quarta-feira, 20/11/2019
Últimas do LeS:
Capa » Lançamentos » Fábrica231 – fevereiro/2016

Fábrica231 – fevereiro/2016

Livro: Sombrio (#02)
Série: D.I. Sean Corrigan
Autor: Luke Delaney
Tradução: Márcia Arpin
Comprar: Saraiva Cultura Amazon

Louise Russell é uma pessoa como outra qualquer. Tem família, uma rotina e, um dia, sozinha em casa, faz o que qualquer outra faria: abre a porta para o carteiro. No entanto, o que recebe não é uma correspondência e sim um ato de violência. Agredida, é paralisada e jogada no chão. Aquele homem estranho, de aparência repugnante, vai fazer alguma coisa com ela. E ela nada pode fazer a não ser encarar as fotos da família na parede e se dar conta de que nunca prestou atenção a esses fragmentos de felicidade congelados no tempo. O homem que bateu à sua porta tem planos para ela. Ele veio tomar-lhe algo de muito precioso: sua liberdade. Antes de levá-la, ele diz: “Vim levar você para casa, Sam.” Sam? Quem é Sam?, pensa Louise antes de se somar à lista de mulheres desaparecidas.

Sombrio é o segundo thriller policial de Luke Delaney, que serviu por muitos anos na polícia londrina investigando crimes diversos, dos cometidos por assassinos em série aos resultados de conflitos entre gangues e máfias. Nos livros de Delaney, Sean Corrigan é o herói que encarna a missão de desvendar mortes e descobrir quem as cometeu, e fazê-los pagar. Corrigan, no entanto, não é um detetive comum. Sua infância sofrida e traumática – era abusado sexualmente pelo pai – despertou nele uma conexão como lado obscuro do ser humano. Ao investigar cada morte, o detetive consegue imaginar – e mesmo sentir – o que motiva o assassino a realizar suas mortes. É essa intuição poderosa que vai orientar Sean Corrigan e sua eficiente e leal equipe na busca por Louise e outras mulheres que sumiram sem deixar pistas.

Como um bom romance policial, Sombrio tem todas as reviravoltas, diálogos, personagens e suspenses típicos, mas vai além: como ex-policial, Delaney retrata com fidelidade os procedimentos investigativos e a rotina na instituição. Como os policiais reagem durante a investigação de um crime, como se relacionam entre si e com os criminosos. É possível sentir que cada personagem tem densidade e certamente foi inspirado em muitos dos colegas e casos investigados pelo autor. Sean Corrigan, o herói de Delaney, impressiona pelos vários desafios que deve superar, seja ao administrar seu passado sombrio que vem à tona em cada assassinato que investiga, seja ao tentar conciliar sua intensa e caótica vida profissional e sua família – a filha e sua mulher, que considera seu porto seguro. Mas para tristeza de Sean e satisfação do leitor, Delaney reserva para seu personagem muitos casos para solucionar. Afinal, o ser humano tem facetas obscuras e sombrias que, de vez em quando, emergem. E, em alguns casos, concretizam horrores que só ele pode entender.

Livro: Não chegue tão perto
Autor: Luana Lewis
Tradução: Maira Parula
Comprar: Saraiva Cultura Amazon

Uma poderosa nevasca deixa à porta da amedrontada Stella uma surpresa que mais parece ter saído de sua imaginação: Blue, uma adolescente com olhos azuis como seu nome, e longos cabelos loiros. Estonteantemente bela, a jovem poderia ser uma fada ou ninfa dos contos de fada. Entretanto, a garota traz para o protegido santuário de Stella um segredo sombrio que vai colocar sua vida e tudo o que ela conhece em risco.

Não chegue tão perto é o romance de estreia da britânica Luana Lewis. Ela usa sua experiência como psicóloga clínica para criar um thriller que tem como personagem principal a traumatizada psicóloga Stella Davies. Vítima de uma série de abusos na infância e adolescência, Stella tenta ajudar pessoas numa clínica especializada em avaliações de relações familiares.

Apesar de relativamente nova na profissão, ela começa sua carreira com um desafio:determinar se o médico Lawrence Simpson está habilitado a ter a guarda integral de sua filha, que vive com a mãe alcoólatra. O que pesa contra ele são as alegações de que é violento com ela e a filha. Mas não seriam apenas delírios de uma mulher desajustada? Ao longo das entrevistas nas quais ambos disputam uma batalha silenciosa pelo controle da situação, Stella tenta descobrir a verdade e se depara com uma realidade assustadora.

Também não seriam delírios que acometem Blue, a estranha menina que consegue entrar na casa de Stella? Blue alega que Max, o marido de Stella, é seu pai, um choque para a amedrontada Stella, prisioneira de si mesma desde que o caso sobre o pedido de guarda de Lawrence teve um desfecho terrível. Naquela mansão, sozinha com uma menina que diz ser sua enteada, a psicóloga sente a sombra do perigo.

Não chegue tão perto é narrado em três tempos: em 2009, num flashback no qual o leitor conhece Stella e acompanha o caso de Lawrence Simpson; nas sessões de terapia de Max com Blue; e na crescente tensão entre Blue e Stella na casa dessa última. Cabe ao leitor ligar os pontos e encontrara verdade por trás das histórias de Blue, Max, Lawrence e Stella,inteligentemente construídas por Luana Lewis a partir de suas experiências clínicas em lidar com traumas de crianças e adolescentes.

Sobre Kinina

Formada em Hotelaria e Análise de sistema, mas trabalha com Atendimento em uma agência publicitária. Passo o tempo lendo, assistindo seriados, ouvindo música e tendo ideias malucas. Vai que um dia alguma dá certo e ela fica rica e famosa...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.