quinta-feira, 19/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “Sobrenatural”, de Paige McKenzie e Alyssa Sheinmel

Resenha: “Sobrenatural”, de Paige McKenzie e Alyssa Sheinmel

Livro: Sobrenatural (#01)
Série: The Haunting of Sunshine Girl
Autor: Paige McKenzie e Alyssa Sheinmel
Editora: Fábrica231
Páginas: 300
Tradução: Edmundo Barreiros
Resenha por: Karol
Comprar: Saraiva Cultura Amazon

“Mãe, a casa é assustadora!” Com a mudança para uma nova casa, em uma cidade nada amigável onde chove o tempo inteiro, Sunshine percebeu que não eram só estas (péssimas) novidades com que ela teria de lidar: vozes no meio da noite, portas se fechando sozinhas, risadas. E uma sensação de que ela nunca estava sozinha. Ela mal podia acreditar no que estava acontecendo, mas coisas ficavam mais estranhas a cada dia – até que ficou claro que Sunshine e sua mãe corriam sérios riscos ali. E, antes que fosse tarde demais, ela precisaria encarar seus maiores medos.

Um livro de suspense/terror baseado em um canal do YouTube! Quer algo mais diferente do que isso? Quando vi o livro pela primeira vez fiquei morrendo de vontade de ler exatamente por ele ser diferente do que estamos acostumadas a ver. Antes de começar a ler, resolvi dar uma olhadinha no canal para ver a cara de alguns personagens, e assim como no livro, conheci uma menina normal, vivendo aquela vidinha básica de adolescente só que com algo a mais, fantasmas.

O livro começa devagar, a narrativa não me pegou muito, mas a curiosidade sim. Sunshine chega na sua casa nova, que cheira a mofo, em uma cidade onde chove o tempo todo e onde não tem amigos nenhum. Na primeira noite ela já começa a passar por situações medonhas que a deixam com a certeza que de naquela casa existe mais alguém, além dela, da sua mãe e dos seus animais. Quando ela conta para sua mãe, obviamente, ela não acredita. Então, Sunshine resolve usar a sua câmera para provar o contrário. Ela passa o fim de semana tirando fotos pela casa enquanto situações mais assustadoras ainda começam a acontecer.

No seu primeiro dia de aula ela conhece uma professora de artes muito estranha e um garoto bem bonitinho, e mal sabe ela que a partir daquele momento, esses dois personagens passariam a fazer parte dessa trama assustadora.

Como eu disse, achei o começo meio devagar. Ficamos naquela típica estória de menina estranha, cidade nova, ela odeia tudo, algo bem típico de livro YA, mas acho que esse começo foi essencial para conhecermos melhor o personagem. Depois de algumas páginas coisas realmente muito estranhas começam a acontecer e o livro dá uma virada incrível, do tipo que faz você devorar as páginas querendo saber o que vai acontecer. O final não é aquela coisa maravilhosa, mas lembre-se ao ler, tem mais livros vindo por aí. Esse volume é só o começo de algo que acho que vai ser bem apavorante.

Indico ler à luz do dia e não antes de dormir, dica de amiga!


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Karol

Atriz ruiva tão viciada em Shakespeare que foi até parar lá no palco do Globe Theatre de Londres de tanto que encheu o saco! Sem papas na língua,que sempre dá preferência a livros históricos e com culturas diferentes. Não leu Harry Potter ou Senhor dos Anéis, jogou Crepúsculo longe no meio do segundo livro mas é capaz de devorar qualquer livro que contenha um rei, um indiano ou um espírito no meio. Estranha, usa personagens românticos como referencia quando briga com o namorado, transforma tudo em um drama histórico e deseja silenciosamente transformar todos os livros que lê em filme.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*