terça-feira, 24/01/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “Adivinhe quem sou”, de Megan Maxwell

Resenha: “Adivinhe quem sou”, de Megan Maxwell

Livro: Adivinhe quem sou
Série: Adivinhe quem sou
Autor: Megan Maxwell
Páginas: 392
Editora: Essência
Tradução: Sandra Martha Dolinsky
Resenha por: Nina
Comprar: Saraiva Submarino Folha Travessa Amazon

Como toda jovem, Yanira é inquieta e quer mais da vida do que trabalhar no comércio da família. Por isso, ao deixar sua vida tranquila, ao lado de seus pais e irmãos, na paradisíaca ilha de Tenerife, a cantora e neta de roqueira quer traçar um novo destino para si, mais apimentado e recheado de aventuras. Incentivada por sua impetuosa amiga Coral, ela se muda para Barcelona e se emprega num cruzeiro de férias como garçonete. Sobre as águas do Mar Mediterrâneo, Yanira vai acumular experiências de vida e conhecer pessoas do mundo todo, como o porto-riquenho Dylan, um atraente empregado da manutenção do navio, que a excita só com o olhar. Apesar da forte química que existe entre eles, Dylan não parece ser muito afeito ao que Yanira tem a oferecer, o que a incita ainda mais. Não deixe de ler esta inspiradora e picante comédia romântica, da best-seller Megan Maxwell – autora da trilogia Peça-me o que quiser.

Adivinhe Quem Sou a tendência de romances eróticos que ficou em evidência após o sucesso de Cinquenta Tons de Cinza: uma jovem que se encanta com o bonitão misterioso e eles vivem uma relação conflituosa, com direito a muitos desentedimentos resolvidos na cama. É, mas com certas diferenças…

Vamos começar com as personagens. Primeiro, Yanira. Uma jovem espanhola, cujo pai é holandês – daí ela morar numa ilha da Espanha e ser loira de olhos claros, tem 26 anos, trabalhava numa creche e até o momento não tinha tido a coragem de seguir seu sonho de cantar. Ok, aos 26 anos ela não está velha para ir atrás de seu sonho, mas o que a autora passa é que ela é uma garota muito decidida, ao me dizer que nessa idade, além de querer cantar, ela só trabalhou numa creche, me faz pensar que ela ‘perdeu’ muito tempo fazendo nada para não ter corrido atrás dos seus sonhos e isso vai contra a parte determinada de seu caráter. Outra característica que causou pouca empatia com a personagem é que apesar de se dizer bem resolvida e experiente sexualmente, ela é um pouco preconceituosa e ingênua. E também, desde o início do livro fica claro que Yanira tem preferência por homens mais velhos – e ainda assim, é pouco madura e diversas vezes muito infantil para a sua idade. É muito contraditória.

Quanto à família dela, achei completamente atípica. Todos os seus irmãos são mais velhos – e nenhum tem um trabalho ou carreira. Ok, todos ajudam na loja da família, mas nenhum tem família, ou planos de ter uma, todos ainda moram em casa. E assim como Yanira, tem problemas em conciliar a maturidade com a idade. Caso seus irmãos fossem todos mais novos que ela, a coisa toda faria mais sentido. Sinto que faltou um pouco de experiência da autora ao construir esses personagens. Tenho uma ressalva ainda mais importante em relação a Argen, o irmão mais velho. Ele tem 37 anos e um problema de timidez (é apaixonado por uma mulher e simplesmente não consegue se aproximar). Até aí, tudo ok. Mas o que me deixou mais confusa é que ele é diabético e é tratado como se tivesse câncer terminal. Em algumas situações, Yanira diz que ele vive bem, apesar de sua doença – e quem conhece um pouquinho da doença, sabe que a pessoa pode levar uma vida completamente normal, desde que controle a glicemia. Não precisa ser nenhum especialista.

Pulando para Dylan, o mocinho da história. Ele é o bonitão misterioso, que faz a nossa heroína que não acredita mais em amor se apaixonar perdidamente. Embora seja um homem no auge dos seus 37 anos, parece bastante mal resolvido e complicado, o que em termos gerais, está ok. Mas, mais uma vez, peca no termo maturidade.

Condensando tudo, é uma história picante, com personagens adultos que agem como adolescentes.

Pulando para o enredo, eu achei a história MUITO desconexa. O início não tem absolutamente nada a ver com o meio, e menos ainda com o final. E é exatamente isso que me desapontou no livro, porque se a autora tivesse seguido a proposta com a qual começou, teria feito uma total diferença. Explicando melhor, o que tira a história do lugar-comum dos outros romances eróticos que eu já li é justamente a narração inicial, de como Yanira descobre que não é tão bem resolvida assim com a sua sexualidade. E depois de alguns capítulos, a autora simplesmente abandona a ideia de descoberta da personagem principal e coloca um romance clichê no lugar. Nada contra a parte romântica, mas a proposta inicial é bem mais interessante do que o se segue.

