quinta-feira, 16/11/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas Fora de Série » Resenha: “Eles merecem a morte”, de Peter Swanson

Resenha: “Eles merecem a morte”, de Peter Swanson

Eles merecem a morteLivro: Eles merecem a morte
Autor: Peter Swanson (Site)
Editora: Globo Livros
Páginas: 302
Tradução: Rodrigo Salem
Resenha por: Bru Fernández
Comprar: Saraiva Cultura Amazon + ofertas

Ted Severson e Lily Kintner se conhecem na sala de espera do aeroporto de Heathrow, em Londres, aparentemente de maneira casual. Embalados por drinques despretensiosos e motivados pelo longo atraso no voo noturno que os levará de volta a Boston, os dois iniciam uma estranha brincadeira de revelar grandes segredos um ao outro. Então, Ted acaba falando sobre a traição de sua esposa, Miranda, e da vontade que sente de matá-la. Curiosamente, Lily se prontifica a ajudá-lo, o que faz com que um improvável relacionamento seja selado entre eles.

Conforme o enredo se desenrola, fica claro que Miranda, uma artista sem muita perspectiva, só estava mesmo interessada na conta bancária do marido, um bem-sucedido empresário. Então, enquanto os planos de Ted e da enigmática Lily tomam forma, Miranda e seu amante Brad também traçam seus próprios estratagemas. Assim se inicia uma perigosa e mortal corrida contra o tempo, em que será preciso estar sempre dois passos à frente dos oponentes para sobreviver. Para tornar a vida dos protagonistas ainda mais difícil, Henry Kimball, o empenhado detetive da polícia de Boston, começa a seguir os passos de todos eles, tentando juntar as peças de um quebra-cabeças que a princípio parece sem solução.

“— Nada é pior do que um livro ruim e um longo voo atrasado.
— O que você está lendo? — ela quis saber.
— Jornal. Não gosto muito de livros.
— Então o que faz durante os voos?
— Tomo gim. Planejo assassinatos.”

Me lembro de quando li o título do livro pela primeira vez, atiçou a minha curiosidade na hora. Corri pra ler a sinopse e decidi naquele momento que queria muito ler Eles merecem a morte; fazia um tempo que eu não lia um thriller e resolvi apostar nele. Alerta de spoiler (do fim da resenha e não do livro!): não me arrependi dessa escolha!

Eles merecem a morte não revela muito sobre seu enredo na sinopse, mas é proposital, esse é o tipo de livro que não dá para revelar muito sobre o enredo sem sair dando spoiler. O que você precisa saber de antemão é: Ted e Lily, duas das principais personagens da trama, se conhecem no aeroporto Heathrow, em Londres e começam a ter uma conversa amistosa porém curiosa. Por serem completos estranhos eles decidem revelar segredos um para o outro e é então que Ted revela a sua nova colega Lily que ele deseja matar sua esposa, Miranda, pois recentemente descobriu que ela estava sendo infiel. Até aqui, “normal”.

Lily é, de longe, pra mim, a personagem mais curiosa e perturbadoramente bem construída do livro. Mas acontece que ela não é uma mulher convencional com atitudes comuns. A maioria das pessoas tentaria colocar panos quentes nas ideias de Ted ou ainda achar que era só “jeito de falar”, mas Lily o levou a sério. Não somente o levou a sério, mas o apoiou na decisão de acabar com a vida da mulher dele.

“Honestamente, não acho que assassinato seja algo tão ruim quanto as pessoas pensam. Todo mundo morre. Que diferença faz se uma das maçãs podres são arrancadas do galho um pouco antes do que Deus imaginou?”

O que era para ser apenas uma conversa entre dois estranhos que depois seguem cada um o seu caminho acaba ficando muito sério e se torna uma intrincada preparação para o assassinato de Miranda. Porém, como em todo bom thriller que se preze, nem tudo é exatamente o que parece nessa história. A narrativa é repleta de ironias e reviravoltas inesperadas, até a última página. Daqueles livros que é difícil largar e nos faz virar as páginas compulsivamente.

Leitura mais do que indicada para quem curte o gênero, principalmente para quem leu e gostou de Garota Exemplar, de Gillian Flynn e A garota do trem, de Paula Hawkins.


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Bru Fernández

Formada em Letras, trabalha como Revisora e Tradutora em uma agência publicitária e preenche suas horas vagas assistindo a seriados, filmes e partidas de futebol, vôlei, basquete e ice hockey, além de ouvir música, ir a shows e, claro, ler. Não curte chick-lits e prefere os thrillers, policiais, YA e fantasia. Nunca sai de casa sem guarda-chuva e um livro na bolsa, afinal nunca se sabe quando irá chover ou surgir uma fila/trânsito em São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*