e com alguma excentricidade. Pierce Oliviera não é muito diferente de Mia Thermopolis ou Suzannah Simon. Nem mesmo de Meena Harper, apesar da diferença de idade. Assim como todas as outras personagens citadas, Pierce tem problemas em se ajustar no meio em que vive. O que a difere das outras é que Pierce já morreu. E voltou à vida, trazendo consigo as marcas de um encontro sobrenatural.

Quando morreu, Pierce conheceu John Hayden, e não sabe porque, mesmo tendo voltado à vida, ele não para de assombrá-la. Ela não entende o que John quer dela, e não sabe o que esperar quando ele aparece, dotado de toda sua truculência. Sua única certeza é que sua aparição significa problemas. Ela acha que se mudar de Connecticut para a Isla Huessos, na Flórida, vai afastá-lo, mas não é isso o que acontece. Enquanto tenta levar uma vida “normal”, Pierce tenta descobrir o que John é, o que ele quer, e porque ele sempre vem acompanhando grandes problemas.

Apesar da escrita da Meg Cabot estar ótima, como sempre, suas personagens estão ficando bem manjadas, tanto que não dá para diferenciar muito uma da outra, quanto a seu esteriótipo, pois Meg parece curtir muito as heroínas que sejam da minoria, pouco populares e marginalizadas pelas líderes de torcidas e outros tipos de garotas ricas.

Eu adoro a Meg, adoro tudo o que ela escreve. E o plot dessa série é super interessante, e pra quem for ler o livro, acho legal dar uma pesquisada antes na mitologia e se familiarizar com o mito de Perséfone, porque aí a história vai fazer mais sentido, e os poucos detalhes dados pela autora durante o enredo vão ser suficientes para que vejam o quão interessante é o assunto que norteia a série.

Em outras palavras: ainda que estejam cansados da Tia Meg, ainda que Pierce seja apenas uma cópia das outras personagens, AINDA que o estilo da Tia Meg não mude e fique um pouco cansativo depois da página 200, deem uma chance para abandono, porque o final é o que compensa mais!

Se você gostou do livro e tem interesse em comprá-lo, indicamos o CuponNation. Lá você pode adquirir cupons com desconto em várias livrarias, como Fnac, Saraiva e Livraria da Folha, e, quem sabe, ainda descolar um frete grátis!

Sobre Nina Lima

Poderia ser qualquer outra coisa, mas resolveu ser turismóloga e apaixonada pela Inglaterra e pelo McFLY. Leu a trilogia Jogos Vorazes em três dias e amou; considera Harry Potter a melhor série do mundo, adora a escrita da Meg Cabot e topa qualquer YA Book.

6 comentários

  1. É bem o que vc disse: ainda que a Meg continue fazendo os mesmos personagens de sempre e que seu estilo não mude, sempre dá uma vontadinha de ler, rs… esse é mais um pra minha (já bem alta) pilha de livros pra ler.

  2. Quando vi que tinha postado uma resenha deste livro, não resisti e tive que comentar. Eu gostei muito desse livro, indico e daria nota máxima, pois achei incrivel, mas sou suspeito, adoro o jeitinho especial de Meg Cabot!! Gostei principalmente, porque ela recontou o mito da PerséfonexHades, que eu já amava!!!

  3. Ahh,Meg e suas histórias viciantes…mas ela não tem só personagens que são impopulares.Uma prova disso é a personagem do livro “pegando Fogo” que é popular :)

  4. Giovanna Mariotti

    Estou louca para ler esse livro, nunca li nada dessa autora… mas confesso que desanimei um pouco agora, mas não custa dar uma chance,né?

  5. Eu não li… eu devorei!!! Apesar que a Record podia ter um pouco mais de cuidado na edição do livro: achei uns errinhos bem chatos… A Meg deixou vários ganchos pros próximos livros, e estou louca pra ler as continuações… vcs sabem quando vai sair Submundo?

  6. Gente!! é perfeito esse livrooo… super ansiosa pela continuação!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*