segunda-feira, 23/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “Glória Mortal”, de J. D. Robb

Resenha: “Glória Mortal”, de J. D. Robb

Livro: Glória Mortal
Série: Mortal
Autor: J. D. Robb
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 363
Resenha por: Kinina
Comprar: Saraiva Submarino

A primeira vítima foi encontrada caída na calçada, na chuva. A segunda foi morta no próprio prédio onde morava. A tenente Eve Dallas, da Polícia de Nova York, não teve dificuldades para encontrar uma ligação entre os dois crimes. As duas vítimas eram mulheres lindas e muito bem-sucedidas, mas que mantinham relações que poderiam provocar suas mortes. Suas vidas glamourosas e seus casos amorosos eram assunto na cidade, assim como suas relações íntimas com homens poderosos e riquíssimos.

ATENÇÃO! Esse livro não é o primeiro da série e a resenha pode conter spoilers! Confira nossas resenhas anteriores dessa série, clicando na capa desejada:

Duas mulheres poderosas são encontradas mortas da mesma maneira, garganta cortada. A primeira é a bem sucedida promotora Cecily Tower, amiga pessoal do comandante da polícia Whitney; a segunda é a atriz e apresentadora Yvone Metcalf. Eve está com mais os crimes para resolver e descobrir se há ligação entre eles. Será que temos mais um assassino em série? Mais uma vez ela conta não só com sua equipe policial, mas também com a repórter Nadine Furst e com Roarke.

C. J. Morse, ambicioso repórter de uma importante emissora está atrás de Eve querendo informações e uma entrevista exclusiva. Eve não gosta do repórter e dá os privilégios a Nadine, repórter da mesma e emissora, mas que Eve tem mais empatia e até uma certa cumplicidade. Morse, no início, parece apenas ser um repórter pentelho em busca de qualquer notícia que possa se destacar, mas aos poucos ele mostra não ter escrúpulos e ser capaz de passar por cima de tudo e todos para garantir uma matéria fresca e exclusiva.

Apesar do romance não ser a história principal do livro ou da série, é a linha que mais gosto. Novamente ele é indicado como suspeito no caso de Eve, e é curioso ver a forma como ela lida com essa situação. Neste momento, você vai ver uma Eve um pouco mais maleável em relação a seus sentimentos por Roarke e isso faz com que o relacionamento dos dois possa evoluir.

Nesse livro, você vai ter o primeira contato com a policial Peabody; ela ajuda Eve na solução do caso e será extremamente fundamental nos próximos livros. Nas próximas histórias a conheceremos um pouco mais.

Por várias vezes desconfiei quem era o assassino, mas acho que a autora dá poucos brechas para você descobrir até que Eve descubra realmente quem ele é. Durante a história os personagens vão aparecendo e você é capaz de desconfiar de qualquer um deles.

A capa do livro é bem simples. Ele tem apenas o título e um guarda-chuva, o guarda-chuva que some no assassinato da promotora. E tem história desse guarda-chuva a história toda. Pequeno detalhe que faz toda a diferença.

A história te prende do começo ao fim, é envolvente, inteligente e instigante.

Tem gente que fala que os livros podem ser lidos em ordem aleatória, pois cada livro conta a história de um assassinato. Não leiam fora da ordem cronológica, não aconselho. Você vai perder a emoção das histórias e segredos dos personagens.

Sobre Kinina

Formada em Hotelaria e Análise de sistema, mas trabalha com Atendimento em uma agência publicitária. Passo o tempo lendo, assistindo seriados, ouvindo música e tendo ideias malucas. Vai que um dia alguma dá certo e ela fica rica e famosa...