quinta-feira, 16/11/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas Fora de Série » Resenha: “A sereia”, de Kiera Cass

Resenha: “A sereia”, de Kiera Cass

NOME DO LIVROLivro: A sereia
Autor: Kiera Cass (@kieracass)
Editora: Seguinte
Páginas: 328
Tradução: Cristian Clemente
Resenha por: Karol Garrett
Comprar: Saraiva Submarino Cultura Amazon + ofertas

Anos atrás, Kahlen foi salva de um naufrágio pela própria Água. Para pagar sua dívida, a garota se tornou uma sereia e, durante cem anos, precisa usar sua voz para atrair as pessoas para se afogarem no mar. Kahlen está decidida a cumprir sua sentença à risca, até que ela conhece Akinli. Lindo, carinhoso e gentil, o garoto é tudo o que Kahlen sempre sonhou. Apesar de não poderem conversar — pois a voz da sereia é fatal —, logo surge uma conexão intensa entre os dois. É contra as regras se apaixonar por um humano, e se a Água descobrir, Kahlen será obrigada a abandonar Akinli para sempre. Mas pela primeira vez em muitos anos de obediência, ela está determinada a seguir seu coração.

Mais um livro da Kiera Cass! Um que a gente esperava ansiosamente mas então… vem a decepção.

O enredo é até que bem legal. Kahlen é uma menina que nos anos vinte, ao fazer uma viagem de navio, perde toda a família em um naufrágio. Ela só não morre pois é salva pela Água, essa entidade responsável pelas Sereias. Quando é salva, Kahlen se vê obrigada a trabalhar para a Água por 100 anos e esse trabalho é nada menos do que, causar afogamentos e morte. Mas não fique assim, apesar da Água parecer um pouco má, ela na realidade trata Kahlen como uma mãe e as duas tem uma relação muito boa.

Tudo estava indo bem até que Kahlen conhece Akinli, um menino muito bonito e simpático. Ele é simplesmente o que ela sempre sonhou. O problema começa pois as Sereias são proibidas de se apaixonarem por humanos, ou até mesmo falarem com eles.

Tudo parece muito legal, né? Também acho. O problema é que em momento nenhum o livro me deu aquele frio na barriga, aquela ansiedade para saber o que vai acontecer. E em momento nenhum eu fiquei apaixonada pelo casal Kahlen e Akinli. Não sei o motivo, os livros da Kiera normalmente te prendem, e não podemos discordar que seus pares românticos normalmente nos deixam caídos de paixão, certo?

Se você é fã da Kiera, eu aconselho a ler, afinal fã é fã e tem que conhecer a autora nos seus altos e baixos. Aos que pensam em ler o livro porque gostam do lance “sereia”, eu não indico muito. Para mim o livro poderia ser bem melhor e acabou ficando muito filme da Disney.


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Karol

Atriz ruiva tão viciada em Shakespeare que foi até parar lá no palco do Globe Theatre de Londres de tanto que encheu o saco! Sem papas na língua,que sempre dá preferência a livros históricos e com culturas diferentes. Não leu Harry Potter ou Senhor dos Anéis, jogou Crepúsculo longe no meio do segundo livro mas é capaz de devorar qualquer livro que contenha um rei, um indiano ou um espírito no meio. Estranha, usa personagens românticos como referencia quando briga com o namorado, transforma tudo em um drama histórico e deseja silenciosamente transformar todos os livros que lê em filme.

Um comentário

  1. Olá!
    Acredita que já esperava por isso? É sério… Li toda a trilogia e cheguei a comprar o volume da Herdeira, mas já sei que para muitos foi decepcionante… O próprio livro A Escolha não foi tão bom assim, houveram muitos furos e parecia que o final foi do nada… Ainda tenho a impressão que a autora foi forçada a terminar o livro logo.
    Em relação a esse já imaginava que não seria tão bom, fico triste pq tinha a esperança que alguém viesse a me dizer o oposto. Fazer o quê?
    Bjoss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*