22 de janeiro de 2016
Postado por: Guilherme @ Arquivado em: Resenhas de Série

Livro: Cidades de dragões (#02)
Série: Legado Ranger
Autor: Raphael Draccon (@raphaeldraccon)
Editora: Fantástica/Rocco
Páginas: 320
Tradução:
Resenha por: Guilherme
Comprar: Saraiva Submarino Cultura Amazon

Após lutarem grandes batalhas em Cemitérios de Dragões, Derek, Daniel, Romain, Amber e Ashanti estão de volta à realidade em Cidades de Dragões, segundo livro da série Legado Ranger, estreia de Raphael Draccon pelo selo Fantástica Rocco. Depois de terem sido enviados para outra dimensão, os cinco agora tentam seguir com suas vidas na Terra, mas quando dragões começam a aparecer em diferentes pontos do planeta, deixando um rastro de destruição e morte, eles se veem obrigados a assumir sua responsabilidade e iniciam uma nova batalha que já ultrapassa a barreira entre as dimensões e que pode significar o fim da humanidade ou a sua salvação. Repleto de ação e referências a séries japonesas que marcaram toda uma geração, Cidades de Dragões é a sequência perfeita para uma saga de fantasia épica.

ATENÇÃO! Esse livro não é o primeiro da série e a resenha pode conter spoilers! Confira nossas resenhas anteriores dessa série, clicando na capa desejada:

Raphael Draccon é um autor de emoções. Ele sabe que a escrita é uma arte, algo semelhante a pintar um quadro ou esculpir uma estátua. Requer paciência, talento e ritmo. Draccon dá cor às palavras. Talvez por isso eu tenha ficado tão ansioso pelo segundo volume do Legado Ranger. E não me decepcionei com o resultado.

Desde o começo da história, o leitor mergulha em um fascinante mundo de fantasia sci-fi, um universo construído com cuidado por Draccon. O prólogo eletrizante e de tirar o fôlego dá o tom para o resto do livro – após as primeiras páginas, você já tem uma ideia bem clara do que te espera. Ler Cidades de Dragões não é muito diferente de andar em uma montanha-russa. A diversão é garantida, assim como o frio na barriga.

Grande parte do mérito vai para a escrita de Dracoon. Ágil e certeiro, o autor não tira o pé do acelerador, criando uma história vertiginosa e impossível de deixar de lado. Você fica dizendo a si mesmo “só mais uma página, só mais uma página” e, quando percebe, já acabou a leitura e se vê ansiando pelo volume seguinte.

Acredito que uma boa história é construída com bons personagens. E os cinco protagonistas de Cidades de Dragões são cativantes e críveis, humanos apesar de suas habilidades sobre-humanas. Cada um deles possui seu próprio momento de desenvolvimento, o que faz com que o leitor se apegue a todos, sem exceção. A maneira como Draccon fermenta seu elenco é acertada.

Ademais, a obra é cheia de referências à cultura pop e nerd, passeando por Power Rangers, Flashman e Círculo de Fogo, entre outros. Se você ama robôs gigantes e monstros descomunais, vai adorar ainda mais a leitura. Os momentos cômicos também dão brilho ao livro, servindo de alívio entre as grandes cenas de drama e ação.
Enfim: Cidade de Dragões é mais uma excelente obra de Raphael Draccon, indispensável para os amantes de fantasia e sci-fi. Se você se enquadra nesse grupo, não perca tempo para começar a ler.


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.




Nenhum comentário



Deixe um comentário

Os campos marcados com * são obrigatórios.





Comentário *