sexta-feira, 13/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas Fora de Série » Resenha: “E se for você?”, de Rebecca Donovan

Resenha: “E se for você?”, de Rebecca Donovan

Livro: E se for você?
Autor: Rebecca Donovan (@BeccaDonovan)
Editora: Globo Alt
Páginas: 415
Tradução: Fal Azevedo
Resenha por: Bru Fernández
Comprar: Amazon

Da autora best-seller Rebecca Donovan, uma história que prova que existe uma segunda chance para o amor.

Cal Logan e Nicole Bentley eram melhores amigos quando crianças, mas tudo mudou no ensino médio, depois que ela se enturmou com o pessoal mais popular da escola e passou a ignorá-lo. Eles se formaram e Cal foi estudar em Crenshaw, perto de Nova York, enquanto Nicole entrou em Harvard, realizando o grande sonho de seu pai.
Quando Cal vai passar as férias de verão em sua cidade natal, fica surpreso em saber que ninguém mais teve notícias dela desde que se mudaram, há mais de um ano.
Assim que as aulas na universidade recomeçam, ele cruza no campus com uma garota que é idêntica a Nicole, mas que se chama Nyelle Preston e tem uma personalidade completamente diferente: Nicole era tímida e insegura, enquanto Nyelle é impulsiva, ousada e só quer aproveitar a vida.

Enquanto tenta desvendar os segredos de Nyelle – afinal, ela é ou não Nicole? – Cal viverá com ela momentos inesquecíveis e apaixonantes, que aos poucos farão com que ele perceba que a identidade daquela garota misteriosa é o que menos importa.

Com uma narrativa envolvente e poética, Rebecca Donovan cria personagens cativantes que despertam diversos questionamentos e emoções: e se pudéssemos mudar de rumo? E, se nos permitíssemos apenas aproveitar o momento? E, se o amor for algo bem mais simples do que imaginamos?

“– Adoro olhar as estrelas. (…) Elas podem levar a dor embora, se a gente deixar. E quando o sol nasce, a tristeza toda desaparece.”

O LeS foi um dos blogs escolhidos pela Globo Alt para receber a prova do lançamento do mais novo queridinho da editora: E se for você?, da Rebecca Donovan, e já podemos garantir que e deu pra entender o motivo de ele ser tão querido por todos: esse livro é fenomenal! Me apaixonei quase que instantaneamente pelas personagens e me senti parte do grupo de amigos de Cal, Nicole, Richelle e Rae.

Durante a infância, Cal, Nicole, Rae e Richelle eram grandes e inseparáveis amigos. Porém com o passar dos anos as coisas saíram do eixo: Richelle teve que se mudar e isso a afastou dos colegas e então Nicole parou de falar com Cal e Rae sem nenhuma explicação, arranjando novos amigos, os populares da escola. Isso chateou demais os amigos, principalmente Cal, que sempre teve uma quedinha por Nicole.

Já no tempo presente da narrativa, Cal, o único garoto do grupo, está na universidade e desde que se mudou de sua cidade natal nunca mais teve notícias de Nicole. Porém, durante uma festa no campus ele encontra uma garota idêntica a ela. Só que ao conversar com ela ele descobre que essa garota na verdade se chama Nyelle e é o completo oposto de sua paixão de infância. Enquanto Nicole Bentley era super insegura, tímida e era extremamente obediente, Nyelle se mostra segura de si, ousada, que surge e some com enorme facilidade e tem vontade de aproveitar cada momento do seu dia com coisas diferentes e peculiares (eu adorei o fato de ela quase sempre ter pacotes de marshmallows escondidos debaixo da roupa, acho que vou adotar a ideia).

“– Você nunca teve um impulso de fazer alguma coisa só porque é divertido?”

O enredo progride a partir daí, com Cal tentando desvendar se Nyelle é mesmo Nicole e temos alguns flashbacks para a época que Cal e as meninas ainda eram amigos. A partir desses flashbacks começamos a entender um pouco mais sobre a personalidade e as escolhas de cada um, principalmente Nicole. Já no tempo presente, Nyelle continua a surpreender a todos, principalmente a Cal e nós leitores, com ideias espontâneas e malucas e conversas desconexas que parecem não levar a lugar nenhum, mas rendem ótimos e divertidos diálogos.

E se for você? não é exatamente um livro apenas sobre romance adolescente. A história aqui vai além e foca principalmente no poder de uma grande amizade. O elo que essas quatro personagens criaram são muito fortes, e mesmo depois de quebrados, alguns vínculos ainda resistem. A narrativa também aborda o peso de carregar segredos e a dificuldade que às vezes temos de encontrar o nosso lugar no mundo quando estamos crescendo.

É praticamente impossível desgostar de algum dos personagens, por mais que você queira detestar algum por suas atitudes, todos têm personalidades cativantes à sua maneira. Cal com a sua paciência e doçura. Rae com seu jeito despojado e sua amizade quase que maternal, abrindo os olhos dos amigos para os problemas que devem ser resolvidos. Nicole e a sua lealdade incansável. Richelle e a sua maneira simples e bela de ver a vida. Quando terminei de ler o livro, aos prantos, desejei fortemente fazer parte daquele desajustado e belíssimo grupo de amigos.

“– Apenas seja feliz, Nicole. Não importa o que houver. Seja feliz.”

Sinto que nada do que eu já disse ou possa vir a falar/escrever aqui faça justiça a essa história repleta de mensagens compassivas, então faça um favor a você mesmo e corra já para a livraria mais próxima (o lançamento do livro acontece nessa semana e já está disponível para compra na Amazon BR!) e garanta o seu exemplar. Eu tenho certeza que você não vai se arrepender.


Aviso Legal: A prova desse livro foi cedida pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Bru Fernández

Formada em Letras, trabalha como Revisora e Tradutora em uma agência publicitária e preenche suas horas vagas assistindo a seriados, filmes e partidas de futebol, vôlei, basquete e ice hockey, além de ouvir música, ir a shows e, claro, ler. Não curte chick-lits e prefere os thrillers, policiais, YA e fantasia. Nunca sai de casa sem guarda-chuva e um livro na bolsa, afinal nunca se sabe quando irá chover ou surgir uma fila/trânsito em São Paulo.

6 comentários

  1. Oi Bru!
    Não conhecia este livro, e ele nem faz muito meu estilo de leitura… mas, depois de sua resenha, confesso que fiquei interessada! Parece um livro muito bom, e tem uma premissa bem diferente… vai para a lista de desejados, fiquei curiosa!
    Bjus,
    Paty Algayer – Mágica Cult

  2. Bru Fernández

    Oi Paty!
    Fico feliz que minha resenha tenha atiçado a sua curiosidade, espero que vc goste do livro, volta aqui depois pra me contar ;)

    Bjs

  3. Fiquei um pouco decepcionada com o livro. Acho que esperava uma história mais dinâmica, com mais emoção como nos livros da Trilogia Breathing. Em muitos momentos pensei em parar a leitura. Não é de todo ruim, mas não está entre os meus queridinhos. Sua resenha é bem melhor que o livro si, rs.

  4. Obrigada, Hevelyn! <3 HAhahaha

    Acho que gostei tanto do livro porque não tenho outra referência da autora, nunca tinha lido nada dela. ;)

  5. Alguem pode me informar si esse livro é improprio pra uma mocinha de 11 anos?

  6. Oi Vanusa, esse é um livro mais voltado pra adolescentes/adultos, talvez não seja a melhor opção para uma garota de 11 anos. ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*