quinta-feira, 12/12/2019
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “The Magician’s Land”, de Lev Grossman

Resenha: “The Magician’s Land”, de Lev Grossman


Livro: The Magician’s Land (#03)
Série: Os Magos
Autor: Lev Grossman | @leverus
Editora: Cornerstone Digital
Páginas: 416
Resenha por: Lais
Comprar: Cultura Amazon

Quentin Coldwater perdeu tudo. Ele foi expulso da terra mágica secreta de Fillory e agora, sem amigos e sem dinheiro, ele volta para onde a história começou: a Escola Preparatória de Magia Brakebills. Mas o passado de Quentin logo o alcança…

Enquanto isso, as barreiras mágicas de Fillory estão caindo, e bárbaros do norte invadiram. Para salvar seu amado mundo da extinção, Eliot e Janet, Grande Rei e Rainha de Fillory, devem embarcar numa jornada final e perigosa.

As aventuras de Quentin o levam da Antártica à encantada Neitherlands, onde ele encontra velhos amigos. Mas todos os caminhos levam a Fillory, onde Quentin precisa concertar as coisas, ou morrer tentando.

ATENÇÃO! Esse livro não é o primeiro da série e a resenha pode conter spoilers! Confira nossas resenhas anteriores dessa série, clicando na capa desejada:

#01 - Os magos #02 - O Rei Mago

Infelizmente esse livro não foi lançado no Brasil. Não sei se a editora responsável pelos dois primeiros (Amarilys) fará isso, mas espero que seja publicado eventualmente.
Um livro que começa com Quentin Coldwater falando que está na merda é um livro que eu sei desde o início que vou gostar. Eu sei que não é muito gentil da minha parte, mas eu nunca fui a maior fã do Quentin. Acontece, embora ele tenha quase se redimido comigo nesse livro.

O começo de The Magician’s Land é um pouco confuso por vários motivos. Primeiro, o tempo passa de forma diferente na Terra e em Fillory, então é complicado situar os acontecimentos numa linha do tempo. Segundo, na Terra os capítulos do Quentin se passam no presente e num passado recente, só pra facilitar. Pode ter sido lerdeza minha, mas eu demorei um quarto, quase um terço do livro pra conseguir me situar em tudo.

Algo que me agradou muito foi perceber o quanto a história evoluiu. O primeiro livro me deixou com a sensação de ser corrido. O segundo melhorou, mas centrava em poucas personagens (em relação ao terceiro, pelo menos). Na conclusão da série, Grossman arrasou. As histórias são um quebra cabeça muito bom e eu me senti curiosa com todos os acontecimentos. Tem menções pequenas a acontecimentos dos livros prévios que são bem divertidas (tenho certeza de que seriam mais se eu lembrasse mais detalhes dos dois primeiros livros, mas a culpa é minha) e as personagens têm finais que se adequam perfeitamente.

Mas nem tudo são flores. Embora eu tenha gostado muito do arco envolvendo a Alice voltando a ser humana, eu não gostei de como fica implícito que ela vai se voltar a ficar com Quentin. Uma coisa que reclamei na resenha do primeiro livro foi como ela parecia não ter história, ou como nós não sabíamos tanto dessa história. Ela volta a ser humana e nós ficamos sabendo da história dela de quando era niffin, mas ainda não conhecemos bem a Alice humana. Do jeito que tudo foi orquestrado, a minha impressão é que ela é quase um prêmio pro Quentin. Também fiquei curiosa sobre o menino dos relógios e achei que ele ia aparecer no final.

Num geral, é uma conclusão muito boa pra série. Uma série que apesar do primeiro livro mediano e do protagonista detestável, é bem interessante. As pontas foram amarradas, as personagens tiveram bons finais e foram bem aproveitadas e a história teve um bom fim. Mal posso esperar para ver como isso vai ficar na tv.


Aviso Legal: Esse livro foi adquirido pela própria resenhista.

Sobre Lais

Uma biomédica que ama livros, cupcakes e gatinhos. Pottermaníaca confessa, divide seu tempo entre internet, séries, cozinhar doces, eventuais atividades de geneticista e ficar espiando pelo canto do olho se sua carta de Hogwarts finalmente chegou.

3 comentários

  1. Marlon Wanger

    Adorei suas Resenhas , li o primeiro livro, não ligo muito para Spoilers.

    fico feliz em saber que a Alice termina o livro com o Quentin, apesar de não gosta dele também, ambos pareciam se amar por isso um final justo do meu ponto de vista claro.

    sua resenha acabou com minha agonia, não gostei de como termina o primeiro livro.

    Eliot > Alice > all

  2. VOCÊ LEU EM PDF? SE SIM ME DA O LINK PRA BAIXAR POR FAVOR (MESMO SE FOR EM INGLÊS).
    COM CERTEZA A SÉRIE VAI SE REDIMIR COM A HISTÓRIA DA ALICE POR SER MAIS AMPLA.

  3. Lemos em inglês mesmo. O livro pode ser comprado na Amazon: http://amzn.to/1KANrAe ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.