terça-feira, 19/11/2019
Últimas do LeS:
Capa » Eventos » Bookcon 2015 – Primeiro Dia

Bookcon 2015 – Primeiro Dia

No final do mês passado aconteceu na cidade de Nova Iorque o Bookcon 2015, que é um dos maiores eventos literários dos Estados Unidos, e quem acompanha nossas redes sociais deve ter notado que tivemos o imenso prazer de cobrir tudinho o que estava rolando no Twitter e Instagram.

Foram dois dias de evento com diversos autores para conversar sobre todos os assuntos imagináveis que nós, aficionados por livros, adoramos comentar. Como MUITA coisa rolou, decidimos fazer um resumão do que achamos mais legal nos dois dias de eventos, além de também falar um pouco sobre o Book Expo America, que é o sonho de todo blogueiro literário, poder ir um dia.

Nesse primeiro post vocês vão saber um pouco sobre o que rolou no primeiro dia de BookCon, mas reforçamos a vocês darem uma olhada em nosso Instagram para vários vídeos e fotos legais de quando o evento ocorreu.

A primeira coisa que posso comentar é que é uma correria total e se você quiser pegar autógrafos de algum autor bem popular, precisa perder muita coisa da convenção só pra ficar horas na fila, por isso eu nem tentei conhecer nenhum autor no primeiro dia.

No sábado eles tiveram diversos painéis super bacanas com autores que eu sei que fazem um mega sucesso no Brasil e aqui nos EUA entre os fanáticos por livros jovens adultos e de fantasia, então eu me dividi ao máximo que pude para acompanhar os que achei que seriam mais legais. Foi bem difícil escolher o que assistir, mas acabei optando pelos seguintes: Faraway Lands, Rainbow Rowell panel, Me and Earl and the Dying Girl film panel, BFF’s Forever, Rotten Tomatoes vs Fans: Best and Worst Book to Screen Adaptations e Everything Wrong with: A Day with Cinema Sins.



BFFs Forever foi um painel SUPER cute e engraçado com as suuuper fofas Sarah Dessen, Gayle Forman e Jenny Han discutindo sobre a amizade que eles tem entre elas e outros autores, mas especialmente sobre a amizade feminina nos livros de literatura juvenil. Foi muito legal poder ver que essas autoras se inspiraram muito na vida delas para criarem certos personagens dos livros que a gente tanto ama. Uma das coisas mais legais que a Dessen falou em relação aos livros de YA hoje em dia, foi como a amizade dos personagens não tem sido levada tão em conta.

“Amizades são um território desconhecido na escrita. Relacionamentos são uma coisa, mas a amizade é algo muito maior. Histórias sobre amizade prevalecem, mas não têm os devidos créditos. Meninos podem sumir, mas amizades continuam lá por muitos anos.”

Ela ainda adicionou que enquanto estava escrevendo seu novo livro, Saint Anything, uma antiga amizade que ela tinha estava sumindo, então enquanto ela estava escrevendo o livro, criou o personagem de Layla como uma amiga ideal que ela queria naquele momento da vida dela.

Vocês podem conferir a discussão completa aqui.

O segundo painel, Faraway Lands contou com a participação de Marie Lu, Renee Ahdieh, Aisha Saeed e Sabaa Tahir fazendo um apanhado BEM bacana sobre a construção dos mundos de fantasia. Desse painel eu só conhecia a Marie Lu, mas vi MUITA gente babando um ovo tremendo para o livro de estreia da Sabaa Tahir. Não consegui ficar até o final do painel, mas foi bem legal ouvir a Marie Lu comentando que antes de escrever qualquer coisa em seus livros, ela na real precisa desenhar os personagens para depois poder ter algum progresso na escrita.

Depois desse painel eu corri pra conferir a conversa que ia ter com a Rainbow Rowell. Eu só li um livro dela até agora e fui mais pela hype toda que ela tem tanto no Brasil como aqui nos EUA e gente, só quero ser a melhor amiga dela, ok? Que mulher mais fofa e engraçada! <3 Ela falou um pouco sobre seu novo livro que sai em outubro aqui nos Estados Unidos e chama-se Carry On, e é o primeiro livro de fantasia da autora além de ser o primeiro livro que ela escreve em primeira pessoa e tem 6 personagens principais. Enquanto ela escrevia esse livro, Rainbow comentou que só leu livros de autores britânicos e só assistiu seriados do Reino Unido. Enfim, ela falou muito sobre ela, coisas que gosta e tudo o que a influencia enquanto está escrevendo, e foi MUITO legal poder conhecê-la assim, porque me deu mais vontade de tomar vergonha na cara e ir correndo ler Fangirl.


Um dos filmes mais aguardados é a adaptação de Eu, você, e a garota que vai morrer, de Jesse Andrews, então é lógico que eu precisava assistir ao painel sobre o filme, que contou não só com o autor do romance, mas também com os atores principais. Eu ainda não li o livro, mas depois de ver várias cenas do filme e ouvir Jesse falando sobre ambos – ele também foi roteirista do filme – já decidi que esse é o próximo livro da minha lista de leituras. O livro saiu no Brasil neste mês pelo selo da Rocco, Fábrica231.

Apesar de ter ficado SUPER feliz de poder ver autores que eu tanto curto falando um pouco sobre o processo de escrita deles e sobre suas vidas em geral, os paineis que eu mais amei foram os do Rotten Tomatoes e do Cinema Sins. Ambos foram focados em adaptações cinematográficas de livros. No primeiro, os fãs falavam sobre alguma adaptação e justificavam porque a consideravam boa ou ruim, e depois os críticos do Rotten Tomatoes – pra quem não sabe, é um site fodástico de cinema – davam suas opiniões. Já o segundo foi com os criadores do canal do YouTube, Cinema Sins, onde eles falam sobre as adaptações mas sem compararem com os livros. Ambos ótimos panels para quem curte cinema e literatura.

Resumindo: sábado foi um dia cansativo pra caramba pra mim, não consegui passar em nenhuma das cabines de editoras para conferir as sessões de autógrafos ou os livros que estavam sendo dados (no Bookcon muita coisa é vendida, mas algumas vezes eles distribuem os lançamentos ou dão para você nas filas de autógrafos <3), mas deu pra aproveitar muito os painéis que realmente tiveram discussões interessantes, então fica a dica: se algum dia vocês tiverem a oportunidade de ir à BookCon (ano que vem rola em Chicago no dia 14 de maio), deem prioridade para os painéis sobre assuntos que vocês curtem, porque é MUITO legal poder sentar lá e ver seus atores favoritos conversando sobre coisas que você normalmente falaria com seus amigos, e também podendo fazer perguntas e bater um papo legal com esses escritores fantásticos.

Sobre Cine

Jornalista e professora de inglês, vivendo o sonho de morar em Nova York e ainda tentando descobrir se seria possivel viver dentro de uma da Barnes and Nobles. Viciada em cultura, passa os dias tentando decidir que livros ler enquanto tenta se encontrar na vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.