sexta-feira, 13/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “Vivian contra o apocalipse”, de Katie Coyle

Resenha: “Vivian contra o apocalipse”, de Katie Coyle

Livro: Vivian Contra o Apocalipse (#01)
Série: Vivian Apple
Autor: Katie Coyle (@krcoyle)
Páginas: 288
Editora: Agir Now
Tradução: Flora Pinheiro
Resenha por: Bru Fernández
Comprar:
Saraiva Submarino Cultura Folha Travessa Americanas Amazon

Vivian Apple tem 17 anos e mal pode esperar pelo fatídico “Arrebatamento” — ou melhor, mal pode esperar para que ele não aconteça. Seus devotos pais foram escravizados pela Igreja faz tempo demais, e ela está ansiosa para que voltem ao normal. O problema é que, quando Vivian chega em casa no dia seguinte ao suposto Arrebatamento, seus pais sumiram e tudo o que restou foram dois buracos no teto…

Vivian está determinada a seguir vivendo normalmente, mas quando começa a suspeitar que seus pais ainda podem estar vivos, ela percebe que precisa descobrir a verdade. Junto com Harp, sua melhor amiga, Peter, um garoto misterioso que tem os olhos mais azuis do mundo e informações sobre o verdadeiro paradeiros dos seguidores da Igreja (ou é o que ele diz), e Edie, uma Crente que foi “deixada para trás”, os quatro embarcam em uma road trip pelos Estados Unidos. Mas, depois de atravessar quilômetros de eventos climáticos bizarros, gangues de Crentes vingativos e um estranho grupo de adolescentes auto-intitulados os “Novos Órfãos”, Viv logo vai perceber que o Arrebatamento foi só o começo.

“Universo, me transforme na heroína da minha própria história.” – p. 21

Vivian Contra o Apocalipse foi um daqueles raros casos em que eu fiquei extremamente interessada pelo enredo logo nas primeiras páginas. Com um prólogo instigante, retirado de “O Livro de Frick”, uma espécie de Bíblia/Evangelho para os Crentes do mundo criado por Katie Coyle, deu pra perceber que esse não era apenas mais um livro de distopia, ou fantasia, ou YA. Essa é a história de Vivian Apple, uma adolescente que deseja que sua vida e seus pais – agora bitolados com a igreja e com o Arrebatamento – voltem ao normal. Porém quando seus pais, e vários outros Crentes, desaparecem, vários eventos climáticos bizarros começam a acontecer e gangues e facções a se formar, Viv começa a questionar tudo ao seu redor.

Um dos primeiros elogios que preciso fazer aqui – e que já vi algumas resenhas do livro – é a originalidade de falar-se de um apocalipse sem um vírus letal, sem zumbis, sem o mundo se acabando em chamas. O apocalipse aqui tem um tom religioso: se você foi uma boa pessoa, na hora do Arrebatamento, você será levado ao Paraíso enquanto o resto das pessoas ficará vagando pela Terra. O problema é o contexto em que “pessoa boa” se aplica é ultraconservador, machista e intolerante. Gays, por exemplo, jamais serão Arrebatados (salvos).

De uma forma simples, a autora introduz à sua narrativa um tema muito polêmico que não aborda somente a religião como um todo, mas o fanatismo religioso e como isso é visto por diferentes ângulos na nossa sociedade.

Porém, o ponto alto do livro, pra mim, é a protagonista Vivian Apple. Uma garota certinha, que vive dentro das “regras” e é super obediente. Ela é filha única e ama muito seus pais, mas quando eles se convertem para a religião de Frick, ela se sente como um peixe fora d’água. Apesar de sempre seguir à risca tudo o que lhe pedem, Vivian se recusa a se converter por algo em que ela não acredita. Mas o Arrebatamento chega e os pais de Vivian desapareceram, deixando para trás apenas dois buracos no teto do quarto.

