domingo, 23/07/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “A cidade dos mortos”, de S. D. Perry

Resenha: “A cidade dos mortos”, de S. D. Perry


Livro: A Cidade dos Mortos
Série: Resident Evil
Autor: S. D. Perry
Editora: Benvirá
Páginas: 303
Resenha por: Kinina
Comprar: Saraiva Cultura

Inspirado em uma das mais aclamadas edições do game, “Resident Evil – A Cidade Dos Mortos” narra a trajetória de Leon S. Kennedy e Claire Redfield em Raccoon City. Os dois são alguns dos poucos sobreviventes que unem forças para escapar de criaturas terríveis produzidas sob influencia da corporação Umbrella, que domina a cidade até os mais altos escalões de poder. Esta obra de S. D. Perry leva o leitor diretamente para o centro de uma cidade em colapso, dominada por zumbis e outros perigos inimagináveis.

ATENÇÃO! Esse livro não é o primeiro da série e a resenha pode conter spoilers! Confira nossas resenhas anteriores dessa série, clicando na capa desejada:

#01 - A Conspiração Umbrella #02 - O Incidente de Caliban Cove

Leon Kennedy é um jovem policial e é chamado para Raccoon City que está precisando de reforços. Claire Redfield vai para a cidade em busca do irmão David Redfield, membro sobrevivente do S.T.A.R.S. de Raccoon. Ada Wong está vai para lá para descobrir informações sobre o vírus G, tipo uma mutação ou evolução do então já conhecido vírus T. Sherry Birkin, uma meninas de 12 anos, está escondida na delegacia de polícia a pedido de seus pais cientistas Annette e William Birkin.

Raccoon City foi dominada pelos zumbis. Os novos personagens se cruzam pela cidade e, além de tentarem cumprir seus objetivos, eles precisam tentar sobreviver. Não há apenas zumbis pela cidade, há relatos de novas criaturas, monstros e até animais que foram modificados. Um novo vírus foi criado, o vírus G, pois parece que o vírus T até agora não foi o suficiente ¬¬

Neste terceiro livro você não encontra com a equipe do S.T.A.R.S., que até agora esteve presente. Claire, Leon, Ada e Sherry estão apenas presos numa situação de calamidade em Raccoon e tentam se manter vivos com a premissa de que estão sozinhos, precisam de armas e para matar TEM QUE MIRAR NA CABEÇA! Coisa que eles parecem nunca lembrar.

É um livro que eu indico só para quem realmente gosta de zumbis e acompanha Resident Evil nos filmes e/ou nos jogos. Achei a história rasa, apenas uma trama leve para a velha história matar o que aparecer pela frente e tentar não morrer. Tive a impressão que é só uma história intermediária e que o próximo livro não precisa muito das informações deste aqui.


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Kinina

Formada em Hotelaria e Análise de sistema, mas trabalha com Atendimento em uma agência publicitária. Passo o tempo lendo, assistindo seriados, ouvindo música e tendo ideias malucas. Vai que um dia alguma dá certo e ela fica rica e famosa...

Um comentário

  1. Nossa, eu jogava esses jogos e a-m-a-v-a, depois assisti alguns dos filmes e também gostei, mas não sabia que havia livros também! Achei super legal, talvez eu leia!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*