sábado, 25/03/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “After – Depois do desencontro”, de Anna Todd

Resenha: “After – Depois do desencontro”, de Anna Todd

Livro: Depois do desencontro (#03)
Série: After
Autor: Anna Todd (@imaginator1dx)
Páginas: 416
Editora: Paralela
Tradução: Juliana Romeiro e Carolina Caires Coelho
Resenha por: Bru Fernández
Comprar: Saraiva Submarino Cultura Americanas Amazon

Tessa passa pelo momento mais difícil de sua vida. Enquanto luta para crescer na carreira com a qual sempre sonhou, seu mundo é virado de ponta-cabeça: a inesperada aparição de seu pai e uma traição imperdoável a deixam mais fragilizada do que nunca. Hardin — com seus beijos viciantes, seu toque incendiário e seu charme de bad boy — seria o único capaz de fazê-la esquecer das dificuldades, mas até ele se vira contra Tessa quando descobre o segredo que ela vem guardando. Se este casal intenso e apaixonado já vivia por um fio antes, agora os obstáculos são maiores do que nunca. Depois do desencontro, essa história de amor sobreviverá?

ATENÇÃO! Esse livro não é o primeiro da série e a resenha pode conter spoilers! Confira nossas resenhas anteriores dessa série, clicando na capa desejada:

“‘High-five? Fitzwilliam Darcy nunca ia fazer uma coisa dessas.’
‘Você acha que ele estava acima dessas coisas? Nada disso. Ele ia querer sentar aqui e tomar uma cerveja comigo. A gente ia bater um papo sobre a teimosia irritante das nossas mulheres.'”- p. 26

Se existe uma autora que sabe fazer um belo uso de cliffhangers, é a Anna Todd. Depois de seus finais bombásticos, fico sempre na maior expectativa para saber o que vem pela frente. Não sei se para vocês também é assim, mas para mim é sempre renovador pegar um livro da série After para ler. A escrita da Anna Todd é tão espontânea e natural e a combinação disso com um enredo recheado de reviravoltas inesperadas – e algumas um pouco óbvias, vamos admitir – e personagens explosivos fazem meus dedos e olhos voarem pelas páginas, devorando a história em poucos dias.

Porém, admito. Tive sérios problemas com o início desse terceiro livro. Estava me parecendo apenas mais do mesmo com as idas e vindas e intermináveis discussões de Tessa e Hardin. Mudam-se os problemas, nesse volume conhecemos um pouco mais sobre o pai nada exemplar de Tessa, por exemplo, – e isso até traz um gás novo para a narrativa – porém, a dinâmica do casal principal continua a mesma. Fiquei até chateada da história estar nesse lenga-lenga, porém Anna não decepcionou e conseguiu colocar a história de volta nos trilhos. Como? Com o amadurecimento de Tessa e Hardin é um dos pontos mais importantes para essa melhoria.

Se lá no começa Tessa era mega ingênua e toda certinha e Hardin extremamente cabeça dura, hoje temos pessoas bem diferentes. Hardin está mais maleável, se abrindo mais com a namorada – e, consequentemente, com o pai, a esposa dele e filho dela, Landon. Já Tessa desabrochou e aprendeu a ser outra pessoa além do molde que sua mãe usava dela, com isso, ela consegue ter um pulso um pouco mais forte quando se trata do seu amor avassalador por Hardin, e apesar de ser difícil, acredito que essa atitude foi muito positiva para ela. Entretanto, no quesito ingenuidade ela continua devendo… Apesar de que eu fiquei com muito mais dó dela nesse livro do que no primeiro. A traição de confiança que ela teve com uma personagem – e não foi o Hardin! – foi simplesmente cruel. O pior de tudo é pensar que realmente existem pessoas baixas e desumanas assim no mundo. Enfim, assim como acontece com a gente na vida real, a ajuda veio das pessoas mais improváveis.

Outro ponto que ajudou muito na história foi exatamente o surgimento do pai de Tessa, que abandonou a família quando ela era mais nova e volta para a vida dela de uma forma abrupta e longe do ideal que ela imaginava. Mas, tendo o enorme coração que Tessa tem, ela decide que mesmo estando longe do cenário ideal, ela quer sim se aproximar do seu pai e ter um relacionamento com ele. Claro, Hardin é contra. Só que dessa vez ele pode ter um fundo de razão, apesar de não relevar tudo o que pensa para a namorada.

As brigas e farpas entre Hardin e Tessa continuam frequentes, tudo está bem e, de repente, uma palavra errada na hora errada e o inferno vem à tona. Isso só mostra o quanto os dois adolescentes ainda precisam amadurecer. Pude perceber que os leitores da série julgam muito o Hardin, mas quase todo mundo se esquece a Tessa também tem culpa no cartório, agindo várias vezes de forma manipuladora, mentindo e quebrando promessas.

No geral eu gostei muito do livro, principalmente do final. Eu sei, muitos de vocês me chamarão de louca, mas é que eu simplesmente não gosto de romances melosos em que tudo sempre dá certo. A vida real não é assim. Talvez esse seja o motivo do sucesso tão grande de After, e também o motivo de eu gostar tanto das histórias da Anna: essa é uma história de amor avassaladoramente verossímil. Agora espera aí, que estou indo logo ali ler o quarto livro. ;)

“Esse é o meu problema quando o assunto é Hardin, meu cérebro não sabe distinguir o certo do errado.”- p. 68


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Bru Fernández

Formada em Letras, trabalha como Revisora e Tradutora em uma agência publicitária e preenche suas horas vagas assistindo a seriados, filmes e partidas de futebol, vôlei, basquete e ice hockey, além de ouvir música, ir a shows e, claro, ler. Não curte chick-lits e prefere os thrillers, policiais, YA e fantasia. Nunca sai de casa sem guarda-chuva e um livro na bolsa, afinal nunca se sabe quando irá chover ou surgir uma fila/trânsito em São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*