sexta-feira, 13/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “Luva vermelha”, de Holly Black

Resenha: “Luva vermelha”, de Holly Black

Livro: Luva Vermelha (#02)
Série: Mestres da Maldição
Autora: Holly Black
Editora: Rocco
Páginas: 368
Resenha por: Bruna Fernández
Comprar: Saraiva Cultura Fnac Folha Travessa Amazon

Cassel Sharpe nasceu em um clã de golpistas de primeiro time. O que os difere de outros vigaristas, no entanto, é que eles são capazes de operar maldições apenas com o toque dos dedos. Na continuação de Gata Branca, primeiro volume da bem-sucedida série Mestres da Maldição, o jovem Cassel já sabe que ele é um mestre da maldição muito poderoso. Recrutado pelos federais para ajudar a desvendar o assassinato de seu irmão mais velho, Cassel se vê entre a lei e a máfia, que sabe o quão valioso ele pode ser. Mas a quem ele deve recorrer se não pode confiar em ninguém – menos ainda em si mesmo?

ATENÇÃO! Esse livro não é o primeiro da série e a resenha pode conter spoilers! Confira nossas resenhas anteriores dessa série, clicando na capa desejada:

“A magia nos dá muitas escolhas. (…) A maioria delas é ruim.” – p. 87

Uma das coisas que eu mais gosto nessa série da Holly Black é o fato de ela conseguir escrever uma história com um quê de paranormalidade sem fazer uso dos personagens que já estão batidos: anjos, vampiros, bruxas e etc. A série Mestres da Maldição também não tem os triângulos amorosos óbvios e dramas adolescentes. Não me entendam mal, isso tudo pode funcionar muito bem em uma história bem escrita… mas é revigorante se deparar com um enredo fora do padrão.

Na sociedade desse mundo criado por Black, todas as pessoas devem usar luvas pois algumas delas são Mestres de Maldição e podem manipular uma pessoa com um simples toque. O personagem principal é Cassel Sharpe, ele faz parte de uma família de mestres (e vigaristas) com relações com a máfia. Existem vários tipos diferentes de mestres e Cassel é um dos mais poderosos e raros que existem.

Segundos livros em trilogias costumam decair em qualidade, funcionando apenas como uma ponte para o desfecho da história no terceiro volume, mas isso não acontece com Luva Vermelha. Nesse volume Cassel precisa lidar com os resultados de suas ações em Gata Branca, principalmente com o assassinato de um dos seus irmãos mais velhos, Phillip. Isso deixa Cassel preso em uma perigosa teia entre o FBI e a máfia enquanto ele tenta descobrir quem matou seu irmão.

“Todo mundo quer sair com dignidade de um problema.” – p. 153

O legal do personagem de Cassel é que ele não é o herói perfeito, pelo contrário. Ele cresceu em uma família de vigaristas que tem uma longa história de cooperação com os chefões da máfia e tem uma mãe nada convencional. Apesar de tudo isso, ele tem plena consciência de seus erros, mas fica fácil ceder à tentação quando se tem poderes para poder contornar uma situação, não é mesmo?! E apesar de viver cheio de problemas ele não é típico adolescente revoltado ou reclamão.

Fiquei a leitura toda tentando imaginar como seria viver em um mundo como esse, ter poderes de alterar algo ou alguém apenas com as pontas dos dedos e onde tirar as luvas é considerado um crime horrendo. Obrigada, Holly Black por criar um universo tão único e com personagens tão verossímeis que não caem dos clichês literários. Com tanto estúdio comprando direitos de livros para adaptação, não entendo como ainda não houve interesse nessa trilogia.


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Bru Fernández

Formada em Letras, trabalha como Revisora e Tradutora em uma agência publicitária e preenche suas horas vagas assistindo a seriados, filmes e partidas de futebol, vôlei, basquete e ice hockey, além de ouvir música, ir a shows e, claro, ler. Não curte chick-lits e prefere os thrillers, policiais, YA e fantasia. Nunca sai de casa sem guarda-chuva e um livro na bolsa, afinal nunca se sabe quando irá chover ou surgir uma fila/trânsito em São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*