sábado, 25/03/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “As 13 maldições”, de Michelle Harrison

Resenha: “As 13 maldições”, de Michelle Harrison

Livro: As 13 maldições (#02)
Série: Os 13 tesouros
Autor: Michelle Harrison
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 434
Tradução: Carolina Selvatici
Resenha por: Kinina
Comprar: Saraiva Submarino Cultura Amazon + ofertas

Tanya sempre foi uma garota diferente. Desde pequena ela consegue enxergar fadas. Não as que o leitor poderia imaginar, mas seres maus, que tentam lançar-lhe feitiços. São essas criaturas que sequestram o irmão da amiga de Tanya, Red, a qual jura trazê-lo de volta. Contudo, por estar presa em um reino mágico, ela aceita um acordo: seu irmão será devolvido, mas apenas se ela encontrar os berloques do bracelete da amiga, que foram espalhados pelo mundo humano.

ATENÇÃO! Esse livro não é o primeiro da série e a resenha pode conter spoilers! Confira nossas resenhas anteriores dessa série, clicando na capa desejada:

#01 - Os 13 tesouros

Tanya está de volta ao solar para passar férias com sua avó Florence. Florence dá à neta um antigo bracelete de berloques e a menina descobre que os enfeites representam os 13 tesouros da corte das fadas.

Red ainda está em busca do irmão no mundo das fadas e agora, sem querer, junto a Warwick, eles conseguem entrar. No mundo das fadas, Red é levada até a corte e ela recebe uma proposta: para chegar até o irmão, a menina deve encontrar os berloques da pulseira de Tanya escondidos no mundo dos humanos. Com ajuda de Tanya e Fabian, filho do caseiro do solar, eles partem em uma grande aventura em busca dos itens.

Na “visita” de Red ao mundo das fadas, nós passamos a conhecer um pouco mais de como é esse território mágico. De maneira levíssima é descrita a política das cortes que governam e como o governo de cada corte tem influencia no mundo humano também.

É um livro muito gostoso de ler. A narrativa é interessante, de leitura fácil, mas é riquíssimo em detalhes que nos encantam e nada é previsível. É um livro com muito mais vida do que o primeiro.

O interessante dessa história é a mudança de protagonista. No primeiro livro tínhamos Tanya à frente e agora temos tudo acontecendo em volta de Red. Foi uma mudança que me agradou bastante, já que acho Red, sua história e seu desenvolvimento, muito mais instigantes. O final é incrível e cheio de reviravoltas inesperadas.

Gosto muito das capas dessa trilogia. A capa do primeiro livro tinha os detalhes da história desenhados e em cor vermelha. Dessa vez temos a mesma linha mas com a azul, a favorita até agora!


Aviso Legal: Esse livro foi adquirido pela própria resenhista.

Sobre Kinina

Formada em Hotelaria e Análise de sistema, mas trabalha com Atendimento em uma agência publicitária. Passo o tempo lendo, assistindo seriados, ouvindo música e tendo ideias malucas. Vai que um dia alguma dá certo e ela fica rica e famosa...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*