domingo, 25/08/2019
Últimas do LeS:
Capa » Eventos » Bookcon 2015 – Segundo Dia

Bookcon 2015 – Segundo Dia

Leia aqui sobre o primeiro dia do evento.http://livrosemserie.com.br/?p=31917&preview=true

O segundo dia de BookCon foi bem mais tranquilo pra mim, apesar de ter sido de certa forma o dia com mais autores pops dando autógrafos, então não tiveram muitos painéis. Os que escolhi para assistir foram esses: Dicas para escrever séries épicas com James Dashner e Ridley Pearson; painel com Jason Segel falando sobre Nightmares! The Sleepwalker Tonic; O mal dentro da ficção científica e fantasia, e o painel do filme Goosebumps. Além disso, eu FINALMENTE consegui conhecer um dos meus autores favoritos, senhor Scott Westerfeld.

O primeiro painel foi de longe o mais legal, com James Dashner e Ridley Pearson. Gente, eu apenas queria ser melhor amiga desses dois eternamente, sabe? Super simpáticos e engraçados. Já era fã do Dashner pela série ótima que é Maze Runner e fiquei mais ainda de ver ele conversando com os fãs e batendo um papo super descolado. É sempre tão legal ver autores que você admira falarem tão apaixonadamente sobre outros autores e livros e o porquê deles terem entrado nesse mundo da literatura. Já Pearson, é um autor que eu só conhecia por conta de The Kingdon’s Keepers – que a Nanda, resenhista aqui do site, é fã – e apesar de não ter lido os livros, fiquei super a fim de mergulhar nas histórias que ele criou.
O James também teve uma sessão de autógrafos por lá, mas infelizmente já estava esgotada. Vale a pena conferir o painel completo!

Depois disso eu corri para ver o painel com o maravilhoso e eterno Marshall de How I Met Your Mother, Jason Segel. Ele escreve uma série de livros para crianças e estava lá para contar sobre o segundo volume. Confesso que, por eu querer ir para a fila de autógrafos do Scott, não consegui ver muita coisa desse painel, mas dá pra conferir ele completinho no YouTube!

Logo em seguida foi a vez de mofar na fila de autógrafos do Scott. Eu nunca fui em uma Bienal do Livro para comparar a organização desses eventos, mas fiquei impressionada com a organização no BookCon em relação às mesas de autógrafos. Eram várias sessões com vários autores acontecendo na mesma hora, não existia um limite de pessoas e os autores realmente tiraram um tempinho para conversar com os fãs <3. Quando o Westerfeld foi para o Brasil eu fiquei mega arrasada de não poder ir em nenhum dos eventos que ele fez, então fiquei super animada quando vi ele na lista de autores presentes no evento. Ele foi super querido e simpático, falou que adorou o Brasil e choquem, ele lembrava o nome das cidades que conheceu (geralmente o pessoal só lembra de SP) e falou umas duas palavrinhas em português comigo <3. E o autógrafo dele foi o mais liiiindo do mundo, ok? #fangirling

Assim que saí da sessão de autógrafos com ele, também fui correndo para um painel que tinha não só a presença do Scott Westerfeld como de David Wellington e Michael Buckley. A discussão foi sobre como os personagens do mal na literatura são criados e os autores comentaram sobre os seus favoritos, a importância deles para conseguirmos uma boa história.

O que encerrou o BookCon para mim foi o gostinho de infância que eu tive ao ver o painel do filme Goosebumps, com o elenco do filme e o queridíssimo R.L. Stine. Quem não leu esses livros quando criança, gente? Foi um bate papo muito legal com eles e também conferimos o trailer bem engraçado do filme.

Como eu mencionei lá em cima, eu ainda não tive a experiência de ir em nenhuma edição da Bienal do Livro no Brasil para poder comparar, mas minha conclusão do BookCon é que com certeza é um evento que fãs de livros precisam ir pelo menos uma vez na vida. Não só o BookCon, como também o Book Expo America. O último é muito mais focado em descobrir novos nomes e títulos, então você realmente tem a oportunidade de colocar as mãos em provas de livros que, quem sabe um dia, poderão ser o próximo best-seller do mundo. Já o BookCon é coisa pra fã mesmo, ver seus autores favoritos, comprar os livros que você tanto queria com um desconto legal e às vezes até ganhar alguns nas sessões de autógrafos. Essa é uma experiência que eu com certeza não vou esquecer e quero muito repetir.

Sobre Cine

Jornalista e professora de inglês, vivendo o sonho de morar em Nova York e ainda tentando descobrir se seria possivel viver dentro de uma da Barnes and Nobles. Viciada em cultura, passa os dias tentando decidir que livros ler enquanto tenta se encontrar na vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.