A frase que coloquei o início desta resenha mostra o desejo da personagem de Vivian de evoluir e se transformar em alguém forte o suficiente para ser a heroína de sua própria história, tomar as rédeas de sua vida, e é exatamente essa evolução que é tão interessante de acompanhar nesse primeiro livro da série. Vivian se vê em uma situação em que ela é obrigada a crescer e tomar suas próprias atitudes, e que essas atitudes terão consequências. É aquela passagem de uma pessoa dependente para o mundo adulto, quando aprendemos que nada nessa vida é preto e branco como imaginávamos, mas sim uma infindável variação de cinzas.

Uma história sobre amizade, amor, tolerância e crescimento pessoal, deliciosa de se ler. Não consigo imaginar estreia melhor para o novo selo da Ediouro, o Agir Now. Mal posso esperar pelos próximos títulos e, claro, pela continuação da aventura de Vivian e seus amigos.

“Não acredito em ódio. Não acredito em dinheiro. Não acredito em Deus. Não acredito que seja tarde demais.” – p. 70


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Bru Fernández

Formada em Letras, trabalha como Revisora e Tradutora em uma agência publicitária e preenche suas horas vagas assistindo a seriados, filmes e partidas de futebol, vôlei, basquete e ice hockey, além de ouvir música, ir a shows e, claro, ler. Não curte chick-lits e prefere os thrillers, policiais, YA e fantasia. Nunca sai de casa sem guarda-chuva e um livro na bolsa, afinal nunca se sabe quando irá chover ou surgir uma fila/trânsito em São Paulo.

13 comentários

  1. Estou bem curiosa com essa estória.
    O tema é bem diferente do que sempre é abordado. E a Vivian parece ser uma personagem mais real, com quem é possível se identificar.

  2. Bruna Fernández

    É bem isso mesmo Daniela! Adorei a personagem da Vivian, é impossível não se identificar com ela e querer uma amiga igual, ou ser como ela!

  3. Acabei de terminar o livro, depois de quatro dias que o comprei. Realmente amei, me imaginei dentro da historia, com os personagens e tudo~mais. Me imaginei no lugar dela e oque eu faria!! Realmente não esperava esse final mas… Fazer oque né, estou super ansiosa para os próximos lançamentos e principalmente pela continuação !!
    Beijos.

  4. Bruna Fernández

    Thaah, o final é surpreendente né? Também não esperava por ele e talvez por isso ele tenha chamado tanto a atenção! :)

    Já leu No Coração da Floresta, publicação da mesma editora? Tem resenha aqui no LeS já e o livro é incrível, super indico!

    Bjs

  5. Thiago Felipe

    Li sua resenha e fiquei curioso.
    Irei ler e provavelmente formarei uma opnião bem definida não apenas sobre o livro, mas como ele pode influênciar nossas decisões reais.
    Futuramente comentarei…

  6. Bruna Fernández

    Que bom que a minha resenha te instigou!

    Depois volta aqui pra me contar o q vc achou, Thiago! :)

  7. oláaa,

    Gostei muito da sua resenha.
    Já vi muitos leitores falando bem deste livro, porém ainda não li.
    Fico cada dia mais curiosa em conhecer.

    Beijos,
    Mayara R. da Cruz

  8. Israel Costa

    Comprei o livro hoje, já estou começando a ler, e tô gostando muito…

  9. Bru Fernández

    Eba! Depois que terminar venha nos contar o que vc achou da história ;)

  10. Vivian Lisboa

    Acabei de ganhar o segundo livro mas ví que preciso do primeiro, adorei a resenha!

  11. Compra que vale a pena, Vivian! Vc vai adorar sua xará! ;)

  12. Li o livro e amei, agora já estou lendo a continuação. E sua resenha foi simplesmente fantástica. Parabéns <3

  13. A continuação é demais. Uma pena que são apenas dois livros, a Vivian é incrível! Obrigada pelo elogio! <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*