sexta-feira, 15/12/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas Fora de Série » Resenha: “Os últimos dias de Krypton”, de Kevin J. Anderson

Resenha: “Os últimos dias de Krypton”, de Kevin J. Anderson

Livro: Os últimos dias de Kripton
Autora: Kevin J. Anderson
Páginas: 464
Editora: Casa da Palavra
Resenha por: Guilherme Ferreira
Comprar: Saraiva Fnac Cultura E-book

Antes do Apocalipse – que fez o bebê conhecido mais tarde como Clark Kent ser enviado à Terra – Krypton prosperava. Na cidade de Kandor, o cientista Jor-El e a historiadora Lara casaram-se e tiveram Kal-El, o único que sobreviveria ao fim do mundo. Tudo era harmonia e perfeição numa civilização com baixíssimo índice criminal, quando um alienígena invade o planeta e provoca uma tragédia irremediável para os kryptonianos. É a grande chance do diabólico General Zod tomar o poder e implantar uma ditadura que usará da invenção tecnológica de Jor-El para subjugar a todos. E em meio a tudo isso, uma tragédia fatal se aproximava – um destino catastrófico profetizado por Jor-El que mudaria a história kryptoniana para sempre…

“Para o alto e avante!”

Você conhece o Super-Homem. Não importa se leu ou não os gibis, ou se assistiu ou não aos filmes. Com certeza já ouviu falar de Kal-El, o último sobrevivente do Planeta Krypton, que aqui na Terra foi criado pelos fazendeiros Kent e recebeu o nome de Clark. O Super-Homem é um símbolo universal, assim como sua ascensão a maior herói de todos os tempos. Mas o que pouca gente sabe é a história que antecede o nascimento de Kal-El – os acontecimentos que levaram seu pai, Jor-El, a mandá-lo para o nosso mundo, nos dias finais de seu planeta natal.

São esses os acontecimentos narrados em Os últimos dias de Krypton, uma obra imperdível para os fãs do super-herói mais conhecido do mundo.

No livro, somos apresentados à incrível Krypton, em uma ficção-científica de primeira qualidade. Kevin J. Anderson nos deleita com uma história fluída, viciante e impecável. Você não vai querer largar o livro, enquanto entra cada vez mais numa trama excelentemente arquitetada, cheia de ação, romance, reviravoltas e política. Isso sem mencionar o modo como o autor dá vida ao Planeta Krypton: ele é vigoroso e maravilhoso, repleto de tecnologia, paisagens exuberantes e lugares dos quais só ouvimos falar nos quadrinhos. Os personagens são obras-primas à parte: cada um deles é desenvolvido de uma maneira natural, sem pressa. Você vai amar a esposa de Jor-El, Lara. Assim como vai se apegar ao irmão dele, Zor-El e à cunhada, Lana.

Mas os grandes destaques do livro são Jor-El e Zod. Esqueça Clark Kent, esqueça Lex Luthor. Jor-El e Zod são os grandes protagonistas, o verdadeiro herói e vilão do universo do Super-Homem. Jor-El é o tipo de personagem que simplesmente encanta você, página após página. E Zod é fascinante: ele não é um vilão diabólico, cheio de maldade – ele sequer chega a ser mal. Zod é o antagonista que sobre o qual você lê e pensa “esse cara não está tão errado assim, eu talvez agisse da mesma maneira no lugar dele”. Genial.

Os últimos dias de Krypton é obrigatório, mesmo para quem não é fã do Super-Homem. O autor nos dá a oportunidade perfeita e definitiva de nos apaixonarmos pelo delicado e cuidadosamente pensado universo do Super-Homem, enquanto constrói um mundo impecável, cheio de personagens marcantes, com grandes heróis e vilões sensacionais, enquanto o leitor é tomado pela sensação de que Krypton realmente existiu. Uma experiência rara.

Sobre Guilherme

Nasceu no Condado de Roseira e foi se perder na cidade grande de São Paulo, onde cursa o terceiro ano de Publicidade e Propaganda na Faculdade de Comunicação Cásper Líbero. Viciado em séries, música e livros, prefere passar uma noite de sábado lendo “Sob a Redoma” do que sair para balada. Escreveu um livro que – se tudo sair como deve – será publicado ainda esse ano, talvez em agosto. Vai que dá certo e ele vira um escritor famoso, né.

Um comentário

  1. Cara gostei da resenha mas o nome da cunhada é Alura. ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*