quinta-feira, 12/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “A desconstrução de Mara Dyer”, de Michelle Hodkin

Resenha: “A desconstrução de Mara Dyer”, de Michelle Hodkin

Livro: A Desconstrução de Mara Dyer
Série: Mara Dyer
Autora: Michelle Hodkin
Páginas: 378
Editora: Galera Record
Tradução por: Mariana Kohnert
Resenha por: Juh Claro
Comprar: Saraiva Cultura Folha Travessa Amazon

Um grupo de amigos… Uma tábua ouija… Um presságio de morte. Mara Dyer não estava interessada em mensagens do além. Mas para não estragar a diversão da melhor amiga justo em seu aniversário ela decide embarcar na brincadeira. Apenas para receber um recado de sangue. Parecia uma simples piada de mau gosto… até que todos os presentes com exceção de Mara morrem no desabamento de um velho sanatório abandonado. O que o grupo estaria fazendo em um prédio condenado? A resposta parece estar perdida na mente pertubada de Mara. Mas depois de sobreviver à traumática experiência é natural que a menina se proteja com uma amnésia seletiva. Afinal, ela perdeu a melhor amiga, o namorado e a irmã do rapaz. Para ajudá-la a superar o trauma a família decide mudar para uma nova cidade, um novo começo. Todos estão empenhados em esquecer. E Mara só quer lembrar. Ainda mais com as alucinações – ou seriam premonições? – Os corpois e o véu entre realidade, pesadelo e sanidade se esgarçando dia a dia. Ela precisa entender o que houve para ter uma chance de impedir a loucura de tomá-la…

A Desconstrução de Mara Dyer é o primeiro livro da trilogia de Michelle Hodkin e me ganhou nos primeiros capítulos. Foi o último livro que entrou na estante, mas a Babi me obrigou pediu para passá-lo na frente de todos. Glad I did!

Fazia tempo que um livro não me prendia tanto a ponto de eu ir dormir tarde por não querer parar de ler. Apesar de eu ter lido Emmi & Leo em uma sentada no trem, não dá para comparar a intensidade de Mara Dyer com ele (nem a quantidade de páginas, né).

Quem costuma ler as minhas resenhas, sabe que eu sempre dou uma pesquisada antes de escrevê-las. É muito difícil eu ler um livro e já sentar para escrever a resenha dele. E foi durante essas pesquisas que encontrei o que motivou Hodkin a escrever essa trilogia: é uma história baseada em fatos reais. Sim, pode começar a ranger os dentes agora mesmo, porque isso é extremamente insano.

No primeiro capítulo de A Desconstrução de Mara Dyer conhecemos Mara Dyer, Rachel e Claire, três amigas que resolvem brincar com o tabuleiro de ouija – na verdade forçam Mara a jogar, já que ela não gosta desse tipo de coisa. Até que a questão de Rachel sobre como irão morrer é respondida pelas letras “M-A-R-A”…

Seis meses depois, Mara acorda em um hospital sem se lembrar de absolutamente nada – muito menos em como foi parar lá. Até que ela descobre que estava em coma por três dias, após ser a única que sair viva do desabamento de um prédio antigo (o antigo sanatório da cidade). Já adivinhou quem estava com ela, né? Rachel, Claire e Jude, recém-namorado de Mara e irmão de Claire.

Com a perda dos seus amigos e todo o lance do “transtorno do estresse pós-traumático”, a família de Mara decide se mudar para Miami, para tentar uma nova vida. O primeiro dia de aula em uma nova escola não parece tão terrível assim até que ela pisa na sala de aula: Mara já chega desmaiando e quebrando o nariz, após ver Rachel e uma fumaça invadindo a sala de aula. Tudo não passou de imaginação, mas essas visões aparecem diversas vezes e ela não consegue distinguir o real do imaginário – e nem nós, que acompanhamos a história narrada em primeira pessoa.

Sobre os acontecimentos antes do coma de Mara: ela vai se lembrando durante a história, em flashes durante seus sonhos, e exatamente por essa razão não temos como saber se é verdade ou se é somente sonho mesmo. É ao redor disso que a história é contada, além de novos acontecimentos estranhos que envolvem Mara e mortes.

É claro que não podia faltar um tom romântico na história, né? E ele é muito bem abordado com o maravilhoso do Noah, um dos garotos mais bonitos da escola, mas que não tem uma reputação muito boa, já que descarta todas as meninas após conseguir o que quer – ou pelo menos é o que todos falam. Apesar dos avisos de Jamie, o único amigo de Mara da escola – um negro-gay-judeu, para ficar longe de Noah, a atração é inevitável e eles iniciam um relacionamento um tanto quanto conturbado, porém fofo.

