quarta-feira, 11/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “Trono de vidro”, de Sarah J. Mass

Resenha: “Trono de vidro”, de Sarah J. Mass

Trono de VidroLivro: Trono de Vidro
Série: Trono de Vidro
Autor (a): Sarah J. Maas
Páginas: 388
Editora: Galera Record
Resenha por: Cine
Comprar: Saraiva Submarino Cultura Fnac Americanas Travessa

Depois de cumprir um ano de trabalhos forçados nas minas de sal de Endovier por seus crimes, Celaena Sardothien, 18 anos, é arrastada diante do príncipe. Príncipe Dorian lhe oferece a liberdade sob uma condição: ela deve atuar como seu campeão em um concurso para encontrar o novo assassino real. Seus adversários são ladrões e assassinos, guerreiros de todo o império, cada um patrocinado por um membro do conselho do rei. Se ela vencer seus adversários em uma série de etapas eliminatórias servirá no reino durante três anos e em seguida terá sua liberdade concedida.
Celaena acha suas sessões de treinamento com o capitão da guarda Westfall desafiadoras e exaustivas. Mas ela está entediada com a vida da corte. As coisas ficam um pouco mais interessantes quando o príncipe começa a mostrar interesse por ela… Mas é o rude capitão Westfall que parece entendê-la melhor.

Então um dos outros concorrentes aparece morto rapidamente seguido por outros… Pode Celaena descobrir quem é o assassino antes que ela se torne a nova vítima? A medida que a investigação da jovem assassina se desenrola a busca por respostas a leva descobrir um destino maior do que ela jamais poderia ter imaginado.

Trono de Vidro é um daqueles livros épicos que eu fui ler meio cegamente, apenas sabendo que algumas pessoas que curtem essas fantasias épicas amaram, e me surpreendi.

Celaena é a assassina mais famosa do reino de Ardalan, e depois de finalmente ser presa é destinada a passar o resto de sua vida na prisão, que na verdade é uma mina onde ela precisa trabalhar o tempo inteiro, o príncipe de Ardalan vai a visitar e a oferece uma chance de ter sua liberdade de volta. O que ela precisa fazer? Deve entrar em uma competição de vida ou morte, onde somente o vencedor sobreviverá e será o grande “Campeão” do Rei – que ela odeia -, assim trabalhando para ele por 4 anos e depois, finalmente, poderia ser livre. Os problemas começam quando os cometidores são misteriosamente assassinados, e agora Celeana precisa descobrir o que está acontecendo antes que ela seja a próxima vítima.

A verdade é, eu achei a história um pouco previsível, já meio que sacando quem era o vilão, mas isso não tirou a diversão do livro para mim. A narrativa que Mass criou é tão boa, os personagens são tão bem construídos, que as quase 400 páginas passaram rapidamente.

Eu sou apaixonada por livros que mostram personagens femininos fortes, que não são cheios de draminha, e vai ver por isso que eu adorei Celaena. Ela é uma personagem bem diferente do que estamos acostumados a ler nessas fantasias épicas. Ao mesmo tempo que temos uma assassina, que não tem medo de falar o que pensa, também vemos uma mulher que é preocupada com a sua aparência e físico e que se abala por amores como qualquer outra mulher, o que realmente é muito difícil de ver em heroínas.

Uma das coisas que eu não curti muito no livro, além de algumas falas meio bregas, foi a tentativa de triangulo amoroso que acontece. Digo, algumas vezes eu achei um pouco forçado o relacionamento de Celaena com Dorian, e algumas cenas que deveriam ser meio “awn” foram só entediantes. Já a relação da assassina com Chaol foi algo muito mais desenvoldido e realista, e adorei todas as cenas de ambos. Em resumo, eu achei que o romance tomou algumas proporcões que eu não gostaria na estória. Eu estava mais interessada no que a sinopse do livro me prometia, do que num romance, e muitas vezes eu sabia que, toda vez que um dos personagens masculinos aparecesse, era mais um mimimi de romance.

Em geral, para alguém que não é muito fã de livros épicos e fantasia, eu curti o mundo criado por Mass, apesar de achar algumas coisas meio desnecessárias, e mesmo sendo uma estória previsível, vale o tempo que gastei lendo e eu recomendaria para quem realmente é fã dessas histórias de fantasia épica, com um pouco de mistério, uma heroína diferente, e romances.


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Cine

Jornalista e professora de inglês, vivendo o sonho de morar em Nova York e ainda tentando descobrir se seria possivel viver dentro de uma da Barnes and Nobles. Viciada em cultura, passa os dias tentando decidir que livros ler enquanto tenta se encontrar na vida.

7 comentários

  1. Estou terminando de ler e gostei da história. Também não curti esse triângulo amoroso (amo o Chaol). E que venha a continuação.

  2. Jéssica Soares

    Eu adorei esse livro, a história me prendeu, a leitura foi tão leve que quando percebi já estava no final e claro, amei a arte da capa, achei o livro particularmente muito bonito. Fato: adoraria uma continuação.

  3. Bruna Fernández

    Vai ter continuação Jess! É uma série ;)

  4. Eu devorei O Trono de Vidro em dois dias (entre o tempo de faculdade e trabalho e outras tarefas). Eu concordo com você: 400 páginas passaram sem que eu nem me desse conta. Fiquei encantada com a personalidade que a Celaena tem, e eu estou dooooooooida pra que lancem logo a continuação! Aliás, lá fora já foram lançados A Crown of Midnight e Heir of Fire, além de um livro de contos sobre o que aconteceu antes da Celaena ser capturada! ♥ Estou realmente ansiosa, hahaha.

    E eu acho que ela combina muito mais com o Chaol do que com o Dorian; achei o Príncipe de Adarlan muito “fraco” se comparado com o Capitão. :)

  5. Oi, estava procurando mesmo uma resenha boa sobre esse livro e a sua é a melhor. Concordo com vc na parte do romance com Dorian e adoro o Chaol mas prefiro eles (Cealena e Chaol) amigos. Achei também que o livro me lembra muito A Seleção da Kiera,lembra em quase tudo na verdade (competição,Rei malvado,príncipe herdeiro que se apaixona pela candidata,um guarda…) e como li A Seleção primeiro fiquei com essa impressão.

  6. Tenho tanta vontade de ler esse livro, e cada vez que leio uma resenha maravilhosa como essa, a vontade aumenta.
    Adorei. Bjos

  7. Eu amei sua resenha! Meu pai vai comprar trono de vidro e rainha vermelha pra mim ^.^

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*