segunda-feira, 23/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “O mundo das vozes silenciadas”, de Carolina Munhóz

Resenha: “O mundo das vozes silenciadas”, de Carolina Munhóz

Livro: O mundo das vozes silenciadas (#02)
Série: O reino das vozes que não se calam
Autor: Carolina Munhóz (@carolinamunhoz) e Sophie Abrahão (@sophiaabrahao)
Páginas: 288
Tradução:
Editora: Fantástica
Resenha por: Kinina
Comprar: Saraiva Submarino Cultura Americanas Amazon

Anos após ter deixado o Reino das vozes que não se calam, Sophie começa a trabalhar como assistente de um famoso empresário de bandas de rock. Enquanto tenta lidar com os desafios de sua nova vida, a jovem não imagina que em breve será chamada de volta para o seu mundo mágico, o único lugar onde já se sentiu acolhida. E muito menos o quanto sua longa ausência foi prejudicial para o Reino.

Sophie não é mais uma adolescente insegura. Agora, ela é uma profissional acompanhando uma banda de rock em turnê pela Europa. Para ela, porém, as obrigações da vida adulta agora incluem lidar com a mídia, a ansiedade dos fãs, o vício em drogas de um dos integrantes da banda e, principalmente, com o próprio coração partido. Apesar de agora ela ter o emprego dos sonhos, o estresse constante de seu dia a dia só aumenta os seus temores de ser dominada outra vez pela tristeza, e Sophie se vê assombrada por uma sensação de vazio.

Em meio a um turbilhão de incertezas, a princesa do Reino precisará embarcar em uma jornada para encontrar a si mesma e descobrir qual caminho seguir. Será que Sophie precisará decidir outra vez entre a realidade e a fantasia?

ATENÇÃO! Esse livro não é o primeiro da série e a resenha pode conter spoilers! Confira nossas resenhas anteriores dessa série, clicando na capa desejada:

O reino das vozes que não se calam

“Você vai precisar enfrentar seus medos, Sophie. Não deixe que eles tomem conta de você. Ninguém nasce para sofrer e se apagar do mundo.” pág. 112

Carolina Munhoz e Sophia Abrahão estão de volta contando mais um história dentro do universo que os fãs de Sophia criaram para ela.

Alguns anos se passaram e a vida de Sophie mudou completamente. Não namora mais com Leo, seu primeiro amor – o namoro terminou assim que a banda dele começou a fazer sucesso; tem poucos e boas amigas que mantém o contato agora um pouco a distância. A ruiva se formou na faculdade de música e foi trabalhar na Europa com uma banda como estagiária de um produtor musical. Desde que Sophie resolveu seus problemas e provações na época de colégio não voltou mais para seu mundo encantado… até agora.

“São tempos difíceis para os sonhadores.” pag. 250

Pela primeira vez, o mundo mágico precisa mais de Sophie do que a menina precisa dele. Sua avó, que é responsável pelo reino está doente e a ruiva é sua sucessora. Mais um vez, a bruxa do reino dá três cartas de tarô para ela resolver, e esses desafios ajudam a resolver a sua vida e o futuro do reino. Novamente está diante da dúvida entre ficar no mundo real e seguir sua carreira e tocar sua vida amorosa ou assumir seu lugar de governante no mundo mágico.

As autoras continuam abordando temas sérios. Dessa vez, através de uma personagem secundária elas falam de problemas de jovens com drogas e bebida alcóolica, como a família e amigos que cercam esses dependentes sofrem; através de Sophie vemos o desafio de quem já venceu uma depressão e de como lidar com a morte de alguém próximo e muito querido.

“As dificuldades existem para serem vencidas com dignidade.” pág. 265

A maior parte da história acontece na Itália, além de toda a aventura e romance que envolve os personagens, as autores nos levam numa grande viagem pelos lugares que Sophie e a banda passam detalhando cada ponto turístico e carascterísticas das cidades que passam.

Apesar da história ter avançado alguns anos, a fórmula é a mesma: Sophie está descompensada, tem que resolver seus problemas e provações que envolvem o mundo real e o mágico até conseguir encontrar seu equilibrio novamente.

Só fiquei um pouco na dúvida se teremos um terceiro livro: Carolina e Sophia deixaram um incrível gancho para continuar, mas ao mesmo tempo deram um bom desfecho para a Sophie.

Assim como o livro anterior, O mundo das vozes silenciadas é cheio de referências musicais. Nessa história Sophie cita muitas músicas dos anos 90 e 2000 que estiveram entre as melhores nas paradas quando foram lançadas. Para entrar no mood criamos nossa playLes; é só clicar aqui para escutar ;)


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Kinina

Formada em Hotelaria e Análise de sistema, mas trabalha com Atendimento em uma agência publicitária. Passo o tempo lendo, assistindo seriados, ouvindo música e tendo ideias malucas. Vai que um dia alguma dá certo e ela fica rica e famosa...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*