domingo, 22/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Entrevistas » Bravo entrevista Paula Pimenta

Bravo entrevista Paula Pimenta

Paula Pimenta em Lisboa Original: Bravo.pt
Revisão: Kinina

A autora nacional Paula Pimenta esteve em Lisboa para 85ª feira do livro Lisboa 2015. Paula conversou com fãs, distribuiu autógrafos, falou de futuros projetos e ainda deu uma entrevista para a Bravo. Confira:

Olá Paula! Bem-vinda a Portugal! :) Primeiro que tudo, conta pra gente: como nasceu sua paixão pela escrita?
Os meus pais sempre me incentivaram a ler e na escola minhas redações sempre eram muito elogiadas… Por isso resolvi fazer faculdade de Jornalismo, para profissionalizar esse amor pela escrita e leitura, mas aos poucos percebi que o que eu queria mesmo era escrever “com emoção” e não imparcialmente. Por isso acabei transferindo para o curso de Publicidade e comecei a levar a escrita com um hobby. Até que escrevi o Fazendo meu filme, e o livro foi tão bem recebido que eu tive que começar a me dedicar à profissão de escritora em tempo integral.

Estamos curiosas! Como surgiu a ideia de criar uma personagem tão cativante como a Fani? Apresenta pra gente a personagem.
A Fani é um pouco parecida comigo e a ideia veio de acontecimentos da minha própria adolescência. Acredito que todas as pessoas tenham na lembrança alguns acontecimentos dignos de livros ou filmes, basta que a gente insira um pouco de imaginação para que as cenas fiquem um pouco mais coloridas. E foi assim com Fazendo meu filme.

Quando somos adolescentes, realmente parece que a nossa vida é um filme! Todas temos um diário e um pouquinho da Fani dentro de nós… O que é que você e a Fani têm em comum?
Assim como a Fani, eu também sou tímida, adoro ficar em casa e amo cinema! Mas acho que geralmente eu percebo o que está acontecendo mais rápido do que a Fani, ela é um pouco mais ingénua. Eu me inspirei muito em minha vida no começo da história da Fani. Assim como ela, eu também fiz intercâmbio e na época eu também era apaixonada pelo meu amigo. Mas aos poucos a história dela tomou outro rumo.

A Fani tem experiências típicas de qualquer teenager que se preze, como ter uma crush pelo professor de Biologia, ficar confusa e encontrar o amor no melhor amigo… De todas as aventuras dignas de filme da Fani, qual te deu mais prazer de escrever? Que livro desta coleção preferes e por quê?
O meu preferido é último livro, pois é quando a Fani finalmente encontra o final feliz dela… Além disso, uma parte dele é passada em Los Angeles, uma cidade que eu amo, e nesse livro tem também uma parte toda narrada pelo Leo. Por isso o considero o melhor da série. Mas eu também tenho um carinho grande pelo primeiro, pois para escrevê-lo me inspirei em muitos acontecimentos da minha própria vida.

Qual comédia romântica, a Fani e o Leo são constantemente afastados pelas circunstâncias da vida, mas parecem destinados a ficar juntos… Você acredita no destino?
Acho que alguns acontecimentos da nossa vida são destinados a acontecer. Mas somos nós que escolhemos como chegar até eles.

Se a Fani fosse um filme, qual seria? Qual é o teu filme preferido?
No livro, a Fani acaba por descobrir que “Nenhum filme é melhor do que a própria vida”. Então acho que o filme dela seria o que ela mesma cria, de sua própria história. O meu filme preferido é De Repente, Já nos 30!, pois adoro filmes onde os personagens podem viajar no tempo e com isso aprendem com sua própria experiência do futuro ou do passado!

Gostaria que a sua história fosse adaptada ao cinema?
Eu já vendi os direitos do primeiro livro da série para o cinema, mas vou esperar o resultado para ver se vou querer que os outros também sejam adaptados. Na verdade ainda não estou preparada para ver os meus personagens em carne e osso! :) Tenho uma imagem deles na cabeça, espero encontrar atores parecidos…

Quais são os seus próximos projetos?
No final de junho vou lançar o terceiro livro da minha nova série: Minha vida fora de série. Em setembro vai sair o segundo volume dos quadrinhos de Fazendo meu filme. E no ano que vem pretendo iniciar duas novas séries, que terão como protagonistas duas personagens que já existem em Fazendo meu filme.

Seus livros são um fenômeno no Brasil. O que você acha é ser uma das 100 pessoas mais influentes no teu país? De que forma se sente estar contribuindo para a formação das adolescentes?
É muito gratificante, pois é sinal de que eu estou incentivando o hábito da leitura! Muitos adolescentes me contam que começaram a gostar de ler por causa dos meus livros, e acho que para o escritor não tem gratificação melhor do que ouvir isso.

E também começa a ser popular em Portugal! As adolescentes portuguesas estão adorando as peripécias da Fani! No que é que considera as teens portuguesas diferentes das brasileiras?
Não consegui notar muitas diferenças ainda, tanto as brasileiras quanto as portuguesas são muito fofas, carinhosas e inteligentes!

O que está achando desta viagem a Portugal? Já tinha estado aqui? O que mais te surpreendeu?
Estou adorando! É a minha primeira vez no país e com certeza quero voltar mais vezes. Estou encantada com Lisboa, achei a cidade linda, e os portugueses são muito educados e simpáticos! Espero voltar em breve!

Sobre Kinina

Formada em Hotelaria e Análise de sistema, mas trabalha com Atendimento em uma agência publicitária. Passo o tempo lendo, assistindo seriados, ouvindo música e tendo ideias malucas. Vai que um dia alguma dá certo e ela fica rica e famosa...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*