segunda-feira, 29/05/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha “O incidente de Caliban Cove”, de S. D. Perry

Resenha “O incidente de Caliban Cove”, de S. D. Perry


Livro: O incidente de Caliban Cove
Série: Resident Evil
Autor: S. D. Perry
Editora: Benvirá
Páginas: 210
Resenha por: Kinina
Comprar: Comprar: Saraiva Submarino Cultura

Os membros sobreviventes do S.T.A.R.S. acreditavam que a conspiração terminaria após o incidente na mansão Spencer. O esquadrão reuniu evidências para alertar o mundo sobre as terríveis armas biológicas criadas pela corporação Umbrella, mas tudo foi em vão: a empresa farmacêutica saiu impune e os S.T.A.R.S. foram considerados criminosos foragidos. A história agora é protagonizada pela novata Rebecca Chambers, o único membro da equipe Bravo a sobreviver aos terrores da mansão. A médica passa a fazer parte de um novo esquadrão dos S.T.A.R.S. quando ouve de um misterioso informante rumores sobre uma nova instalação da Umbrella em Caliban Cove, no estado do Maine. Rebecca deverá reunir provas suficientes para finalmente incriminar a Umbrella, mas irá se deparar, mais uma vez, com um perigo inimaginável.

ATENÇÃO! Esse livro não é o primeiro da série e a resenha pode conter spoilers! Confira nossas resenhas anteriores dessa série, clicando na capa desejada:

Depois do que aconteceu na mansão Spencer, os integrantes da equipe do S.T.A.R.S. que sobreviveu começar a contactar outras pessoas e começam a desconfiar que até outros membros do próprio S.T.A.R.S. podem ter sido subornados e estarem envolvidos com a infestação do vírus T.

Entre os contatos, Barry consegue o apoio de David, membro do S.T.A.R.S. de Exeter, no Maine. David desconfia que uma experiência não autorizada está acontecendo por lá e chama Rebecca, que é cientista, para tentar descobrir o que está acontecendo por lá, identificar o vírus e poder estudá-lo.

Rebecca respirou fundo e anunciou sua decisão:
– Estou dentro. – disse. – Quando a gente vai? – Pág. 38

Para um momento em que não se sabe em quem se pode confiar acho que Barry e Rebecca aceitaram muito fácil a proposta de David. Mas tudo pelo bem da história.

Rebecca viaja com Barry e com uma equipe que não conhece para o Maine. Eles não tem ideia do que podem encontrar por lá. Mais zumbis, criaturas com mutações do vírus T, contaminação, quem são os malucos, além da Umbrella, que estão por trás disso. Além disso, mais uma vez recebem uma “dica” de Trent, um cara que manda dicas e que ninguém sabe quem é, o que está querendo e por que está querendo ajudar.

Não concordo com a sinopse do livro dizendo que a protagonista dessa história é Rebecca. Lógico que ela tem sua extrema importância e é a única sobrevivente da mansão Spencer que participa da missão deste livro, mas acho que David é quem merece o título de protagonista, afinal, tudo gira em torno dele e de suas decisões.

A história é uma boa sequencia do que já lemos no primeiro livro, mas a melhor parte é quando acaba e você lê o epílogo quando vamos ter uma ideia de quem pode ser o Trent.


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Kinina

Formada em Hotelaria e Análise de sistema, mas trabalha com Atendimento em uma agência publicitária. Passo o tempo lendo, assistindo seriados, ouvindo música e tendo ideias malucas. Vai que um dia alguma dá certo e ela fica rica e famosa...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*