segunda-feira, 23/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “Com você”, de Laurelin Paige

Resenha: “Com você”, de Laurelin Paige

Livro: Com você (#02)
Série: Fixed
Autor(a): Laurelin Paige
Páginas:
Editora: Fábrica 231
Tradução: Júlio de Andrade
Resenha por: Kinina
Comprar: Saraiva Submarino Cultura Americanas Amazon

Alayna Withers sempre teve o mesmo tipo de relacionamento: o que rapidamente se transformava em problemas. Agora que Husdson Pierce abriu seu coração para ela, Alayna está determinada a fazer de tudo para escapar das velhas armadilhas e que os dois tenham muito mais do que uma paixão momentânea.

Porque ela sabe que é amor. Mas antes Alayna precisa lidar com seus próprios segredos.

Em Com você, o segundo livro da trilogia Fixed, o casal mais quente do momento tem em suas mãos a felicidade que sempre desejou. O grande desafio é ignorar tudo que os cerca.

ATENÇÃO! Esse livro não é o primeiro da série e a resenha pode conter spoilers! Confira nossas resenhas anteriores dessa série, clicando na capa desejada:

Alayna Whiters, barwoman do Sky Launch Nightclub, tem problemas de se apaixonar e perseguir os caras que ela conhece, a moça sofre de obessessão e complusividade. Hudson Pierce, jovem, bonito, milionário e dono do Sky Launch Nightclub não consegue ter sentimentos por nenhuma mulher, mas as manipula para fazer o que ele quiser, um sociopata.

Depois de começarem um relacionamento romântico de aparecências e um relacionamento sexual de verdade e só se darem mal no primeiro livro, Alayna e Hudson decidem, em “Com Você”, assumir um relacionamento de verdade, com sexo e romance de verdade à maneira de cada um: Alayna obsessiva pelo relacionamento e com medo de ser manipulada por Hudson; Hudson por sua vez, controlador e frio, demonstra seus sentimentos apenas através do tesão. A melhor forma que o casal consegue se relacionar é sempre na cama. Entre brigas, discussões, e até as pequenas coisas do cotidiano apenas se resolvem quando os dois estão transando.

Nessa história, a barwoman passa a conhecer Hudson melhor. A primeira decisão dele para isso é levá-la para seu apartamento; tornar verdade todas as mentiras que os dois tiveram que contar para a família Pierce no primeiro livro, quando o relacionamento era apenas contrato. Apesar de Alayna gostar de estar mais próxima de Hudson, a moça passa o livro inteiro questionando seus medos, questionando a forma do milionário lidar com todas as situações e se sente o tempo todo insegura. Hudson tenta, através do sexo, ganhar a confiança de Alayna.

Eu finalmente entendi como a conexão física entre nós era vital. Ela nos aproximava, nos unia, em um nível tão profundo que nossas palavras e ações tornavam-se sem sentido, em comparação. – página 386

Ambos têm um passado comprometido com várias besteiras que aprontaram e más decisões e agora eles têm que lidar com as consequências de suas doenças e das maluquices juntos.

A primeira metade do livro achei a narrativa devagar, sem grandes emoções, nada parece acontecer, além do casal se resolvendo na cama. Não há nada erótico demais, acho que é apenas um pouco mais do mesmo que já tivemos no livro anterior e de outras histórias com a mesma temática. Isso fica tão aparente em certo momento, que a autora, através da personagem chega até a satirizar a situação:

“De repente, senti que tudo estava muito dominante e submissa para meu gosto, como algo que eu havia lido a respeito em um romance meio vulgar, no qual o herói alfa e bilionário brincava com chicotes e correntes.” – página 122

A partir da segunda parte do livro, as coisas começam a esquentar. Não sexualmente falando, mas as situações começam a ficar boa. Todas as mentiras e segredos que Alayna gera no começo deste livro, começam a aparecer para Hudson. A proximidade que foi proibida da moça com a melhor amiga e ex-noiva de Hudson, Célia; o encontro de Alayna com um antigo affair que tem até ordem de restrição para que ela não chegue perto dele e esconder o relacionamento que ela teve com o gerente do Sky Launch antes de ela ter conhecido o dono. Mas tudo isso parece um mar de rosas perto da revelação do segredo de Hudson e Célia, toda a verdade entre o relacionamento na juventude dos dois foi revelada pela família Pierce e, para mim, foi o clímax da história.

O final achei, na verdade, bem fraquinho. Há um pequeno gancho para a continuação da história, mas só temos certeza que vai ter uma continuação pois é uma trilogia, teremos o terceiro livro.

Apesar dos altos e baixos da narrativa, eu gostei do livro. As personalidades psicóticas e as trapalhadas de Alayna e Hudson faz com que você insista em saber o que vai acontecer com o casal.


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Kinina

Formada em Hotelaria e Análise de sistema, mas trabalha com Atendimento em uma agência publicitária. Passo o tempo lendo, assistindo seriados, ouvindo música e tendo ideias malucas. Vai que um dia alguma dá certo e ela fica rica e famosa...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*