terça-feira, 19/11/2019
Últimas do LeS:
Capa » Lançamentos » Lançamentos Fábrica231 – junho/2016

Lançamentos Fábrica231 – junho/2016

RespireLivro: Respire (#010)
Série: Ten Tiny Breaths
Autor: K.A. Tucker
Tradução: Maira Parula
Comprar: Saraiva Cultura Amazon + ofertas

Kacey Cleary “morreu” quatro anos atrás. Um ano de reabilitação física e depois um mergulho no mundo de drogas e álcool para tentar lidar com uma perda irreparável. Assim é Kacey, a protagonista de Respire, primeiro da série Ten Tiny Breaths, de K.A. Tucker, que a Rocco publica pela coleção Curti, do selo Fábrica231. A Kacey de agora não chora, não suporta o toque das pessoas. Canaliza sua energia para treinos intensos de kickboxing. E tudo a faz lembrar do momento mais terrível de sua vida quando um acidente de carro fatal tirou a vida dos pais, da melhor amiga, Jenny, e do namorado, Billy. Apenas Kacey sobreviveu naquele carro. Do outro lado, um grupo de jovens embriagados e um único sobrevivente também.

Desde então, ela tenta seguir o conselho da mãe: “Apenas respire. Dez respirações curtinhas… Prenda o ar. Sinta-o. Ame-o.” Pesadelos diários reproduzem a cena: o último suspiro da mãe, e a sensação desesperadora de ser atingida por um jato de água que a enche por dentro. Chegou ao fundo do poço por conta dos vícios. Mas por Livie, a irmã caçula, reavaliou tudo e deixa para trás o período de trevas. Após o acidente, as duas são criadas pela tia Darla, uma típica fanática religiosa, e seu marido, Raymond. Elas deixam Grand Rapids, em Michigan, e fogem para Miami depois que o tio alcoólatra tenta abusar de Livie.

O acidente traz grandes traumas para Kacey e a construção de um verdadeiro muro para impedir qualquer relação. Justamente em função dos últimos momentos com o namorado, que ficou de mãos dadas com Kacey já desacordado e preso às ferragens, a jovem de cabelos vermelhos não suporta o toque. O simples gesto é capaz de provocar as piores sensações. Mas, no novo condomínio, ela e Livie conhecem Storm, uma loura lindíssima que trabalha numa boate de stripper para criar a filha, Mia, e viram grandes confidentes.

Há também o morador do apartamento 1D, que não passa despercebido. Depois de um encontro inusitado na lavanderia, Kacey não resisite à beleza de Trent, e todos os seus pensamentos são direcionados a ele. Como um invasor, Trent consegue abrir uma brecha e invadir a área de segurança de Kacey. A confirmação vem depois que ele toca em suas mãos e Kacey não se “afoga”. Respira pela primeira vez depois de ficar embaixo d’água durante anos. Mas fantasmas do passado voltam à tona, e ela, que há alguns anos já havia sido diagnosticada com transtorno de estresse pós-traumático, tem sua vida virada de cabeça para baixo novamente. Respirar torna-se uma missão quase impossível. Mas ela não é do tipo que desiste fácil. Como uma boa lutadora, vai precisar nocautear de vez o passado para seguir em frente, viva e respirando.

Etta e Otto e Russell e JamesLivro: Etta e Otto e Russell e James
Autor: Emma Hooper
Tradução: Santiago Nazarian
Comprar: Saraiva Amazon

Etta tem 83 anos e quis conhecer o oceano. Logo que acordou, Otto encontrou um bilhete em tinta azul: “Parti. Nunca vi a água, então parti para lá. Não se preocupe, eu te deixei a caminhonete. Posso andar. Vou tentar me lembrar de voltar.” De imediato pensou em botar o casaco e sair em busca da esposa, mas tudo o que conseguiu fazer foi pegar um globo e, com o dedo trêmulo, traçar dois possíveis caminhos: indo para o oeste, Etta teria que cruzar 1.291 quilômetros para chegar a Vancouver; para o leste – e ele sabia que aquela fora a rota escolhida –, seriam 3.232 até Halifax. Assim começam as odisseias físicas e emocionais de Etta e Otto e Russell e James. Em seu aclamado romance de estreia, Emma Hooper aborda a persistência do amor e da memória, numa trama sensível e emocionante.

Etta, Otto e Russell se conheceram ainda adolescentes em Saskatchewan, no interior do Canadá. Quando veio a guerra, os dois rapazes se alistaram: somente Otto foi aceito. Ele combatia além-mar enquanto Etta e Russell se aproximavam mais e mais. Foi Otto, porém, quem, assim que retornou, pediu a mão da moça. Russell passou as décadas seguintes morando na fazenda vizinha à do casal e nunca deixou de amar Etta. Naquela manhã, ele a viu partir. Não perguntou para onde estava indo ou por que estava indo, mas, no primeiro grande desafio de sua vida, decidiu pegar o carro para tentar localizá-la. Otto, que não a ama menos que Russell, preferiu ficar em casa, cozinhando as receitas deixadas por ela e escrevendo cartas que não seriam enviadas.

James é um coiote, a única companhia de Etta em sua longa caminhada pelas pradarias canadenses além de suas próprias lembranças. As reminiscências também são intrínsecas a Otto e Russell, ainda que, nelas, fato e fantasia – assim como encanto e tragédia, lucidez e loucura, corpo e mente, vida e morte – jamais possam ser de todo apartados. O passado, tal qual o futuro, talvez seja algo construído dia a dia a partir das diversas camadas do presente. Certas vezes luta-se para lembrar; outras, para esquecer.

Sobre Kinina

Formada em Hotelaria e Análise de sistema, mas trabalha com Atendimento em uma agência publicitária. Passo o tempo lendo, assistindo seriados, ouvindo música e tendo ideias malucas. Vai que um dia alguma dá certo e ela fica rica e famosa...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.