quarta-feira, 29/11/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “Implacavéis”, de Sara Shepard

Resenha: “Implacavéis”, de Sara Shepard

Livro: Implacáveis (#10)
Série: Pretty Little Liars
Autora: Sara Shepard (@sarabooks)
Páginas: 352
Editora: Rocco
Tradução: Fal Azevedo
Resenha por: Juliana Santos
Comprar: Saraiva Submarino Cultura Americanas Saraiva E-book

O clima de suspense está de volta em Implacáveis, décimo livro da série de sucesso Pretty Little Liars. As jovens continuam guardando segredos terríveis e se comportando muito mal, para deleite da misteriosa “A”, que faz questão de mostrar às meninas que nada lhe escapa. Com a consciência cada vez mais pesada, as quatro jovens estão prestes a aprender sobre carma e sentir na pele a máxima “Você recebe o que merece”. Afinal, nada permanece escondido por muito tempo em Rosewood.

ATENÇÃO! Esse livro não é o primeiro da série e a resenha pode conter spoilers! Confira nossas resenhas anteriores dessa série, clicando na capa desejada:

O livro segue o padrão dos anteriores: Começa com um flashback. Só que desta vez estamos vivenciando algo que não aconteceu a tanto tempo assim como nos livros passados. Estamos no “ultimo verão”, pouco depois do incidente com Tabitha trama do 9º livro da série (Traiçoeiras). É neste momento em que descobrimos os problemas no quais Spencer se envolveu devido a uso de drogas. Numa situação de desespero diante a polícia da Pensilvânia, com a ajuda de Hanna, Spencer não hesitou e nem teve medo de colocar a culpa da sua ligação com Easy A (anfetamina) em sua colega de quarto, Kelsey. Mas, será que ela poderia prever as consequências do seu ato precipitado?

Voltando ao presente, Aria está confusa com seus próprios sentimentos. Depois que seu namoro acabou, o Rosewood Day inteiro parece saber que Noel terminou com a estranha da Aria para ficar com a loira e perfeita Klaudia. Toda decepção e raiva acumulada acabam reacendendo lembranças de um romance inacabado com alguém que está de volta à Rosewood: Ezra Fitz!

Assim como Aria, Emily está com embaraços. No instante que descobre que o incidente de Jamaica matou Tabitha Clark e não Alison Dilaurentis, Em tem ainda mais a impressão que a Verdadeira Ali está viva e isto não é uma coisa tão boa assim. Mas tudo parece melhorar quando ela conhece uma jovem bonita e intrigante, de uma forma só a Sua Li era: Kay. Será que Emily finalmente encontrou alguém para tirar Alison de seu coração? E quem é esta garota que surgiu tão inesperadamente?

“(…) Porque, de repente, aquilo parecia uma precaução que só a Antiga Emily medrosa tomaria. E esta noite ela deixara a Antiga Emily para trás.” – p. 74

Agora  que  está  ajudando  com  a  campanha  política  de  seu  pai,  e  que confessou  o  roubo  feito  devido  ameaças  de  Patrick, tudo parece bem para Hanna Marin. Entretanto isso muda quando ela conhece Liam, um garoto que parece perfeito, exceto por um problema: ele é filho de um dos concorrentes de seu pai. E parece que alguém sabe disso e este alguém está pronto para revelar a todo mundo, este alguém é “A”!

“A” está por dentro de tudo que acontece na vida das liars. Cada detalhe de cada segredo “indescobrível” está prestes a ser revelado. Assim, além de suas tragédias pessoais, as Pretty Little Lias terão que ir atrás da identidade de “A”. Quem será esta pessoa com tanta sede de vingança, tanto ódio, tanta maldade? O que foi feito para chegar neste ponto? Em Implacáveis Emily, Spender, Aria e Hanna estão cada vez mais sufocadas com seus segredos, e isto poderá levar uma delas a beira da morte!

Posso descrever o livro como prolongado e de certa forma repetitivo. A impressão que fica é que a “Caça à A” nunca acaba! Mas, diferentemente do que está acontecendo atualmente na série (4ª  temporada), esta extensão da história, este toque de “não  acaba  aqui”, é muito bom! As garotas estão amadurecendo, mudando, deixando no passado suas inseguranças. Elas adquirem ousadia em suas atitudes. or causa desta ousadia seus erros se tornam maiores, resultando em consequências maiores, e o fato de “A” saber de tudo é o que torna a história assustadora: Como alguém pode saber tanta coisa assim? Cada capítulo nos traz mais um mistérios à ser descoberto, mais uma pergunta a ser respondida, e isto faz com que Implacáveis – na minha opinião – seja o melhor livro da Pretty Little Liars até agora.


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Resenhista Convidado

2 comentários

  1. Ah, eu nunca li PLL e nunca tive vontade. Comecei a ler a série e fiquei bleeeh. Não é um livro que compraria :(

  2. Eu desejo com a minha alma essa série de livros, acompanho a série da TV e pretendo comprar os livros para ler depois que a série acabar, assim terei com o que matar a saudade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*