sexta-feira, 20/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “Eternidade Mortal”, de J. D. Robb

Resenha: “Eternidade Mortal”, de J. D. Robb

Livro: Eternidade Mortal
Série: Mortal
Autora: J. D. Robb
Páginas: 392
Editora: Bertrand Brasil
Resenha por: Kinina
Comprar: Submarino Cultura Fnac Folha Americanas Travessa Amazon

Pandora é uma das top models mais importantes e desejadas do planeta: tem beleza, fama, dinheiro, poder, prestígio, amantes e contatos. Mas tudo isso deixou de fazer sentido, pois ela está morta. A modelo foi brutalmente assassinada com um bastão de prata, arma abandonada no local do crime. Seu rosto, de uma perfeição impressionante, desapareceu completamente ao ser esmagado e mutilado pela força de uma série de golpes ferozes e cruéis. Ninguém sabe quem foi o autor do crime, mas todas as suspeitas pairam sobre Mavis — a melhor amiga de Eve. A tenente não poupará esforços para inocentá-la e encontrar os verdadeiros culpados.

ATENÇÃO! Esse livro não é o primeiro da série e a resenha pode conter spoilers! Confira nossas resenhas anteriores dessa série, clicando na capa desejada:

A tenente Eve Dallas assume dois novos casos: o morte de um traficante que também era informante da polícia e de uma modelo super famosa do qual Mavis, a melhor amiga de Eve é suspeita do assassinato. Para ajudá-la, Eve chama novamente a policial Peabody. Eve confia na policial, é astuta, inteligente e comprometida.

Esses dois casos tem algo em comum, existe uma nova droga com uma substância não identificada e as duas vítimas as tinham de alguma forma.

Em meio aos assassinatos, Eve vai se casar com Roarke. A tenente está tendo que lidar com seus sentimentos em relação ao milionário, amor e paixão são coisas que ela nunca tinha sentido. Para piorar a situação, as lembranças da infância de Eve estão cada vez mais claras, e ela finalmente se lembra de como aconteceu a morte de seu pai. Eve nunca esteve tão confusa e perturbada.

Não é só Eve que tem dificuldades com sentimentos e seu passado. Nessa história você conhecerá um pouco mais do passado de Roarke, sua infância na Irlanda e sua relação com o mordomo que Eve tanto odeia. Além disso, vemos um lado mais frágil milionário, seu lado animal e inseguro é exposto ao sentir ciúmes a as inseguranças da futura esposa.

A parte policial da história é sempre a mais importante nos livros e interessantes, mas o fio condutor da história que a vida pessoal de Eve é a minha favorita. A vida pessoal e a profissional dela estão sempre entrelaçadas. A novidade dessa vez é que pelo menos Roarke não é suspeito, e sim sua amiga.

Apesar da história sempre apresentar esses dois lado, senti um pouco de falta de mais detalhes sobre o casamento. As investigações acontecem durante os preparativos da festa, mas quando esta finalmente acontece não há grandes descrições e detalhes. Quem sabe no próximo livro, para fazer ligações com as histórias, poderemos ter mais detalhes.

A história é super bem escrita e as conexões são sempre inesperadas. Apesar de termos um pouco mais de partes picantes e românticas dessa vez, não deixa de ser uma incrível narrativa para quem gosta do gênero policial.


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Kinina

Formada em Hotelaria e Análise de sistema, mas trabalha com Atendimento em uma agência publicitária. Passo o tempo lendo, assistindo seriados, ouvindo música e tendo ideias malucas. Vai que um dia alguma dá certo e ela fica rica e famosa...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*