Muitas surpresas aparecem ao longo do livro e a curiosidade vai crescendo a cada capítulo que termina. É impossível não querer ler tudo de uma vez para saber o que acontece e como Mara conseguirá descobrir o que acontece com ela e como consertar isso. Preciso dizer que o livro fica ainda melhor quando Mara resolve contar tudo para Noah e o quão maravilhoso ele é ao ajudá-la e também ao compartilhar alguns de seus segredos. Mas é claro que não vou contar esses segredos, Noah os descreve muito melhor do que eu poderia.

Ah, eu também dei muita risada (por que não?) com o irmão de Mara, Joseph. Um garotinho de 10 anos super esperto e que gosta de discutir sobre bolsa de valores. O irmão mais velho deles, Daniel, também é uma graça. Super responsável e tem um carinho enorme pela irmã e faz de tudo para ajudá-la. Apesar de não se dar muito bem com a sua mãe, Mara a adora e vai aprender a lidar com ela aos poucos. Seu pai é advogado e um pouco ausente, mas o carinho que sente pela filha também é palpável.

Eu poderia ficar aqui horas e horas escrevendo essa resenha, relatando capítulo por capítulo, tomando cuidado para não contar spoilers e ainda assim fazer com que você fique com vontade de lê-lo. Mas vou tentar parar por aqui e deixar o resto com você.

Se você está procurando por uma nova trilogia, quer sair das mesmices de distopia e gosta do tema sobrenatural/thriller, aconselho que abra uma nova aba (depois de comentar, é claro!) e compre agora mesmo! Você não vai se arrepender, prometo.

O segundo livro da trilogia, A Evolução de Mara Dyer, já foi lançado no Brasil (e é o meu próximo livro da lista de leitura). O terceiro livro, The Retribution of Mara Dyer (ainda sem tradução), tem previsão de lançamento ainda este ano.


Aviso Legal: Esse livro foi adquirido pela própria resenhista.

Sobre Juh Claro

26 anos, formada em Design Digital, MBA em Gerenciamento de Projetos, trabalha como Analista de Projetos em uma multinacional de BPO (aka Contact Center) de segunda à sexta e divide os seus finais de semana e horas vagas entre leituras, shows, viagens e jogos de futebol, na maioria das vezes acompanhada do noivo.

8 comentários

  1. Camila Camui

    Ahh como eu amo essa série! Foi um dos livros que mais me surpreendeu ano passado, quando aquela maré de livros Yong Adult começou a surgir. Eu achei que até seria mais do mesmo, mas não poderia ter errado tanto nisso.

    Mara é incrível, e o suspense do livro é de arrepiar, não conseguia para de ler.
    E leia mesmo o segundo, correndo, se você acha que o primeiro já foi emocionante, o segundo é de matar.

    =***

  2. Oi Juh, fiquei muito curiosa com essa série. Resenha maravilhosa, parabéns!

    Beijos.

  3. Tainara Matos

    Adorei sua resenha, todos os pontos colocados por você foram praticamente os mesmo que percebi e consegui entender algumas coisas a partir dela. E muito obrigada por falar dos próximos livros (será que tem para baixar?!) estou louca para ler, porque o final né! kk É de arrasar…

    Beijos

  4. Paulo de Andrade

    Olá Juh

    Sua resenha foi tão bem elaborada que fiquei com vontade de “devorar” o livro. Narra detalhes sutilmente mas ao mesmo
    tempo esclarecedoras. Gostaria de te agradecer pela dica e por nos deixar informados sobre livros que valem a pena serem
    lidos.

    Mais uma vez, grande ßeijos

  5. Olá, Paulo! Obrigada pelo comentário e elogios! Espero que tenha a oportunidade de conhecer a trilogia. Finalizei a leitura e o final não foi tão bom quanto o início, mas no geral é uma boa história.
    Se ler, volte aqui pra me contar o que achou!
    Beijos.

  6. É muito boa, né? Você já terminou a leitura? Finalizei há pouco tempo e infelizmente o final não me agradou muito :(
    Em breve a resenha do 3º será postada aqui :)

  7. Oi, Liana!
    Obrigada <3

  8. Obrigada, Tainara!
    Já finalizou a trilogia? Acredito que os outros 2 livros estão disponíveis para baixar em algum site – além dos ebooks, né :)
    Espero que tenha lido e gostado!
    Beijos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*