quinta-feira, 23/11/2017
Últimas do LeS:
Capa » Notícias » Bertrand Brasil aposta na ficção científica

Bertrand Brasil aposta na ficção científica

Takeshi Kovashi é o título da trilogia publicada pelo inglês Richard K. Morgan entre 2003 e 2005 e que voltou a ser notícia com o anúncio de que a Netflix está produzindo uma série baseada no primeiro volume, Altered Carbon, que faturou o prêmio Philip K. Dick em 2003.

A primeira temporada terá 10 episódios, e a Bertrand Brasil corre para aprontar a tradução da série: o primeiro livro deve sair até o fim do ano e a série não tem data. Para o elenco, foi confirmado Joel Kinnaman (de House of Cards e Robocop). A história se passa no século 25, quando a mente humana foi digitalizada e a alma pode ser transferida de um corpo para o outro – mudando, assim, o conceito de morte. Depois de morrer de forma estranha, Kovacs acorda num novo corpo e precisa desvendar uma trama de conspiração.

Takeshi Kovashi #01, Altered Carbon

É século XXV, e os avanços tecnológicos têm redefinido a própria vida. A consciência de uma pessoa pode agora ser armazenada no cérebro e ser descarregada em um novo corpo, fazendo com que a morte seja mais do que um ponto de luz em uma tela. O enviado da ONU Takeshi Kovacs já foi morto antes, mas sua última morte foi particularmente dolorosa. Recolocado em um corpo de Bay City (anteriormente São Francisco), Kovacs é colocado no centro obscuro de uma conspiração sombria de longo alcance que é cruel até mesmo para os padrões de uma sociedade que trata a existência como algo que pode ser comprado e vendido. Para Kovacs, a bala que abriu um buraco em seu peito foi apenas o começo.

Sobre Bru Fernández

Formada em Letras, trabalha como Revisora e Tradutora em uma agência publicitária e preenche suas horas vagas assistindo a seriados, filmes e partidas de futebol, vôlei, basquete e ice hockey, além de ouvir música, ir a shows e, claro, ler. Não curte chick-lits e prefere os thrillers, policiais, YA e fantasia. Nunca sai de casa sem guarda-chuva e um livro na bolsa, afinal nunca se sabe quando irá chover ou surgir uma fila/trânsito em São Paulo.

2 comentários

  1. Ou seja, Bertrand Brasil aposta na ficção científica… Internacional.

    Ou seja, Bertrand Brasil aposta… No sucesso da série no Netflix.

    Bertrand Brasil não necessariamente *aposta* ehaehaheaheae

  2. Peterson colocamos como aposta porque esse gênero literário não é o forte da editora, mesmo sendo uma série de certo sucesso garantido é um novo risco que a editora está correndo, não acha? ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*