sábado, 14/10/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “Inigualável”, de Alyson Noël

Resenha: “Inigualável”, de Alyson Noël

NOME DO LIVROLivro: Inigualável (#01)
Série: Belos ídolos
Autor: Alyson Noël (@AlysonNoel)
Editora: HarperCollins Brasil
Páginas: 304
Tradução: Joana Faro
Resenha por: Bru Fernández
Comprar: Saraiva Submarino Cultura Amazon + ofertas

Layla Harrison quer deixar seus dias de pobretona para trás, em busca de uma oportunidade como repórter. Aster Amirpour está a ponto de gritar com o próximo diretor de elenco que disser: “Queremos alguém exótico, mas não o seu tipo de exótico.” Tommy Phillips sonha em comprar uma guitarra de doze cordas para tentar fazer as pazes com seu pai famoso (e ausente). Mas Madison Brooks fez o destino se ajoelhar para ela muito tempo atrás. É a queridinha de Hollywood, e o que teve que fazer para chegar à fama é uma mera mancha no asfalto sob o salto dos seus Louboutins. Quando Layla, Aster e Tommy conseguem entradas VIP para o mundo glamoroso e instável da noite de Los Angeles, eles são envolvidos em uma competição de alto risco, com Madison Brooks como alvo. O problema é que, quando a estrela desaparece misteriosamente, destruindo suas esperanças, tudo que resta para os três são as mentiras.

Depois do fenômeno da série Os imortais a Alyson Noël deu uma sumida do mercado editorial. Suas outras séries publicadas no Brasil, Riley Bloom e The Soul Seekers, não tiveram tanto impacto em mim quanto a primeira, então fiquei na espera de uma nova história. Esse ano a HarperCollins desembarcou no Brasil e a nova série da autora, Belos ídolos teve estreia simultânea em 16 países, inclusive aqui! Não estava botando muita fé, mas já adianto: valeu a espera.

O primeiro livro da série, Inigualável, nos apresenta ao universo da série, onde acompanhamos a vida de quatro jovens que têm vidas e motivações completamente diferentes, que moram em Los Angeles e acabam tendo suas vidas entrelaçadas. Essas personagens são Madison Brooks, Layla Harrison, Aster Amirpour e Tommy Phillips, todos muito bem criados e delineados pela autora. Madison é uma celebridade com um passado completamente fabricado, não sabemos muito sobre ela, apenas que ela é extremamente gananciosa e que seu passado possui manchas terríveis que ela faz de tudo para esconder e esquecer. É a queridinha de LA e “namora” com Ryan Hawthorne, um galã babaca. Layla é o oposto de Madison, ela odeia o mundo das celebridades. Mas ela quer se formar em jornalismo em Nova York e para realizar seu sonho ela acaba se envolvendo nesse universo pela grana. Ela tem um namoro firme com Mateo, um surfista gatíssimo que não aprova o envolvimento dela nesse mundo, já que seu irmão morreu de overdose, abandonado pelos “amigos” à própria sorte na porta de uma dessas baladas famosas.

A última garota, Aster, veio de família rica e tradicional, mas a jovem deseja assumir as rédeas de sua vida e se tornar uma atriz famosa. O único problema é que a família dela espera que ela se case e viva para cuidar de sua família, sem se importar com uma carreira, qualquer que ela seja. E por último temos Tommy, o único garoto, um típico músico frustrado que se muda de Oklahoma (oi Hanson!) para LA em busca de fama e sucesso. Só que tudo que ele consegue é um emprego em uma loja de instrumentos, onde mora seu objeto de desejo: uma guitarra de 12 cordas. Porém, não foi só a música que o levou para a Cidade dos Anjos, é lá que mora Ira Redman, seu pai rico, famoso e ausente, que nem sabe da sua existência.

Mas como é que a autora conseguiu juntar todas essas personagens em uma trama só? Acontece que Layla, Aster e Tommy se tornam participantes de um desafio criado por Ira Redman, o dono de praticamente todas as boates mais badaladas de LA. Ira escolhe 12 promoters para promover suas boates e festas, oferecendo prêmios semanais para o melhor promoter e a eliminação da pessoa que teve o pior desempenho. O BBB das baladas. Onde entra Madison? Ela é a celebridade número um da lista que Ira passa aos promoters, quem conseguir com que ela marque presença na boate, ganha (muitos) pontos com o dono sem escrúpulos. Ira Redman é intimidante, sabe de tudo e não vale nada. Fiquei com a impressão de que há muito mais por trás da personagem do que a autora nos revelou.

Apesar das personagens parecerem clichês ambulantes, a autora insere alguns detalhes sobre a vida de cada um, uma motivação pessoal que acaba quebrando esse estereótipo, mostrando aos leitores que precisamos enxergar além e parar de julgar as pessoas sem conhecer seus verdadeiros motivos. Não temos como saber como vamos reagir a uma certa situação até passarmos por ela. Alyson coloca todos os seus belos e jovens personagens cheios de ideias e regras sobre a vida à prova dos clichês e nenhum deles escapa ileso. Até onde estamos dispostos a ir para conseguir o que queremos? Não existe a personagem perfeita, todos se atrapalham e cometem (grandes!) erros na busca pela fama/sucesso. Alguns mais do que os outros, alguns se arrependem mais rápido das atitudes que tiveram, outros nem pensam duas vezes e continuam a criar desculpas para suas atitudes ao invés de encarar a realidade.

Um detalhe bem legal é que todos os capítulos levam nomes de músicas famosas de artistas dos mais variados gêneros. Me diverti tentando lembrar/adivinhar de quem eram as músicas e achei que isso trouxe um toque a mais para a narrativa, muito bem pensando. Mas o que mais me surpreendeu foi que de uma hora para a outra o livro YA de fofocas e clichês se tornou um grande caso de sequestro/possível assassinato e eu não consegui largar o livro até chegar a última página, que aliás é BOMBÁSTICA! Se o livro não te pegou logo no começo, dê uma chance para ele de novo, você não vai se arrepender.

Alyson Noël cresceu muito como autora e nos oferece um enredo muito bem estruturado e uma narrativa de certa forma original e com a dose certa de romance, mistério e sexy. Que salto incrível de seus livros anteriores para esse! Agora estou contando os segundos para ler a continuação, quero muito saber o que vem por aí!


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Bru Fernández

Formada em Letras, trabalha como Revisora e Tradutora em uma agência publicitária e preenche suas horas vagas assistindo a seriados, filmes e partidas de futebol, vôlei, basquete e ice hockey, além de ouvir música, ir a shows e, claro, ler. Não curte chick-lits e prefere os thrillers, policiais, YA e fantasia. Nunca sai de casa sem guarda-chuva e um livro na bolsa, afinal nunca se sabe quando irá chover ou surgir uma fila/trânsito em São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*