sábado, 21/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “A profecia do pássaro de fogo”, de Melissa Grey

Resenha: “A profecia do pássaro de fogo”, de Melissa Grey

A profecia do pássaro de fogoLivro: A profecia do pássaro de fogo (#01)
Série: Echo
Autor: Melissa Grey (@meligrey)
Páginas: 355
Editora: Seguinte
Tradução: Flávia Souto Maior
Resenha por: Nina Lima
Comprar: Saraiva Cultura Amazon

No subterrâneo de lugares onde é muito difícil chegar, duas antigas raças travam uma guerra milenar: os Avicen, pessoas com penas no lugar de cabelos e pelos; e os Drakharin, que têm escamas sobre a pele. Ambas possuem magia correndo nas veias, o que os esconde de todos os humanos menos de uma adolescente chamada Echo. Echo conheceu os Avicen quando era criança, e desde então eles são sua única família. A pedido de sua tutora, a garota começa uma jornada em busca do pássaro de fogo, uma entidade mítica que, segundo uma velha profecia, é a única forma de acabar com a guerra de vez. Mas Echo precisa encontrar o pássaro antes dos Drakharin, ou então os Avicen podem desaparecer para sempre.

Todas as vezes que eu começo a ler alguma distopia, fico me perguntando se o autor quer que a gente desista logo no início, ou releia algumas vezes as primeiras páginas. Em A profecia do pássaro de fogo isso chegou a acontecer algumas vezes, pra eu ter certeza que estava entendendo tudo, pra não me perder mais na frente da história.

O livro começa com a Ala encontrando Echo. Bem assim, sem explicar quem era quem, de onde saíram, pra onde iriam. Lá na frente da história é que você descobre que Ala é uma Avicen, uma raça mágica (?) que tem penas no lugar de pelos, e Echo é a humana, simples e normal, que eles adotaram. Não que a adoção de Echo seja unânime; há quem diga que ela não é uma Avicen e nunca será, mas os Avicen são a única família que ela reconhece.

Echo, nossa personagem principal, não teve um início fácil. Quando foi encontrada por Ala, ela vivia sozinha, escondida numa biblioteca de Nova York, roubando comida para sobreviver. Logo, roubar se tornou seu maior talento. A trama se inicia quando, na ocasião do aniversário de Ala, Echo tenta encontrar o presente perfeito, e acaba roubando uma caixinha de música que continha um mapa que a guiaria até o Pássaro de Fogo, uma criatura mítica que seria capaz de colocar fim na guerra entre os Avicen e os Draken.

Os Draken são os inimigos mortais dos Avicen. Ao invés de penas, eles possuem escamas no lugar dos pelos, e tem habilidade de manipular fogo. Desse lado da história, há o Rei Caius, que também está atrás do Pássaro de Fogo, com o intuito de colocar um fim na guerra, devido a um acontecimento do passado. Porém, sua irmã Tanith tem outros planos: ela quer dar fim à trégua e aniquilar os Avicen, a fim de que os Draken reconquistem seus poderes.

Tirando a parte de ter que ficar lembrando quem é quem/o que do início da história, o enredo traz alguns personagens interessantes, estimula bastante a imaginação, por conta da descrição das criaturas, suas cores e formas, além de descrever várias cidades e lugares ao redor do mundo. É uma distopia um pouco fraca em relação a outras que eu já li, mas serve bem o propósito de distrair.

Acredito que o livro não seja apenas uma história de amor (claro, sempre tem uma história de amor!), mas também trata muito da coragem, de ir contra algumas coisas que você acredita para encontrar a verdade, e de persistência, que é bem a cara da Echo. Não é um livro que eu tenho grandes expectativas pela continuação, mas sempre desperta aquela curiosidade de saber onde vai dar.


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Nina Lima

Poderia ser qualquer outra coisa, mas resolveu ser turismóloga e apaixonada pela Inglaterra e pelo McFLY. Leu a trilogia Jogos Vorazes em três dias e amou; considera Harry Potter a melhor série do mundo, adora a escrita da Meg Cabot e topa qualquer YA Book.

Um comentário

  1. Não creio que se trate de uma distopia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*