De modo geral, não gostei muito do estilo da autora. Achei um pouco amador, bem mais que o estilo da E.L.James. Me senti lendo uma fanfiction, especialmente porque ela incorpora letras de música embalando as cenas. Mas essa característica, contudo, facilita a leitura. No decorrer dos capítulos, encontrei uns errinhos de tradução – mas nada que comprometa a leitura. Achei bem fofo que a autora mandou uma dedicatória pra gente.

Finalizando, o último capítulo é o mais confuso de todos. Acontece muita coisa, depois vira tudo ao contrário e mistura com um final quase trágico – que dá a deixa pro próximo volume. Eu só espero que, em algum momento da(s) continuação(ções), a autora volte a abordar o assunto que me fez achar que o livro era bem interessante. Promete apimentar mais ainda a história.


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Nina Lima

Poderia ser qualquer outra coisa, mas resolveu ser turismóloga e apaixonada pela Inglaterra e pelo McFLY. Leu a trilogia Jogos Vorazes em três dias e amou; considera Harry Potter a melhor série do mundo, adora a escrita da Meg Cabot e topa qualquer YA Book.

15 comentários

  1. gostaria de saber de o livro adivinhe quem sou ja tem o volume 2º
    amei o livro mas nao sei se tem o segundo terminei hoje dia 24/01/2015 de ler e ja estou começando o peça me o que quiser

  2. acabei de ler o livro…axeeei suuuper picante…e tenho a msm duvida q a leitora de cima…cade o segundo volume??????

    yanira morre???
    Dylan existe?…pq se sim I NEED TO KNOW ….kkkk

    aguarda alguma resposta…

    05/03/ 15

  3. o segundo tem o nome: adivinha quem sou esta noite!!!
    Espero ter ajudado

  4. ola acabei de ler o segundo livro eu adorei.
    gostaria de saber se vc sabe de alguns outros livro dessa autora ou de outra nesse mesmo estilo,da megan eu li peca me oq quiser e vai sonhando

  5. Onde eu encontro o segundo livro, não achei na saraiva

  6. O segundo livro eu comprei no site dos supermercados extra.
    Outro título da autora é o Surpreenda-me

  7. Alessandra Cunha

    Meninas essa autora tem sim outro livro erotico romancito, na verdade uma trilogia, chadama PEÇA-ME O QUE QUISER.
    Eu li e ainda li o Surpreenda-me, que é a historia do amigo dos protagonista da trilogia e que participa MUITO das cenas picante do casal…Leiam, eu recomendo

  8. MARYLIN CRISTINA

    EU ADOREI A FORMA COMO A AUTORA CONDUZ O ROMANCE,MAS O QUE MAIS ME CHAMOU ATENÇÃO FOI A TRIOLOGIA PEÇA O QUE ME QUISER.SÓ FALTA DELA O ADVINHE QUEM EU SOU QUE ESTOU PARA COMPRAR ESSE MÊS.

  9. Wagner nascimento

    Ótimo livro,gostei muito!

  10. Juliana Afonso

    Megan Maxwell é sem dúvida uma das melhores escritoras…Li completamente todos os livros dela e a cada livro que leio,quero ler mais… “Peça-me o que quiser” .. “Peça-me o que quiser agora e sempre” .. “Peça-me o que quiser ou deixe-me” … “Surpreenda-me” … “Vai Sonhando” .. e por último li a linda história de Kate e Sam em “Os Príncipes encantados também viram sapo” .. Por Favor .. LEIAM! Vocês irão se apaixonar perdidamente por cada um deles.. São livros mágicos e encantadores.

  11. Ja li todos dav trilogia Peça-me o que Quiser, Advinha quem eu sou e Supreneda-me… Amei!, voi buscar o Vai sonhando hoje mesmo na livraria.
    Advinha quem eu sou tem na LIvraria da Travessa.

  12. Barbara Goncalves

    Adorei a triologia peca me oq quiser li mais de cinco vezes cada um surpreenda me tmb e otimo e hj descobri mais alguns da mesma autora.

  13. Eu ainda choro com todos esses romances .. livros …historias, Judith e Eric.. Dylan e Yamira

  14. Concordo em gênero, número e grau! Li Surpreenda-me da Megan e achei incrível, melhor que a história do casal principal, daí li esse e detestei. Pensei que ela focaria no swing, que é a proposta dos livros e nada… Fora umas linhas soltas que fiquei meio “E isso?” “Como, pq?” Espero não me decepcionar com outros livros dela.

  15. cíntia tatiane da silva bernardes

    A primeira serie que li da autora foi PEÇA ME O QUE QUISER, é maravilhosaaaaaaaa. Espero que esta serie seja tão maravilhosa quanto a outra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*