quinta-feira, 22/06/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “Corrida contra a morte”, de Martin Lodewijk

Resenha: “Corrida contra a morte”, de Martin Lodewijk

January Jones - Corrida contra a morteLivro: January Jones – Corrida contra a morte (#01)
Série: January Jones
Autor: Martin Lodewijk
Editora: AVEC
Páginas: 48
Ilustração: Eric Heuvel
Tradução: Paulo Henrique Tirre
Resenha por: Monique Marie
Compre: Saraiva Submarino Cultura Amazon + ofertas

A aviadora January Jones viaja pelo mundo a bordo de um avião Havilland Comet, enfrentando conspirações e perigos com muita ação, aventura, suspense e humor.

Clássico do estilo Linha Clara, a série situa a personagem em uma agitada década de 1930, recheada de personalidades e fatos históricos.

Em Corrida Contra a Morte, January Jones deixará os céus um pouco de lado para participar do Rali de Monte Carlo, uma famosa prova que existe desde 1911. Jones pilotará o Viragiro, um carro revolucionário que lhe trará muitas chances de alcançar a vitória. Enquanto tenta chegar ao fim do trajeto, ela luta contra espiões alemães, corredores desleais e encara muita neve.

“Eliminamos o agente secreto, mas a aviadora chegou mais cedo do que imaginávamos, seguida de perto pelos homens da Abwehr. Achamos que o microfilme está com a January Jones.”

Escrever uma resenha de uma HQ de 48 páginas é bem complicado, você tem que tomar muito cuidado para não contar basicamente tudo. Os fãs de HQ estavam na espera por esse lançamento e eu tenho certeza que não houve qualquer decepção, do trabalho gráfico à história em si.

Comentando sobre o livro acredito que precisamos dar os parabéns para a AVEC, é muito legal quando você percebe que a editora não está preocupada apenas em vender seu trabalho, mas em vender um trabalho com alta qualidade, ou seja, eles pensam nos fãs de HQ que terão em mãos um trabalho que não é de difícil leitura, com ótimas ilustrações e uma qualidade 5 estrelas de papel e impressão.

A tradução foi feita do holandês e por conta disso vemos muitas notas de rodapé, ótimo para entendermos expressões, lugares e coisas a mais que só holandeses saberiam explicar. Essas notas também são ótimas para os curiosos de plantão que querem procurar mais sobre o assunto, prestem atenção em todas!

Sobre a história em si eu acho que veio em ótima hora, no momento estamos falando muito sobre o poder das mulheres e temos em January uma mulher/espiã mais que poderosa. Em uma época extremamente machista ela já tinha como meta de vida provar ao mundo que era capaz de fazer coisas que ninguém imaginava. O livro já começa com January chegando de uma viagem longa em seu próprio avião tentando bater um recorde de maior travessia, se não fosse por espiões atrapalhando o seu caminho…

Nossa personagem heroína passa por maus bocados durante todo o Rali de Monte Carlo (o que faz o título do livro perfeito) para entregar algo muito importante: uma informação. Vale lembrar que estamos em 1930 na Alemanha de Hitler, não podemos esperar investidas leves para nossa espiã. Um personagem que vale a menção: Rik. Além de divertido é um supercompanheiro para a viagem de January.

Leiam para saber se ela chega ao fim dessa corrida, se conseguirá fazer história como piloto de rali e entregar as informações que muitos matariam para ter. Cinco estrelas mais que bem dadas nesta HQ!


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Monique Marie

Publicitária frustrada com o pouco dinheiro da área e admiradora de tudo que envolve a política. Gosta de seriados que tenham serial killers, filmes infantis, fanática por futebol e F1, além de tentar competir com o Dr. Reid (Criminal Minds) quem lê mais rápido. Geralmente não gosta de ler o que está "na moda", adora indicações e ainda acredita que muitos livros se vendem pela capa. Não se separa de seu amigo rivotril e escreve no mínimo um texto por dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*